10/03/2017

RESENHA: Azeitona - Bruno Miranda

Azeitona
Autor: Bruno Miranda
Editora: Outro Planeta
Páginas: 352
Edição: 1
Ano: 2016
Ian e Emília não trocaram mais que duas palavras desde que começaram a estudar juntos, mas é o nome dela que vem à mente dele quando precisa de uma parceira para um plano mirabolante: participar de um reality show sobre casais adolescentes que vão ser pais. Isso em troca de um cachê capaz de resolver todos os seus problemas.
Ian tem dezesseis anos e foi criado pela irmã, Iris, que precisou abrir mão de oportunidades na vida para cuidar dele. Agora, quando ela finalmente vai conseguir se formar na faculdade, ele se sente na obrigação de retribuir de alguma maneira.
Emília, aos dezessete anos, não quer retribuir nada a ninguém – pelo contrário, seu sonho é sair de casa o quanto antes para não discutir mais com a mãe, com quem sempre teve uma relação conturbada.
O fato de que eles não são um casal nem têm planos de ter um bebê de verdade parece apenas um detalhe. Mas a vida reserva surpresas, nem sempre boas, para quem acredita que é fácil inventar a própria história.

Foi um livro bacana, mas esperava mais... 
Ian é um adolescente que vive com sua irmã mais velha, Iris, após a sua mãe falecer e o seu pai sumir no mundo. Eles vivem bem, a Iris trabalha com eventos e o Ian estuda e trabalha a tarde como professor de tênis para um menino. Mas ele sente a necessidade de ajudar mais a irmã, ainda mais agora que ela está grávida. Em um dia, enquanto ele esperava a irmã em um consultório foi abordado por uma produtora de TV do reality show Novos Pais, que é voltado para pais adolescentes, ela acredita que o Ian vai ser pai e ele fica tão atordoado com a abordagem que não fala nada. Depois disso fica pensando se não seria uma boa ideia participar... Alguns dias depois confirma e coloca o nome de uma colega de classe em que nunca trocou muitas palavras, Emília. 

A Emília vive uma relação complicada com sua mãe, tem um namorado - Gael - e não tenho muito mais o que falar sobre ela. Quando o Ian conversa com ela sobre o Novos Pais ela fica receosa, mas quando sabe da quantia pensa melhor e resolve participar, para poder sair de casa e morar um tempo só.

Eu achei muito fantasiado demais o fato deles mal conversarem e de repente estão fingindo juntos uma gravidez para participar de um reality show em rede nacional. Mas a gente acaba relevando um pouco isso (não muito, obviamente, falarei mais sobre) porque a história é gostosinha de ler. Os dois personagens são bacanas, mas o Ian já que é o protagonista tem mais destaque e nos ganha bem mais... A relação dele com a irmã é incrível, é crível o sentimento entre o dois que tiveram - querendo ou não - que amadurecer após a morte da mãe, sofreram e passaram por muitos perrengues juntos. 
“Mas você precisa entender o que está quebrado para poder consertar.”
Como já mencionei anteriormente não dá pra relevar muito a parte fantasiada demais de alguns fatos/cenas, vocês percebem que é uma mentira enorme, não é? E são dois adolescentes e uma produtora de TV nem ao menos senta/conversa com os pais/responsáveis pra ter autorização? Os dois forjam as assinaturas, mas mesmo assim, não dá muito pra acreditar nessa sorte deles. Há um romance, mas fica muito pro final e até forçado, porque não se teve aprofundamento no que diz respeito a sentimentos de um personagem pro outro. Aliás, apesar de compreender um pouco os problemas que os personagens tinham não consegui visualizar maturidade neles na hora de resolver alguns problemas. 
“Enquanto você tentar se completar com qualquer outra coisa que não seja amor de verdade, você vai só se inflar como um balão de festas; quanto mais cheia, mais frágil.”
O livro é narrado em terceira pessoa e é todo voltado para a Emília e o Ian, este principalmente. Mas conhecemos superficialmente alguns outros personagens, a mãe e o namorado da Emília, a irmã do Ian, há uma personagem que aparece que é uma ex-amiga da Emília e elas se reencontram no reality, a Lisa. E o Bruno fez uma pegadinha, um sacada genial, não irei me aprofundar em detalhes sobre essa personagem, mas ele surpreendeu o leitor no final. Enfim, a Lisa está grávida e não diz a ninguém quem é o pai, e ela foi uma das personagens que mais gostei de conhecer. 
“Nem sempre a mão que realmente te segura é a que te ajuda a levantar quando você precisa.”
Azeitona trás muitos temas atuais, como o aborto, abuso sexual, conflito familiares, questão financeiras, exclusão parental, gravidez na adolescência e vários outros. Tudo isso foi abordado de maneira ocasional, nada imposto ou forçado, tudo sutil que faz o leitor compreender, mas nada foi aprofundado. 

Sobre os detalhes: A capa é linda, a diagramação está maravilhosa. Não encontrei nenhum tipo de erro e fiquei muito feliz com o cuidado que tiveram com esse livro, a parte de trás da capa, os inícios de capítulos tudo ficou bem lindo. 

Conclusão Final: Eu gostei do livro, mas ele poderia ter sido melhor trabalhado. O Bruno colocou vários temas que são bastantes válidos, mas acabou não focando em nenhum e talvez se ele tivesse destacado alguns temas e aprofundados o livro ficaria bem estimulante pro leitor. Não vou dizer que Azeitona foi uma decepção, mas não foi uma surpresa tampouco. O livro tem umas cenas boas, e principalmente do meio para o fim você faz questão de saber o que acontece, porém faltou explorar mais os personagens e os temas, até mesmo o próprio reality. Foi um livro bom. No mais, indico que vocês leiam.


38 comentários

  1. Oi, Kamilla!
    Eu não li o livro, mas alguns amigos meus leram e acharam bacaninha, tiveram uma opinião igual a sua.
    O Bruno bateu por aqui, mas infelizmente não pude ir ao encontro.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Resenha premiada Paixão e Crime
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem sei dizer se ele veio pra cá! haha
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Kamilla, a capa e o título do livro não levam a crer que há tantos temas importantes e atuais trazidos a tona pra discussão, o que é bom, mas como você concluiu ao final e já me decepcionei com a leitura de livros assim, quando se aborda vários temas corre-se risco de não se aprofundar em nenhum e a história ficar um pouco superficial, o que é uma pena. A ideia é interessante, e tanto a Emília quanto o Ian parecem personagens legais, a necessidade que ele tem em ajudar a irmã é bem legal, ressalta qualidade no personagem. Não sei se leria agora, mas gostei da resenha e quem sabe o considere pro futuro ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É complicado falar superficialmente vários temas e não focar em algum em específico, corre esse risco. Mas o livro é bom! :) O Ian é um ótimo personagem.
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Kamilla!!
    Achei a historia meio complicada, mais a capa é muito linda.
    Os dois personagens principais com uma ideia maluca e mirabolante, me pareceu um tanto sem juízo esses dois, ainda bem que você disse o que achou do livro e realmente é uma pena quando achamos que vamos gostar do livro e acaba não gostando.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  4. Oii Kamilla, como vai? Eu vi que você disse que não se surpreendeu com o livro, mas acredita que a resenha me deu uma vontade de ler?
    Confesso que se fosse olhando assim a capa e o título do livro, não chama em nada minha atenção. O nome azeitona tem algo relacionado a gravidez? Porque parece um nome bem aleatório quanto ao tema proposto kkkkk, porém, eu até que me interessei pela história do livro e fiquei super curiosa.
    Criar mentiras diante de situações inusitadas deve ser bem difícil e hilário, ao mesmo tempo. Já até ri só de imaginar em quantas coisas eles vão passar por entrar no reality. E tô pensando agora: será que eles acabam tendo um filho juntos no fim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bom, mas não foi tudo isso, sabe? Eu esperava algo hilário também, mas não foi assim. :/ Pelo menos pra mim. Será que eles acabam tendo um filho? será, chará? hahahaha
      E azeitona tem a ver com o livro sim. :)
      Beijos

      Excluir
  5. Gostei bastante da ideia do livro, principalmente em saber que mostrou temas reais atualmente, o que agregou muito no meu conceito. Infelizmente, foram tantas temas que acabou autor não focando em alguns, como você mencionou. Porém, eu não ligo muito pra isso, porque personagens parece ser bastante interessante. Gostei em especial do Ian, por ser bem maduro para sua idade, e por entrar neste reality por motivo bom, por conta da sua irmã e tal. Sobre a capa, achei lindinha. Só queria entender melhor a questão do nome do livro, e se na história passa o porquê dele. Enfim, só lendo pra sabe. E com certeza quero está lendo sim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem a ver sim, mas não falarei como! hahaha Mas nem é spoiler, contudo acho melhor descobrir lendo.
      Beijos

      Excluir
  6. Olá, Kamilla!!
    Gostei muito desse livro, não o conhecia ainda, mas até que é legal...
    Não entendi muito sobre o título ser Azeitona, pelo que li não tem nada relacionando à isso, acho que só lende mesmo.
    Amei a resenha e o livro!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Todos os comentários que li até agora foram super positivos, e essa de abordar vários temas e ficarmos com a sensação de que faltou algo diminui um pouco o entusiasmo. No geral gostei da resenha e leria, apesar de achar o reality não falar com os pais irreal demais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas coisas se mostraram surreal mesmo, mas o livro é bacana!
      Beijos

      Excluir
  8. Kamilla!
    Por vezes me pergunto o que faz os escritores terem ideias maravilhosas para seus enredos, porém não conseguirem se aprofundar neles e nos temas propostos?
    Além das mentiras não plausíveis apontadas por você, ainda fiquei estupefata em saber que Emília aceitou participar de toda a farsa, mesmo tendo um namorado. Como assim?
    Entendi nada...
    “Ninguém nasce mulher: torna-se mulher.” (Simone de Beauvoir)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... meio sem noção algumas coisas, Rudy! :x
      Beijos

      Excluir
  9. Parece que a historia ficou rasa, achei estranho o reality não ter pedido exame para comprovar a gravidez, ou pediu? Outra coisa que fiquei me perguntando se o namorado da Emília concordou com isso, mas apesar dos questionamentos, deve ser uma leitura leve e deve dar para tirar algum proveito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedir não pediu, levaram a menina pro ginecologista, mas não fez exame nenhum. Tanto que não descobriram. rs
      É de fato uma leitura leve. E ah, o namorado da Emília não é nenhum santo. :x
      Beijos

      Excluir
  10. Oi Kamilla,
    Não conheço o Bruno Miranda, nunca cheguei a acompanhá-lo no youtube. O livro não me chamou atenção em nenhum momento desde a publicação, pois a história não é algo que me interessa. Acho que este livro tem como alvo um público mais jovem, alguns até podem se identificar com os personagens, principalmente nos dramas familiares. Gravidez na adolescência é algo que tem ocorrido com mais frequência a cada dia em adolescentes cada vez mais jovens. O Bruno levou a história para um lado mais descontraído (e deixo uma ressalva aqui de que não estou julgando sua escrita ou sua obra), mas se a protagonista da história fosse a irmã de Ian, o livro seria mais sério e real e, talvez, eu me interessasse em ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os vídeos do Bruno são ótimos!
      Infelizmente a gravidez é recorrente nos dias atuais mesmo, mas concordo com você... se o foco fosse a Iris, irmã do Ian, o livro seria mais incrível.
      Beijos

      Excluir
  11. Não achei a história muito interessante, é legal o fato dele trabalhar com temas atuais, mas pela resenha, o livro parece ser bem fantasioso mesmo, não curto muito livros assim, na grande maioria das vezes me incomoda o fato das coisas acontecerem muito fácil, como se fosse simples assim, a capa está linda, só queria entender porque o nome é Azeitona, tem alguma relação com história? A resenha ficou muito boa e adoro seu blog, parabéns por ele.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Azeitona tem a ver sim, Giu!
      E obrigada <3
      Beijos

      Excluir
  12. É uma quantidade enorme de temas que foram abordados e é bem chato que os mesmos não tenham sido devidamente explorados no livro, fica superficial e o interesse acaba se perdendo. Alguns dos personagens parecem ser bem interessantes, principalmente o Ian, dá para perceber de longe algumas qualidades nele, o que é muito bom. No momento, não leria o livro, mais pra frente quem sabe um talvez... Boa resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente não foram explorados mesmo. O Ian é um ótimo personagem mesmo.
      Beijos

      Excluir
  13. Confesso que quando vi achei um livro interessante, mas não pra mim. Não acho que iria gostar tanto assim ao ler. Talvez sentisse o mesmo, esperando por mais e achando umas coisas às vezes mais fantasiosas do que eu poderia relevar.
    Mas é uma dica para se ter em conta. Talvez pra quem está começando a ler e quer uma história interessante e atual para conferir, leve e cheio de questões bacanas. Pode ser que gostem mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensando por esse lado, para esse tipo de leitor pode ser que seja mais proveitoso mesmo.
      Beijos

      Excluir
  14. Eu concordo com o comentário de alguém aqui em cima. Pela capa e nome talvez eu nunca pegasse nesse livro pra ler mas eu gostei da resenha, fiquei com vontade de dar uma chance, até por ele abordar temas interessantes e relação de irmãos, gosto muito desse tipo de livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma chance então, apesar das minhas ressalvas foi bacana.
      Beijos

      Excluir
  15. Oi, Kamilla. Fiquei interessada na sua resenha porque eu já quis ler Azeitona antes, mas esse negócio de mentir sobre estar grávida não tinha me agradado muito e eu fiquei meio receosa. É meio chato para mim quando um autor aborda vários temas mas não escolhe nenhum para se aprofundar, parece que tem conteúdo demais mas aprofundamento zero, o que é uma pena.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena mesmo, mas o livro ainda sim é legal. :)
      Beijos

      Excluir
  16. Eu tenho esse livro. Comprei sem nem saber do que se tratava, só porque gostei da capa e achei o título diferente. Depois li várias resenhas positivas mas ao mesmo tempo não me interessei a ponto de pegar o livro e dizer: vou ler em uma sentada só :p
    É uma pena que o autor tenha tentado abordar vários assuntos e nenhum deles tenha sido aprofundado como deveria e também não gosto quando acontecem coisas fantasiosas demais, muito distantes da realidade. Acho que é por isso que não gosto de chick-lit heheh
    De qualquer forma, já que o livro tá aqui, dia desses eu leio pra formar minha opinião. Ótima resenha!

    Duas Leitoras - no Top Comentarista de Março você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem nunca comprou um livro sem saber do que se tratava? hahaha Olha, eu adoro um chick-lit, mas esse não faz o mesmo estilo. rs
      Beijos

      Excluir
  17. Já muitos booktubers e blogs falarem sobre este livro. Sempre achei a capa um pouco confusa, pois não sabia da historia. Agora lendo a sua resenha me interessei pelo livro, seria um que não compraria, mas pretendo ler algum dia. Gosto de livros que falam sobre relação de irmãos e que tem uma leitura gostosa. Não sei se vou gostar, mas sei que posso dar uma chance.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Kamilla!
    Eu não li o livro, mas até que toparia ler numa boa!! A história parece ser bem legal!! E gostei da sinceridade na resenha, não sei se compraria o livro agora, mais quem sabe no futuro não é?
    Beijoss

    ResponderExcluir
  19. Gostei do fato do autor impor vários fatores atuais no livro, é sempre bom quando de alguma maneira os livros trazem alguma mensagem. Eu não conhecia o livro antes, mas adorei saber sobre ele.

    ResponderExcluir
  20. Já tinha visto resenhas desse book e fiquei muito curiosa a respeito dele, a capa achei linda, não é toda chamativa, mas é linda. A sinopse me chama a atenção e as resenhas lidas também. Achei uma máximo esse reality ai, mentir a gravidez me lembrou quando mais nova, preguei a peça em todo mundo que conhecia e desmenti 1 semana depois KKK ce acredita que tinha gente que tava indo comprar coisas pro nenê KKK e o mais engraçado, meses depois encontrei uma pessoa e ela perguntou se eu já tinha tido o bebe KKK até explicar a realidade, que era uma brincadeira demorou KKKK

    ResponderExcluir
  21. Lendo a tua resenha pareceu ser um livro leve e divertido, com alguns conflitos, mas mais legal foi tua sinceridade em dizer que esperava mais. Por mais que cada um deva tirar suas conclusões, é muito importante para nós a opiniao verdadeira de vcs. Bacana de tua parte,também, em divulgar livros de autores nacionais. precisamos disso

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO