31/08/2016

TOP 4 CAPAS: Proibido

Olá apreciadores, hoje é dia de top 4 capas! E o livro escolhido foi um que mexeu muito comigo e que me fez chorar muito. Proibido, que foi publicado aqui no Brasil pela Editora Valentina em 2014 conta a história de dois irmãos que se amam e esse amor vai além do amor fraternal, aliás, este nem existe e não é porque eles não queriam, mas porque a realidade os colocou em outra posição. De homem e mulher, mãe e pai, os responsáveis pela família (pelos outros irmãos). Não irei falar muito, mas leiam, esse livro é incrível e devastador. Aliás, se quiserem saber mais leiam a minha resenha

Proibido tem uma média 4,4 de 2.258 avaliações no skoob.

CAPAS GRINGAS
Alemanha: Publicado em 2011 tem uma capa bonita, particularmente adoro. 
Eslováquia: Achei essa capa bem diferente, as capas geralmente tem algo com o arame farpado, mas esta não. E tem uma frase que pelo que eu entendi (graças ao google tradutor) condiz bastante com o livro. Acho até que a frase está no livro. rs
Itália: Esse estilo de capa é a mais comum, se você procurar a grande maioria vai se parecer com essa. E eu até gosto, mas acho simples demais.
Tailândia: A diferentona, creio que das capa que eu vi desse livro essa é a que tem modelos, mesmo que seja as mãos (além da brasileira). E eu gostei, reflete pra mim os protagonistas de mãos dadas... mesmo que eles não podiam. :/ 

Minha opinião: Eu gostei de todas as capas e estou bem indecisa por qual escolher entre as cincos. Mas como sempre vou dá meu voto de confiança pra nacional, porque se analisarmos tem um pouco de cada. Rosa da capa da Alemanha, o arame da capa da Itália e as mãos da capa da Tailândia. 

Qual é a preferida de vocês? e me contem, já leram o livro?
Beijos


11 comentários

  1. De todas essas opções eu ainda prefiro a do Brasil, que por sinal eu já acho bem bonita.

    ResponderExcluir
  2. Hoje o top capas está difícil kkk as duas que eu menos gostei foi a nacional e a da Eslováquia. E das três que sobraram o meu top ficou assim: #1 Itália (gosto muito de capas mais simples), #2 Alemanha e #3 Tailândia.

    ResponderExcluir
  3. As capas dos outros países são lindas, mas não superam a do Brasil! hahaha

    ResponderExcluir
  4. Gostei mais da Tailândia e Eslováquia. E a brasileira tbm é linda. Todas são lindas, na verdade.
    Ainda não li o livro...

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li esse livro, mas tenho vontade de ler. Realmente a capa brasileira tm um pouco de cada, nem tinha reparado se você não fala rs. As capas são bonitas a da Itália ficou simples mesmo e achei que faltou cor. Mas prefiro a nossa.

    ResponderExcluir
  6. Oi. Das capas, prefiro a nacional, com certeza! Ainda não li esse livro. Por ser uma leitura forte e com uma carga emocional grande, vou adiando. Mas talvez venha a ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Kamilla!
    Até que dessa vez, gostei bastante das capas apresentadas, rsrs. Mas pra mim, a nacional supera as outras.
    Esse livro já estava no meu Skoob, muito antes da editora lançá-lo por aqui. Mas até agora, não consegui sequer comprá-lo. Acho que por ser um leitura forte, fico com receio e acabo passando outros na frente. Talvez mais pra frente eu finalmente dê uma chance.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Ainda não li o livro, então não sei muito bem o que a capa significa. Mas a que eu mais gostei foi a capa da Alemanha, mas ainda acho a nacional mais bonita. A que eu menos gostei foi a da Eslováquia, a da Italia é bem comum mas é mais bonita que a da Eslováquia. A da Tailândia é bonita, mas eu também achei comum.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Nunca li esse livro mas vejo as pessoas falarem muito sobre essa historia, de todas capas prefiro a nacional que está linda, mas também gostei da capa da Tailândia !!

    ResponderExcluir
  10. Todas as capas seguiram mais ou menos o mesmo modelo, são simples por já ter uma estória bem densa e cheia de altos e baixos, representam bem a ideia central do livro a maioria com o arame representando proteção, dificuldade, dor ao se atravessar um caminho que não se pode, Alemanha, Eslováquia e Brasil são as melhores na minha opinião.

    ResponderExcluir
  11. Prefiro a capa brasileira é bem mais bonita!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO