24/07/2015

RESENHA: Enfeitiçados Pelo Desejo - Sylvia Day

Enfeitiçados pelo desejo

Autor(a): Sylvia Day
Editora: Leya - Selo Quinta Essência
Páginas: 160
Edição: 1
Ano: 2014
Max, um poderoso feiticeiro. Victoria, uma bruxa selvagem capaz de se transformar. Ele deve caçá-la e submetê-la a seus desejos antes de entregá-la ao Conselho Superior dos Feiticeiros, mas algo impensável o obriga a mudar de planos. Uma ligação inesperada faz com que desenvolvam um poderoso vínculo, ainda que Max ignore a força dos poderes de Victoria.
Juntos devem enfrentar o perigoso Triunvirato, três irmãos responsáveis pelo desaparecimento de um antigo amor de Victoria. Em Enfeitiçados pelo desejo, a luta contra a magia negra se mistura à crise que as responsabilidades de Max como Caçador e a submissão involuntária de Victoria geram para o relacionamento. Serão as forças do mal mais poderosas do que um grande amor?
É bom, mas não é lá essas coisas... 

Olá pessoal, tudo bem? Vou hoje contar um pouco dos meus achados sobre Enfeitiçados pelo desejo da Sylvia Day. Eu peguei esse livro porque estava louca pra ler um hot e pensei porque não esse? Entretanto, achei nada demais sabe? Poderia ter escolhido outro. 

A Victoria é uma bruxa poderosíssima, sim, além de hot é sobrenatural. Mas voltando, ela é uma felina (ela pode se transformar em uma gata, é tipo uma metamorfo de True Blood, que pode se transformar em animal e humano). Ela sempre fora completamente apaixonada pelo Darius, mas ele morreu, e ele antes de ir para o outro plano passou todo o seu poder pra ela. 

Desde que Darius faleceu o Conselho Superior dos Feiticeiros querem pegá-la, domá-la, para que ela se torne uma familiar submissa. Vários caçadores (homens/bruxos poderosos) foram tentar domá-la, mas nenhum conseguira, até o Max aparecer. Max é daquele tipo de homem de tirar o fôlego, ele aparece no escritório da Victoria de terno (homem de terno é um charme e parece - só um pouco rs - que as autoras hots sabem disso). Ele tenta domá-la, mas ela não quer isso, pelo contrário: ela quer domá-lo. Ali mesmo, naquele primeiro encontro já surge aquele desejo mútuo. 

Não vou falar muito do desenrolar da trama e do relacionamento dos personagens, porém esperava bem mais. Eu já li os três primeiros livros de Crossfire (mas parei por aí, por causa da palhaçada de virar uma série) e adorei a escrita da Sylvia, mas no caso deste livro ela não soube abusar de tudo que ela tinha. A trama é ótima, a mistura de romance hot com sobrenatural foi bem bacana, mas me pareceu que ela não soube desenrolar muito isso. O livro, para vocês terem ideia, tem apenas 160 páginas e acontecimentos que poderiam ser grandes reviravoltas. Entretanto, só pensei "legalzinho isso, legalzinho aquilo", queria mais. Bem mais.

Vejam bem, anteriormente mencionei que Darius fora para outro plano e isso aconteceu por culpa do Triunvinato (são três irmãos poderosos) e os dois (Victoria e Max) vão lá enfrentá-los... e aí acontece muitas coisas, que só lendo pra descobrir. Mas adianto que são cenas de lutas de poder e magia, mas que não foram excitantes, sabe? Queria aquelas cenas de tirar o fôlego, mas não aconteceu nada disso, não senti nada, parecia até uma cena qualquer... Sem ação nenhuma. Mas já o romance foi bem hot e dessa não há o que reclamar, a Sylvia 'manja' das paradas. Mas pra quem conhece os livros dela sabe que o linguajar não é dos leves, ela não tem pudor em relação ao sexo. Então se não gostam de ler nada assim, não indico esse pra você. 

Se eu indico o livro? Indico, mas é um livro pra passar tempo, pra ler em uma tarde (ou tardes rs).


1 comentários

  1. Oi,Kamila.

    Nunca li nada da Sylvia e não tenho a mínima vontade de ler. Não sou uma grande fã de hot e saber que o linguajar dela é de baixo escalão. Livros dela eu passo.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO