21/09/2016

TOP 4 CAPAS: A menina que roubava livros

Olá leitores! Como está a semana de vocês? Semana passada era pra ter ido ao ar o top 4 capas, mas por motivos de força maior não consegui liberar (e nem fazer a postagem, pra ser sincera), mas essa semana ela está aqui com um dos livros mais incríveis que eu já li: A menina que roubava livros. Sem dúvidas é um livro bastante conhecido e que muita gente deixou de lado, por ser grandinho e por ter um começo meio parado. Mas é impossível, depois do começo, você não se apegar a história e chorar com o final... porque sim, eu me desidratei de chorar. 

A menina que roubava livros conta a história de Liesel e se passa em plena segunda guerra mundial, na Alemanha. A mãe dela é comunista e pela perseguição resolve dar os filhos, o irmão mais novo  da nossa protagonista não consegue sobreviver a viagem até os pais adotivos e a Liesel fica só com os "estranhos"... muitas coisas acontecem, muitos personagens são apresentados e o nosso ódio por Hitler cresce ainda mais. Esse livro é intenso, doloroso e faz você sofrer pra cacete... e ainda vem aqueles pensamentos "é uma história fictícia, mas o pior é que teve gente que passou pelo terror da segunda guerra na Alemanha". Leiam, ok?! Ah, vale salientar que o livro é narrado pela própria morte e até ela, você vai gostar.

O livro foi publicado no Brasil em 2010 pela Editora Intrínseca e em 2014 ganhou nova capa, igual ao pôster de divulgação da capa do filme. A Menina Que roubava livros tem uma média de 4,5 de 94.426 no Skoob.

CAPAS GRINGAS
Alemanha: O foco principal é a morte dançado com a Liesel e isso não é spoiler, de fato por muitas vezes a morte fica muito, mais muito próxima a Liesel. Mas o "dançar" achei forçado, contudo eu gosto dela. Vai me entender...
Austrália: O clima tem tudo a ver com o livro e a morte ali tá ok, mas essas manchas de sangue ficaram parecendo tinta, não deixou nem próximo ao clima do livro. 
Espanha: Essa cortina me lembrou algum espetáculo de circo, o foco deveria ser a menina lendo... mas ela ficou apagadinha. 
França: Essa eu nem tenho muito o que falar, só não curti. E eu quero lá ver penas? Tanta coisa pra colocar na capa, já que a trama é rica. 

Minha opinião: Vou fazer diferente, é sempre a mesma resposta: quase sempre fico com a capa nacional. Então vamos escolher entre as capas gringas, oká? Fico com a da Alemanha. E vocês?

~
Beijos


5 comentários

  1. Olá. Justo a capa que você não gostou foi a que eu mais gostei! rsrs Eu ainda não li o livro mas não foi por tentar. Minha mãe comprou e não consegui seguir adiante. O começo é realmente BEM CHATO! Mas quem sabe um dia eu tente outra vez.
    Beijo! Visite o Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Oi, Kamilla!!
    Nunca li esse livro!! Mas gostei da capa da Austrália!! Achei muito interessante você mostra as capas do livro em outros países!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  3. Oiee Kamylla, tudo bom? Adorei o top de hoje! A Menina que Roubava Livros é um dos meus favoritos da vida. Amo demais! Bem, a capa nacional é a mais bonita, mas se é pra escolher entre as gringas eu fico com a da Alemanha também ;D
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Li o livro e é muito triste mesmo, mas confesso que preferi o filme. Gostei mais da capa da Alemanha achei interessante o fato da morte aparecer dançando com ela, a da Espanha ficaria em segundo lugar, mas concordo com você essa cortina não ficou legal.

    ResponderExcluir
  5. Amo A Menina que Roubava Livros, que é um dos meus livros favoritos. Não conhecia as outras capas e a que mais gostei também foi a da Alemanha, pois tem muito sentido com relação a história. A da Austrália também ficou muito boa, porém essas manchas de sangue não ficaram legais.

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO