25/02/2017

Assistindo & Apreciando #7 - As coisas Impossíveis do amor

As coisas Impossíveis do Amor
Estreia mundial: 16 de setembro de 2009
Estreia no Brasil: 26 de abril de 2011
Duração: 102 minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos.
TRAMA
Emilia (Natalie Portman) é uma advogada recém-formada que vai trabalhar numa firma e acaba se envolvendo com o seu chefe casado, que depois se separa da esposa e fica com Emilia. Os dois têm um bebê que, por causa de uma tragédia, morre ainda muito pequeno, o que vai provocar muitas complicações no relacionamento do casal. Emilia agora tem que superar a perda do filho, enfrentar as constantes brigas com Carolyn (Lisa Kudrow), a ex-mulher de Jack, e tentar conquistar o amor de William, filho do primeiro casamento de Jack, além de lutar para reatar os laços afetivos com o seu pai.
~~~
Esse filme estava na Netflix, saiu no dia 15/01 e eu fiquei bem curiosa pelo filme pelo elenco e pela trama também. Mas foi uma decepção, apesar de ter chorado muito no filme. Porque sou dessas, então relevem.

As coisas impossíveis do amor gira em torno da Emilia, que é interpretada pela Natalie Portman e é uma personagem que perdeu a sua filha e de alguma forma se culpa por isso. O marido dela era casado com a Carolyn (Lisa Kudrow, que fez parte do elenco de Friends) e a deixou pra ficar com a Emilia. Carolyn e Jack tinha um filho, o William. A Emilia tenta de muitas formas se aproximar do Will, mas a Carolyn é uma monstra e vive fazendo alienação parental com o filho. Ok, ela foi traída, mas em quê a criança tem culpa? 
Além da alienação parental, o maior foco é o luto e a culpa da protagonista, Emilia, para com a perda da sua filha. E isso foi o que me fez chorar, porque acabei tendo uma empatia com a personagem e me colocando no lugar dela, deve ser uma dor horrível mesmo de se superar e as pessoas ao redor dela não conseguem compreender a dor que ela está sentindo. 

Contudo, o filme é bem lento e ficou um pouco maçante... as coisas demoram pra acontecer e fica naquele marasmo por muito tempo. E isso me irritou, dava vontade de adiantar algumas partes pra ver o desfecho de certas ações. E ah, devo abrir um espaço que apesar de compreender o Jack, algumas vezes ele me irritou. Mas no final tudo se ajeita, porém, sou dramática e gosto de um bom drama e este desfecho não foi o que eu estava querendo
No filme também é abordado a relação madrasta-enteado, mesmo o William querendo se aproximar da Emilia, ele ficava em um impasse por causa da mãe, que inventava e falava asneiras demais. A protagonista tentava da forma dela se aproximar, mas a Carolyn era tão imbecil certas vezes que ao invés de ajudá-la, colocava mais tijolos na barreira da relação deles. 
ELENCO
Falemos do elenco, que foi o principal motivo de eu assistir. Natalie Portaman já protagonizou filmes como Cisne Negro, Sexo sem compromisso, Closer. E há também a  Lisa Kudrow que interpretou a Phoebe em Friends. Há também a Debra Monk, que interpretou a mãe de George O'Malley em Grey's Anatomy.
CONCLUSÃO
O filme poderia ter sido melhor explorado, o filme como um todo ficou muito paradão o que não me deixou muito contente. Apesar do filme ter uma história bacana, com temas que acontecem e é a realidade de muitos, mas não é muito abordado. 
Espero que tenham gostado.
Se já assistiram, me contem o que acharam!
Beijos


23 comentários

  1. Oi Kamilla, vi o poster e pensei ser algum filme leve, as fotos estão descontraídas e animadas e não pensei que fosse um tipo de drama. É uma história difícil e confesso que não chamou muito minha atenção, eu sei que é errado você "fazer a cabeça" da criança contra a "outra" e por mais que eu não esteja vendo o contexto (como andava o casamento antes dela surgir?), imagino que deva ser difícil ser a vilã desse filme kkkk, vc perde seu marido pra alguém que tem cara de mocinha e tem que ver que seu filho a considera da família :D :D O fato dele ser lento e maçante também são pontos negativos, então, acho que pelo menos por enquanto não vou querer vê-lo :/ :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili!
      Quando fui assistir pensei que era assim também e fiquei um pouco surpresa e decepcionada. Tantos atores bons e o filme não fez jus a atuação deles, infelizmente. Sobre o casamento anterior, nada foi focado. No começo já é a cena de atração dos dois, depois eles ficando... e ele deixando a esposa. É complicado de fato, mas a criança é a que tem menos culpa na história toda e ele tem que pagar pelos erros dos adultos? como fica a cabeça dele?
      Vai lá assistir mulher, depois vem conversar comigo! haha
      Beijos

      Excluir
    2. kkkkkkkk Vou pensar direitinho e se assistir volto pra te contar :D ;)

      Excluir
  2. Sou chata com filmes rsrs e apesar de ser mulher e amar romance em livros, nos filmes não consigo gostar. No começo achei que o foco era romance, agora parece mais para o drama, gênero que tbm não sou muito fã

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto de filmes com um bom drama, mas esse não me agradou, pois começa com traição e não sou nem um pouco fã disso, além de ser lento. Mas é uma situação que acontece muito na realidade, pais que se separam, relação entre o filho/filha e madrasta/ padastro, mas parece que faltou algo.

    ResponderExcluir
  4. Há muitos filmes que assisto apenas por causa do elenco, esse seria um deles mas, a história não me ganhou. Quem sabe mais pra frente dou uma chance a ele e pego para assistir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu assisti por causa disso! kkk Mas vai que você goste.
      Beijos

      Excluir
  5. Kamilla!
    Triste ver um filme com tão bons atores e um plot até interessante se tornar massante e até chato em algumas partes.
    E que bom poder ter sua opinião sincera, assim nem me arrisco em assistir, procurando filmes mais altivos, movimentados e hilários.
    Bom carnaval e moderação, hein?
    “Não basta saber, é preferível saber aplicar. Não é o bastante querer, é preciso saber querer.” (Johann Goethe)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Rudy, foi bem decepcionante.
      Bom carnaval também... eu estou sem moderação mulher, vou ler muito! hahaha
      Beijos

      Excluir
  6. Primeiro gostei da historia, justamente por ser espelho de muitas por ai. Mas fiquei triste em saber que não foi muito bem explorado, e desesperação. Eu adoro Natalie Portaman, então mesmo sabendo dessa coisas, eu assistiria só por causa dela haha, atuação dele é maravilhosa

    ResponderExcluir
  7. Achei legal pela premissa e confesso que veria pelo elenco. Mas parece um tanto confuso heim? Não que seja difícil de entender, só não muito bem explorado mesmo. Sei lá...
    E é chato quando as coisas demoram pra acontecer =/
    Com tantos temas bacanas assim pra explorar poderia ser um filme bem mais emocionante do que parece ser no fim das contas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvidas poderia ser mais emocionante. Mas não exploram bem as coisas que tinham.
      Beijos

      Excluir
  8. Poxa, gostei muito da sinopse do filme mas ao continuar lendo sua resenha foi perdendo toda a graça e terminei achando um filme fraquíssimo, HAHAHA mas não posso falar sem nem assistir né? Pena que saiu da Netflix então não sei quando vai dar pra ver mas vou me lembrar dele só pela Portman que eu particularmente adoro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abre uma conta no Filmow que ajuda a guardar os filmes que a gente quer ver... haha Mas achei o filme fraco mesmo, infelizmente.
      Beijos

      Excluir
  9. Não conhecia o filme e realmente com esse elenco dá vontade de assistir. A premissa não me chamou tanto a atenção, gosto de drama mas este não me conquistou. Essa parte da chantagem parental é realmente bem real, para mim os adultos devem sempre resolver seus problemas sem envolver as crianças. Gostei muito da resenha e da dica, talvez assista.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro um drama, mas esse foi bem fraco. Infelizmente.
      Beijos

      Excluir
  10. Acho que cheguei ver a capa por ai no Netflix, mas não parei para assistir. A história me chamou um pouco a atenção, vou adicionar aqui para ver futuramente, mas vou esperar um pouco estou numa fase que to chorona demais ... Por fim espero gostar.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    acabei vendo esse filme por causa da minha amada natalie portman, devo confessar que gostei mas como amo muito essa mulher talvez não tenha dado um avaliação tão precisa ao filme quando o vi, assistirei novamente e te falarei um ponto mais critico sobre a trama.
    abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já fiz muito isso na vida! A gente foca tanto na atuação de um que meio que ignora a história como um todo. hahaha
      Beijos

      Excluir

PAGINAÇÃO