30/10/2015

RESENHA: A Torre Acima do Véu - Roberta Spindler

A Torre Acima do Véu

Autor(a): Roberta Spindler
Editora: Giz Editorial
Páginas: 272
Edição: 1 
Ano: 2014
Quando uma densa e venenosa névoa surge misteriosamente, pânico e morte tomam conta do planeta. Os poucos sobreviventes se refugiam no topo dos megaedifícios e arranha-céus das megalópoles. Acuados, vivem uma nova era de privações e sob o ataque constante de seres assustadores, chamados apenas de sombras.
Suas vidas logo passaram a depender da proteção da Torre, aquela que controla os armamentos e a tecnologia que restaram.
Cinquenta anos se passam, na megacidade Rio-Aires, Beca vive do resgate de recursos há muito abandonados nos andares inferiores, junto com seu pai e seu irmão. A profissão, perigosa por natureza, torna-se ainda mais letal quando ela participa de uma negociação traiçoeira e se vê cada vez mais envolvida em perigos e segredos que ameaçam muito mais do que sua vida ou a de sua família.
Esse livro é simplesmente maravilhoso, sério, leiam!

O livro se passa há muitos anos a frente do que vivemos hoje, e todas as pessoas vivem nos megaedifícios... Alguns andares são divididos por setores - 4 no total -, onde o primeiro é pertence a Torre, que é onde fica o líder e toda a "cabeça" dos demais setores - governa o local - e o último setor que é a "favela", gostei muito da comparação que autora fez. Todos vivem nesses lugares porque séculos atrás a terra foi invadida por uma névoa, onde quem ficasse muito tempo exposto morria asfixiado, por isso todos subiram para os mais altos prédios/edifícios pra tentar sobreviver.

A nossa protagonista, Rebeca, vive no setor 2 e vive com o pai, Lion, e o irmão, Edu. Ela é uma é uma saltadora, tem ótimos reflexos e uma habilidade incrível de saltar (e isso é uma mutação por conta do véu, assim como ela tem várias outras pessoas com mutações variadas, mas nem todas). 

Os três juntos fazem alguns trabalhos, ou missões, para as pessoas. Eles às vezes contam com a ajuda do Rato, que é um informante bem debochado... Certa vez o Rato apontou que um cubo de energia estava escondido em um lugar, a Beca vai (o pai e o irmão só participam de longe, no computador e pelos fones de comunicação) e após muito esforço consegue chegar no local, mas outra pessoa pega. Depois disso é que começa toda a história eletrizantes que vamos encontrar no livro... Depois de algumas coisas (que irei ocultar pra vocês conferirem ao ler), Beca terá que descer no véu... imaginem só?! Uma aventura e tanto. 

O livro é cheio de surpresas, sinceramente não imaginei o desfecho da trama. Não imaginei as reviravoltas que aconteceram... A princípio eu gostei de um personagem e odiei outro, mas aí as coisas se reverteram que passei amar e admirar quem eu odiava e odiar a quem eu de cara gostei. Vocês tem noção disso? A Torre acima do véu sem dúvidas foi uma das melhores leituras do ano, a escrita da autora é viciante, rápida, fluída, gostosa mesmo de ler, sabe?! Vale a pena. 

A Becca passa muita coisa na história de verdade, eu senti as aflições dela, o medo, a coragem, a raiva, a decepção, tudo. Sinceramente, gostei demais dessa personagem. Aliás, todos os personagens foram bem construídos. Todos os acontecimentos e lugares são bem explicados e até detalhados, mas em momento nenhum se torna cansativo, pelo contrário. O livro tem seu final, mas ao mesmo tempo deixou-se no ar que se tem muita mais história por vir... assim que acabei o livro fui no twitter perguntar para a autora se iria ter continuação e ela disse que pretende escrevê-la. o/  

Comentário final: Mais um livro nacional maravilhoso, então estão esperando o quê? corre pra ler! E aproveita a nova capa que está linda! 


4 comentários

  1. Oi Kamilla!
    Também já me aconteceu de mudar de opinião milhares de vezes sobre um personagem ao longo da leitura. Adoro quando isso acontece, rsrs
    E aí? A autora tem planos de escrever uma sequência?
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Kamilla, tudo bom?
    Nossa, é bom ver que a literatura nacional ta bem impulsionada, isso se depender dos lançamentos e poxa, personagens que não são definidos são bons, você precisa entendê-los pra isso acontecer bem kkk

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO