17/06/2014

RESENHA: O Diário de Suzana para Nicolas

O Diário de Suzana para Nicolas
Autor: James Patterson
Editora: Arqueiro
Páginas: 224
Edição: 1
Ano: 2011
Skoob
~~~

Comecei a leitura do livro sem nem ler a sinopse, na verdade até tinha lido, mas não lembrava quando comecei a leitura. Mas aos poucos fui entendendo e adorando! Havia lido apenas um livro do autor que adorei e então fiquei cheias de expectativas! E ele superou!

Katie é uma editora, jovem, alta - 1,80 -, olhos azuis e se acha desengonçada! Mas segundo as suas amigas é mulher linda, mas ela não se acha. Certo dia a Katie estava no escritório e se depara com o Matt Harrison um poeta muito promissor, diga-se de passagem. E ali já rola uma química! O tempo passa e eles ficam cada vez mais próximos, digo muito próximos, ao ponto de que Katie achar que eles irão se casar logo. Mas o inesperado acontece, Matt acaba o relacionamento sem mais, nem menos.

E é aí que começa a história, após o rompimento inesperado de Matt a Katie se ver sem rumo! Com seu gato e cachorro fica imaginando o porquê do término súbito. Aí chega uma correspondência de Matt, um diário. O diário de Suzana Para Nicolas e um bilhete de Matt dizendo que essa é a história da esposa (Suzana) e do filho dele (Nicolas) e que o diário iria conter algumas partes que provavelmente seriam difíceis de suportar. Estou pensando como vou falar do livro sem falar nem um spoiler, é difícil.

A Katie começa a leitura do diário, em primeiro momento pensa que ela se enganou com o Matt, que ele era na verdade um cretino que vinha mentido esse tempo todo. Mas no decorrer ela ver que não! É uma leitura gostosa e fluída! Só tem 223 páginas, é fininho! Mas muito gostoso de ler! Vale a leitura! Não vou falar mais, porque se não solto spoilers e não quero fazer isso! hehe

QUOTE
“Imagine que a vida seja uma brincadeira em que você fica fazendo malabarismo com cinco bolas. As bolas se chamam trabalho, família, saúde, amigos e integridade. Você esta mantendo todas as bolas no ar e um dia finalmente se dá conta de que o trabalho é uma bola de borracha. Se você a deixar cair, ela vai pular de volta. As outras quatro bolas - família, saúde, amigos e integridade - são feitas de vidro. Se você deixar cair alguma, ela vai ficar arranhada, ou lascada ou vai se quebrar de vez.” – pág 23


0 comentários

PAGINAÇÃO