07/09/2016

TOP 4: Livros nacionais que deveriam ser mais conhecidos

Olá apreciadores! Hoje é feriado, mas a programação do blog não para! E pensando no feriado em si, que é celebrado o dia da independência do Brasil, resolvi fazer um top 4 bem brasuca. Com livros nacionais que são pouco conhecidos, mas que valem muito a pena lê-los. Provavelmente você já vai ter ouvido falar deles (até porque todos já tem resenha aqui no blog :p), mas é sempre bom indicá-los. 

Eu adoro os livros da Luly, mas esse em especial me deixou bem surpresa. É um livro teen, mas que trás uma reflexão tão incrível que vale a pena ser lido. Certas relações são mais importantes que as outras, principalmente a que você tem com você mesma. 
No livro, a autora narra as aventuras e desventuras de Carol, que começa o novo ano na escola tendo que encarar não só o casamento de sua mãe e uma mudança de casa, mas também o padrasto como professor e o filho dele como colega de turma. Parece muito azar para uma garota só! Mas muitas outras surpresas aguardam a protagonista, suas amigas e os leitores ao longo das páginas.



Esse livro é uma ficção científica e foi o meu segundo contato com o gênero. E ele foi uma surpresa maravilhosa. A trama trás muitas questões físicas, mas pra leitores leigos em relação a isso - como eu - irão entender tudo e se jogar numa trama sensacional. 
Em um terrível acidente rodoviário, Alexandre morre, mas seu irmão gêmeo Vítor, surpreendentemente, sobrevive. No entanto, ao despertar numa dimensão paralela, autossuficiente e resguardada por instâncias elementares, como o Horizonte de Energia, o Conselho, Deus e os anjos, Alexandre descobre que deveria ter sido salvo e Vítor morrido, equívoco que coloca em risco rodo o funcionamento do cosmos. Embora em dimensões diferentes, os gêmeos precisarão lutar para restaurar o equilíbrio do Universo. Uma aventura fantástica, surpreendente e rica em seus detalhes mais sutis, que arrebata o leitor com todas as suas surpresas e revelações.

Em 2º lugar: A Torre Acima do Véu - Roberta Spindler
Outro livro que não esperava muito pela trama, só tinha visto um comentário ali e aqui, mas sem grandes feito. Até que li e achei simplesmente incrível. O final deixa com gosto de quero mais, mas sem pontas soltas. E é um livro que não tem muito romance, só senti falta disso - mas admito que foram poucas vezes. 
Quando uma densa e venenosa névoa surge misteriosamente, pânico e morte tomam conta do planeta. Os poucos sobreviventes se refugiam no topo dos megaedifícios e arranha-céus das megalópoles. Acuados, vivem uma nova era de privações e sob o ataque constante de seres assustadores, chamados apenas de sombras. Suas vidas logo passaram a depender da proteção da Torre, aquela que controla os armamentos e a tecnologia que restaram.
Cinquenta anos se passam, na megacidade Rio-Aires, Beca vive do resgate de recursos há muito abandonados nos andares inferiores, junto com seu pai e seu irmão. A profissão, perigosa por natureza, torna-se ainda mais letal quando ela participa de uma negociação traiçoeira e se vê cada vez mais envolvida em perigos e segredos que ameaçam muito mais do que sua vida ou a de sua família.

Em 1º lugar: Simuum, o rapto do sol - André S. Silva
De fato desse livro eu não esperava nada, eu estava participando de um desafio e um deles era ler esse livro em e-book. Comecei sem segundas intenções, não sabia nem se ia terminar. Eu tenho um kindle há anos e este foi o único livro que li nele... tenho certas dificuldades de ler no formato, mas esse eu devorei de tão bom que foi. Super indico!
De tempos em tempos, Nokembe, o Feiticeiro, último sobrevivente desta Era, surge com seu rosto nas nuvens sobre uma das cidades de Zhaya e ali escolhe uma jovem para lhe servir de tributo. Um sacrifício de medo e sangue em troca de paz para todos os povos.
Muito tempo se passou desde a última vez que Nokembe pousou no pequeno vilarejo de Badangwa para cobrar seu preço. Okan e Maferi, hoje noivos, eram apenas crianças travessas. Tudo parecia estar em paz, quando vozes na tempestade avisam que o Feiticeiro está voltando - e está sedento pela vida de Maferi.
Porém, desta vez há um que decide enfrentá-lo.
Quando seu amor por Maferi leva Okan a desafiar o poder de Nokembe, a ira do Feiticeiro é despertada, desencadeando uma força que ameaçará não só a vida do casal, mas de toda Zhaya. Pois naquela noite, Nokembe aprisiona o Sol em seus domínios no oeste, condenando o mundo a uma existência sob luz ou trevas eternas, paralisando assim o próprio tempo com seu veneno.
Acreditando ser o único capaz de destruir o Feiticeiro, Okan viaja do leste para o oeste, da noite profunda a manhã radiante, cruzando savanas, desertos, e cidades perdidas. Nesta jornada, onde quase nada é o que aparenta ser, muitos perigos o aguardam até que Okan alcance o refúgio de Nokembe, confrontando-o em um final explosivo – e surpreendente.
~
Já conheciam algum desses livros? Já leram? querem ler? me contem nos comentários! :)
Beijos e bom feriado!


7 comentários

  1. Dos livros citados o único que já vi foi A Torre Acima do Véu e fiquei bem interessada, essas historias com poucos sobreviventes mexe comigo. Fiquei bem interessada em Simuum o fato de o feiticeiro escolher um tributo e dessa vez vai ter reação parece gerar um conflito e tanto, mais um pra lista kk.

    ResponderExcluir
  2. achei o post bem bacana, não conhecia nenhum dos livros citados, mas de verdade são enredos bons e diversificados, para todos os gostos realmente
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  3. Oi! Eu não conhecia nenhum desses livros citados por você. Mas gostei de todos, apesar de serem de estilos diferentes, eu achei bacana a sinopse dos livros. Forte abraço!

    Marcas literárias
    leootaciano.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Kamilla!!
    Gostei dos quatro livros nacionais parecem ser livros muito interessantes!! Principalmente Paralelos - Leonardo Alkmim e A Torre Acima do Véu - Roberta Spindler. Valeu pelas indicações!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  5. Oi Kamilla, amei a ideia de apresentar 4 livros nacionais que deveriam ser mais conhecidos, existem muitas autoras e autores brasileiros que deveriam ter seu trabalho mais conhecido e fico super feliz quando vejo eles sendo divulgados. Ainda não li nenhum dos livros acima, mas já tinha ouvido falar de alguns e gostei muito das sinopses e dos resumos com tua opinião. Entre os nacionais que li, amei e recomendo estão:
    O Amor nos Tempos do Ouro (Marina Carvalho); O Refúgio do Marquês (Lucy Vargas); Desvendando Princesas (Vanessa Marques) e Identidade (Brooke J. Sullivan), já leu algum desses? Enfim, gostei muito do post ;)

    ResponderExcluir
  6. Estou louca para ler A Torre Acima do Véu. Os outros livros eu não conhecia mas parecem muito bons também principalmente Paralelos

    ResponderExcluir
  7. Desses livros o único que não conhecia era Simuum, o Rapto do Sol. Todos os outros já estavam na minha lista e quero muito lê-los, principalmente A Torre Acima do Véu. De nacional que eu li e gostei muito foi O Sonho de Eva (Chico Anes), que comprei por acaso e não imaginava que o livro seria tão bom. Lavínia e A Árvore dos Tempos (Lucinei M. Campos), um infantojuvenil, e Encontros e Desencontros (Rosana Prieto) também são ótimos. Tenho Nildrien - O Pergaminho (Manoel Batista) e Yggdrasil (MBarreto Condado), que ainda não li. E quero muito ler Magimakía (Rafael Lovato) e O Enigma dos Dados (Marcos Mota).

    Resenhista do blog Viajando pelas Páginas
    http://viajandopelapaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO