07/05/2015

RESENHA: Mulheres que não sabem chorar - Lilian Farias

Mulheres que não sabem chorar

Autor(a): Lilian Farias
Editora: Literata
Páginas: 162
Edição: 1
Ano: 2014
A vida de Marisa é regida pelo controle. Seja à frente do seu trabalho ou da vida dos filhos, ela é racional, mantendo-se sempre fria, um ser à parte das banalidades, cuja única preocupação é ser um exemplo. Olga é sua antítese. Sentimentos à flor da pele, dor flagelando a carne, pensamentos embaçados pelo esquecimento proporcionado pelo álcool. Sozinha, preocupa-se em apenas ser, em um mundo cercado por fatos que não reconhece mais como seus.
Duas senhoras solitárias, vizinhas e antagônicas. Será que um dia alguém acharia que poderiam viver em paz? Mais ainda, será que poderiam se apaixonar?
Mulheres que não sabem chorar é mais que uma história de amor entre iguais. Junto a estas personagens tão humanas, o leitor vê-se despido dos preconceitos, pudores e medos. Ora crua, ora poética, a trama nos obriga a enfrentar o espelho e se ver como nunca imaginou antes. Pois ao mergulhar neste romance, o que fará você pensar não é a forma como vê o amor, mas sim a forma com que ele se volta em sua direção. Esteja preparado.

Lilian, como você fez isso comigo?! Surpreendente. 

O livro tem duas protagonistas, Marisa e Olga. Marisa teve uma infância difícil, teve que aguentar muita coisa e sozinha. Tem dois filhos e é viúva, assim que o seu marido falecera ela montou sua floricultura que dá muito lucro, porque ela vive pra isso. Já a Olga é alcoólatra, tem uma filha e é separada. Sempre teve uma família muito formal, mas que a amava. No entanto não a aceitavam como ela era. Por conta do vício perdeu o marido, a filha fora morar com o pai e não tinha mais nenhum amigo. Ela vivia pro álcool. 

Marisa e Olga eram vizinhas que aparentemente se odiavam. Mas como diz a canção: "Entre o bem e o mal a linha é tênue meu bem. Entre o amor e o ódio a linha é tênue também. Quando o desprezo a gente muito preza, na vera o que despreza é o que se dá valor.". Eis que um dia a Marisa está em casa tomando o seu chá e ouve gritos de uma mulher, a principio ela não faz nada. Mas quando escuta os gritos novamente vai ver o que está acontecendo e se depara com uma cena aterrorizante, na qual a Olga está passando. E a ajuda. 

Como a Olga está muito debilitada ela acaba ficando na casa da Marisa, no total de 5 dias. Tempo suficiente para uma faísca entre elas surgirem. 

É um livro onde há um romance homoafetivo, então é lógico que elas se envolveriam. Mas não é apenas isso, a Lilian inseriu inúmeras coisas na trama. Que machuca o leitor, que o revolta, que o faz refletir. Mas acima de tudo, que o faz se emocionar. Nas primeiras páginas do livro eu não consegui me conter e chorei. As duas mulheres viveram coisas demais, sofreram cada uma de sua forma, cada uma com seu porquê.

Eu sei que pra muita gente a relação entre duas mulheres pode parece chocante e até revoltante, mas lendo esse livro é impossível não torcer por elas. Ao ponto de querer que cada uma encontre na outra o seu porto seguro. E assim seguia o rumo da história, mas a Lilian (autora) tinha uma carta na manga pra judiar e fazer o leitor sofrer. Meu Deus, que final essa trama tem!!!

A única coisa que me incomodou no começo foi que o desenrolar acabou sendo rápido demais, sabe? Poderia-se ter trabalhado mais nisso, ter passado mais delas duas, da relação e a evolução entre elas.

Aconteceu muita coisa para tão poucas páginas, é sério isso! Não que o livro não seja bom, porquê é. Só que é denso e (in)tenso... são coisas que deixam o leitor com um misto de sensações, que você tem que parar e respirar. Eu li o livro bem rápido, como ele é curtinho e tem uma escrita ótima, você vai lendo e lendo... só que, depois de ler... ele vai continuar na sua cabeça. Pelo menos na minha ficou... gente, sério. Eu ficava repassando, revivendo as cenas, me emocionando e me revoltando. Indico, se forem ler, que façam devagar e assimilem tudo devagar. No entanto, a trama ainda assim vai ficar remoendo porque tem coisas tensas! Mas pessoal, leiam.

Sobre os personagens: Adorei a construção, a força e o amor das personagens. A Marisa me ganhou, mas não tanto quanto a Olga. Talvez pelo fato de ter tido casos de alcoolismo na minha família, mas de qualquer forma ela é incrível. Assim que comecei ler mais sobre ela, uma empatia surgiu. No entanto não posso de forma alguma desmerecer a Marisa, que é incrível também. Apesar dos pesares. 

Como eu disse o final me surpreendeu, pensei que iria acontecer de tudo. Exceto o que de fato aconteceu! Queria outro rumo, queria mesmo... (quase que entrava no facebook da autora pra chorar e perguntar porque ela fez isso comigo e com as personagens hahaha, mas eu me controlei). No mais, o livro vale super a pena! E ah, o livro tem cenas quentes, logo não é indicado para menores de 18 anos (até porque tem outras coisas na trama que... podem julgar um pouco pesadas :x) ou pra quem não gosta de livros com essa pegada, mas nada chulo ou vulgar.

Sobre os detalhes: Essa capa é linda, quando a vi pela primeira vez já adorei. No entanto as personagens estão na faixa dos seus 50 anos, logo não tem muito a ver com a trama. Recebi o livro de parceria e já deixo os meus agradecimentos a autora, a mesma me disse que não está mais a venda o livro físico (mas está vendendo em e-book na Amazon). Visto que há muitos erros, e de fato há. Mas pra mim não foi tanto incômodo. 

Comentário final: Leiam, sem preconceitos, sem pré-conceitos, só leiam. E depois venham conversar comigo, tô precisando!

                                                                             QUOTES                                                                             

“O espelho, em toda sua potencialidade, abre essas verdades no rosto de quem o vê.”
“Na realidade, homens e mulheres são machistas e homens e mulheres sofrem com isso.” 
“Às vezes, mãe, não sabemos mais nem quem somos, e precisamos nos unir a quem não sabemos quem é, para nos resgatar.”


2 comentários

  1. Ai meu Deus! Parece ser um livro incrível! Quero ler já!
    Ah, respondi a TAG 7 coisas no meu blog (finalmente)!
    Beijos!

    www.diarioquaseescritora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO