08/01/2016

RESENHA: Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn

Os Segredos de Colin Bridgerton

Autor(a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Edição: 1
Ano: 2014
Os Bridgertons #4
Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres.
Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade.
Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum.
Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.
No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.
Um livro adorável, apaixonante.

Olá leitores! Venho partilhar mais uma resenha pra vocês, dessa vez do livro Os Segredos de Colin Bridgertons da Julia Quinn. Eu particularmente amo a série, amo a forma que a Julia Quinn narra os fatos e desenrola a trama. Mas enfim, vamos a resenha:

Nessa trama a protagonista é a Penelope Featherington, pra quem já leu sabe que ela é amiga da Elisa Bridgerton - irmã do Colin. Ela sempre fora uma menina desarrumada, um pouco acima do peso e que usava roupas bem feiosas (culpa da mãe), debutou várias vezes, no popular a mãe a colocou pra tentar arrumar marido nas festas, desde cedo. Mas não conseguiu, aos 28 anos a Penelope está uma solteirona convicta e sabe que nenhum homem iria se apaixonar por ela, mas ela pouco se importava, visto que o único homem que ela queria ter um romance era o Colin, e este não a queria de jeito nenhum, apesar de considerarem amigos. Ela havia presenciado uma conversa (que inclusive apareceu no livro anterior, Um Perfeito Cavalheiros, mas calma, repete nesse também pra lembrar o leitor) onde o Colin dizia que JAMAIS casaria com ela. 

Colin é um homem com 33 anos, que tem certas frustrações, visto que acha que todos a sua volta tem um talento nato e ele não. Além de que ele não quer criar raízes, vive sempre viajando mundo a fora. Ele sempre é mencionado nas colunas da Lady Whistledown (uma coluna de fofocas) como encantador e isso o frusta ainda mais, porque ele gostaria de que comentasse os feitos dele (que ele nem enxerga direito). 

Após a volta do Colin de uma viagem ele e a Penelope começam a ficar mais próximos, mas obviamente pra eles é só amizades. Sim, os dois ficam naquela cegueira porque nenhum dos dois quer acreditar que tenha algo mais. Penelope por causa da sociedade ter sido cruel com ela, já que ela não segue o padrão de mulher linda e o Colin por Penelope ser... a Penelope. Eis que um dia acontece um beijo - a pedido da Penelope que aos 28 anos nunca fora beijada. E eis que o Colin começa a pensar diferente, ou melhor, a ficar um pouco confuso em relação aos seus sentimentos. 

Esquecendo os pombinhos, em um baile totalmente entediante foi feito um desafio: Quem descobrir quem é a tal da Lady Whistledown ganhará uma recompensa em dinheiro bastante considerável. Muitos começam a corrida pra descobrir quem é... Pra alguns pôde até ter sido fácil, mas pra mim não foi... fiquei com a pulga atrás da orelha com vários personagens, mas a resposta que obtivemos é ótima. Eu, particularmente, adorei. Além de que, esse desafio veio pra aproximar ainda mais o Colin e a Penelope, deixo claro que o beijo foi após do desafio lançado. Então... realmente serviu bastante ;)

O livro é adorável, Penelope é uma das personagens que mais adorei conhecer a fundo, ela simpática, não é cheia de mimi, não é a mais conhecida, não segue o padrão da sociedade, mas depois de um tempo ela meio que liga o "foda-se", apesar de ficar triste por querer criar uma família, casar, enfim... mas não faz isso um martírio e nem ficar enchendo o saco do leitor. O Colin, pensei eu que iria adorar ainda mais, mas não foi tão maravilhoso assim. Ele ficou um pouco chatinho nesse lance de ter algo só seu, algum talento e tal, e acabou esquecendo de coisas mais importantes. 

De resto o livro é maravilhoso, viciante, instigante, romântico, fofo, tudo de bom. A Julia Quinn tem a fórmula certa de viciar/conquistar o leitor.

Comentário final: Leiam a série Os Bridgertons, vale super a pena!

QUOTES: 
“O povo daqui não tem como conhecer tal alegria. Seus dias são sempre perfeitos. É possível apreciar a perfeição quando ela é constante na vida de alguém?”
“– Não há momento melhor do que o presente. – disse ele alegremente.”
“– Ouça: o amor cresce e muda todos os dias. Não é como um raio que cai do céu e transforma você num homem diferente de forma instantânea.”


1 comentários

  1. Olá :)
    Eu também achei que o livro do Colin seria meu preferido, mas realmente em vários momentos ele ficava enjoando, mas mesmo assim sou apaixonada pela história!

    Beijos,
    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO