02/10/2015

RESENHA: Primeiro amor - James Patterson e Emily Raymond

Primeiro amor skoob

Autores: James Patterson e Emily Raymond
Editora: Novo Conceito
Páginas: 240
Edição: 1
Ano: 2014
Axi Moore é uma garota certinha, estudiosa, bem comportada e boa filha. Mas o que ela mais quer é fugir de tudo isso e deixar para trás as lembranças tristes de um lar despedaçado. A única pessoa em quem ela pode confiar é seu melhor amigo, Robinson. Ele é também o grande amor de sua vida, só que ainda não sabe disso. Quando Axi convida Robinson para fazer uma viagem pelo país, está quebrando as regras pela primeira vez. Uma jornada que parecia prometer apenas diversão e cumplicidade aos poucos transforma a vida dos dois jovens para sempre. De aventureiros, eles se tornam fugitivos. De amigos, se tornam namorados. Cada um deles, em silêncio, sabe que sua primeira viagem pode ser também a última, e Axi precisa aceitar que de certas coisas, como do destino, não há como fugir. Comovente e baseado na própria vida do autor, este livro mostra que, por mais puro e inocente que seja, o primeiro amor pode mudar o resto de nossas vidas.
É um livro bom...

Axi é a mocinha da história que sempre foi muito certinha (em relação a tudo), mas resolveu um dia jogar tudo para o alto e fugir. No entanto ela não queria se aventurar sozinha e sim com o seu melhor amigo, Robinson. Logo nos primeiros momentos da viagem ficamos sabendo que a Axi tem uma queda pelo Robinson, mas ela tem receio de falar e acabar perdendo a amizade ou começar a ficar estranho. Os dois se conheceram no hospital, ambos tiveram câncer, contudo a história não tem o foco nisso sabe?! Não é mais uma história de adolescentes com câncer (embora eu amei ACEDE), não é nada disso... ele é leve, fofo e meigo até. 

Os dois viajaram para vários lugares, fizeram coisas ilegais, riram juntos, brincaram, ficaram com raiva e enfim perceberam que estavam apaixonados um pelo outro. 

O livro é bem curtinho e passa muito rápido, por isso não vou me adentrar mais na história. Porém a leitura foi muito agradável, houve alguns momentos que me irritei com os personagens teve... Veja bem, a protagonista já sabia que gostava do Robinson e ficava algumas vezes "falo ou não falo?", eu ficaria da mesma forma hahaha, mas queria que ela falasse logo! E o Robinson, por sua vez, me irritou quando vez uma merdinha ali, mas depois fiz as pazes com ele. 

Um dos principais motivos para eu ter comprado esse livro foi o fato de ser escrito pelo James Patterson, a escrita dele é ágil, rápida, direta, com capítulos curtos. E isso aconteceu em Primeiro Amor, mas não foi uma das minhas melhores leituras do Patterson, eu já havia lido um livro dele com uma pegada mais dramática - como essa - e infelizmente esse não foi tão bom. O livro em questão, caso perguntem, é Diário de Suzana Para Nicolas. Em Primeiro Amor, eu senti a falta de um clímax, entendem? ele é bom, é gostoso de ler e é leve. Mas tem um final que poderia ser um BOOM. Eu até me emocionei um pouco, mas não chorei. Poderia ter sido bem mais, fiquei sentindo que faltava mais pra fisgar o leitor de verdade ao ponto de favoritá-lo... tinha uma história pra isso. 

Sobre os personagens: A Axi apesar de vestir a camisa de menina certinha por muito tempo ela sofrera muito, a irmã dela também teve câncer, mas diferente dela faleceu. Ela teve câncer, depois de tudo isso a mãe dela a abandonou com o pai, este por sua vez começou a beber. Pensem só... o bom do Patterson é que ele te apresenta isso de forma sutil, nada dramático ao extremo. 
Eu denomino o Robinson como badboy e cá entre nós, apesar do estilo machão, ele tem um charme delicado. Ah, não sei explicar... mas gostei dele. 

Sobre os detalhes: A capa é linda, gosto muito dela. A diagramação interna está bem bacana, a cada início de capítulo (incluindo prólogo e epílogo) tem um desenho de estrada em formato de coração e achei um charme. O tamanho da letra é agradável e o espaçamento está ótimo. 

Comentário final: A leitura flui com facilidade, mas não esperem uma história de suspirar ou de te fazer chorar. É um livro para passar um tempo, sabe?! Mas é bom. 

QUOTE: 
“É possível amar alguém mais que a própria vida e, ainda sim, nunca saber, com certeza tudo que o outro pensa?”


4 comentários

  1. Olá!

    Adorei a resenha! Achei a premissa interessante para passar a tarde, não vi nada muito profundo rs Mas, esse Patterson é o mesmo autor de Zoo?

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Kamila,

    Tenho esse livro aqui em casa, mas por falta de tempo ainda não li. Tenho muita vontade de ler, adorei a resenha!

    Beijos!

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO