17/07/2015

Asssitindo & Apreciando #2 - Cidades de Papel


Olá, pessoal! Tudo bem com vocês?

Hoje teremos o Assistindo & Apreciando sobre o filme Cidades de Papel, que é uma adaptação do livro (com o mesmo nome) do autor John Green. Eu comentei no último post dessa coluna que não sabia quando ela iria (re)aparecer novamente, mas eis que Cidades de Papel chegou nos cinemas e claro que fui lá conferir... e resolvi fazer post sobre. E lembrando que não é uma resenha, é apenas um comentário tá gente?! 

Título: Cidades de Papel (Paper Towns)
Estreia no Brasil: 09/07/2015
Estreia Mundial: 18/07/2015
Duração: 109 minutos

~~~~

O começo do filme se passa em Orlando no ano de 2015, temos o Quentin ou simplesmente Q como protagonista. Um garoto bem tediosos, que não tem nada demais, mas que tem um amor platônico pela sua vizinha - Margo - e que tem dois amigos ótimos, Ben e Radar. 

Certa noite a Margo bateu na janela do Q, chamando-o para uma aventura. Ele vai. Depois disso, ela some... só alguns dias depois o Q descobre que ela sumiu, mas isso não é algo anormal, ela vive fazendo isso e sempre deixa pistas. E ele descobre que essas pistas é para o próprio e vai atrás para descobrir aonde ela está. E conta com seus amigos para isso! 

Assisti o filme assim que lançou aqui no BR, mais precisamente dia 11/07. Sobre o filme, eu gostei bastante, mas faltou algo sabe? Senti falta de conexões dos personagens, de algumas lacunas. É difícil fazer um comentário a cerca de um filme depois de ler o livro, porque mudaram algumas coisas e inconscientemente nós vamos esperando algo. Logo no começo, assim que o Q decide ir atrás da Margo é bem no dia da formatura e ele desiste de ir, e os amigos dele vão juntos. Aconteceu isso no filme? não. E tem várias coisas mudadas, assim como o final. Apesar de muito criticado - o final do livro - eu senti muito mais emoção na Margo do livro, do que na do filme. 

Vi alguns comentários a cerca do filme, dizendo que ele era incrível. Particularmente não curti tanto, quanto imaginei como faria. É aquela história de esperar demais de uma adaptação, porém apenas como um filme é bom, dá pra assistir, mas ele não tem grandes acontecimentos... o que tem no livro, passou-se muito rápido. Infelizmente. Mas assistam, tá? É legalzinho. Ah, tenho que falar que os melhores personagens do filme foram os amigos do Q, Ben e Radar, eles foram ótimos!

A mensagem do filme foi transmitida, porém poderiam ter trabalhado mais nisso. Acho que quem leu o livro entendeu melhor a mensagem, porque no livro teve-se mais mais cenas mostrando todo o amadurecimento do Q em relação aos acontecidos, já no filme teve as cenas, mas ficaram um pouco vagas e foram menos que no livro. 

Bom é isso gente, indico que assistam e tirem suas próprias conclusões. :) E ah, já fiz resenha do livro, se quiserem conferir - clique aqui.

Beijos


1 comentários

  1. Também assisti ao filme mas ainda não li o livro. Não gostei muito do final, talvez por quebrar o clichê dos finais de filme. Mas se tem um personagem que gostei foi o Radar! Corações para ele <3

    Abraços.

    Minhas Impressões

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO