21/04/2017

RESENHA: Um beijo Inesquecível - Julia Quinn

Os Bridgertons #7
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Edição: 1
Ano: 2016
Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente.
Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.
Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.
Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples e de tão complicado quanto um beijo.
SEM SPOILERS

Fazia tempo que eu não devorava um livro como fiz com este, livros da Julia Quinn tem esse poder sobre mim!

Um beijo Inesquecível é sobre a irmã mais nova da família Briderton, Hyacinth, que é uma jovem que fala o que pensa, inteligente e sabe disso... O problema é que na época mulher não podia "afrontar" demais, ou parecer mais inteligente que um homem. E é por isso que a Hyacinth ainda não conseguiu nenhum pretendente que prestasse. A nossa protagonista é muito amiga da senhora Danbury, que tem o mesmo jeito da Hy, ela tem um neto: Gareth St. Clair, um libertino, que adora desfrutar dos prazeres da vida... ele tem seus problemas, principalmente com o seu pai.
“— Sua criança tola – disse Lady Danbury, secando os olhos enquanto Hyacinth se encaminhava para a porta. – No meu coração, sou sua avó já anos. Só estava esperando que se tornasse oficial.”
Em um dia, numa terça-feira, quando a Hyacinth estava na casa da Lady D o Gareth aparece com um diário de sua vó paterna, só que este diário está em italiano. Hyacinth aprendeu o básico de italiano e disse que pode ajudar, a principio o Gareth fica receoso, mas se sua vó confia nela, ele também confia. Hy adora um desafio, assim como o diário vai ser e o Gareth já é. A partir daí os dois começam a se aproximar mais, e a amizade vai se transformando em um sentimento muito maior: amor.

Eu tinha muita curiosidade por esse livro, por alguns motivos: É um livro da série Os Bridgertons, e todos me conquistaram de um jeito e segundo pela protagonista ser a Hyacinth, que sempre foi uma das minhas personagens favoritas por falar o que pensa. E ele não me decepcionou, foi muito bacana conhecer mais intimamente a protagonista e ver a relação dela com a mãe, Violet.

Nos outros livros quando a Hy aparecia, imaginava uma adolescente sabe? E foi ótimo visualizá-la como mulher determinada e destemida. O sentimento entre ela e o Gareth é crível, porém os dois por seus motivos tentam ocultá-lo. Nossa protagonista indiretamente e inconscientemente acaba querendo afastar algumas pessoas por desafiá-la em relação as suas opiniões e o Gareth não é o tipo de pessoa que fica calado, nem ela, então...
“E então, de repente, Hyacinth viu que certas coisas apenas se sabem, e não há como explicá-las.”
Um ponto bastante singular desse livro é que ele tem muito suspense, nessa corrida pra descobrir os segredos por trás do diário da avó paterna do St. Clair, se descobre algumas coisas e os dois juntos - um pouco contra a vontade do Gareth, porque quando a Hy coloca uma coisa na cabeça é impossível tirá-la - eles vivem um tipo de aventura juntos que culminam em fugas na calada da noite. Como dá pra perceber a nossa protagonista não liga muito pra convenções, respeita, mas não é do tipo de mulher que vá deixar de fazer algo porque dizem que não é certo e quando ela se entrega é pra valer, e por isso esse livro se torna um pouco mais ousado no que diz respeito as "regras" do século XIX. E eu adorei! 
“E, pelo resto da noite, não conseguiu esquecer o perfume dela.
Ou, talvez, o som suave da sua risada.
Ou, talvez, nenhuma das duas coisas. Talvez ela, apenas.”
Algo que acho incrível nos livros dessa série é que são todos irmãos, mas cada um tem sua personalidade, singularidade e as histórias são incríveis e feitas minuciosamente pra eles. Amo ler as histórias com personagens conhecidos, mas ao mesmo tempo que não tenho muita intimidade porque não conheço a história deles a fundo e vou descobrindo graças a belíssima escrita da Julia Quinn.

Sobre os detalhes: Segue os mesmos das edições dos outros livros da série. Espaçamento e diagramação estão ótimos. O tamanho da fonte é confortável para leitura. Não encontrei erros. 

Comentário final: Foi um livro maravilhoso, gostei muito de acompanhar a jornada desses dois. Só o final que eu queria que fosse outro, não tem nada a ver com o casal ou a história propriamente dita, mas já é no que diz respeito a algo relacionado ao diário da avó do Gareth. Eu sei que não consegui fazer uma resenha decente, externando tudo que senti, sempre é complicado... pra vocês terem ideia demorei mais de duas semanas pra terminá-la. Mas super indico e espero que curtam bastante a leitura se o fizerem!


17 comentários

  1. Oi Kamilla, Os Bridgertons são uma família adorável e amo muito essa série e todos os livros, com Hyachint não foi diferente, tem uma história super envolvente e tem Lady Danbury que me faz rir sempre que aparece, nesse e em outros livros. A ressalva que faço também é pelo final que gostaria que fosse outro, mas nada que tire o brilho da história. ;)

    P.S: Tenho que confessar minha dificuldade em ler histórias de personagens que "vi" pequenas em outros livros, aconteceu o mesmo com uma série da Lisa Kleypas, fico me sentindo velha rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não li muito pra isso, Lili! hahaha Mas é um pouco difícil relacionar aquela criança, com a mulher que é lido na história né? Mas eu gosto. rs
      Queria um final diferente. Hy lutou tanto! haha
      Beijos

      Excluir
  2. Olá Kami,
    Eu mesma nem sei por onde começa a falar sobre essa serie de julia Quinn, já li varias resenhas sobre as obras dela e em cada livro me deixou tão curiosa para ler, para conhecer essa historia incrivél dessa familia. No momento não conseguir ter os livros mas quero tentar até o final do ano ler..Amei sua resenha!

    ResponderExcluir
  3. Oi Kamilla, tudo bem??
    A resenha ficou ótima... eu estou com os três primeiros livros da série e não vejo a hora de começar. Gosto muito de romance de época e quero muito conhecer a história de Julia... vamos ver rs.... eu tenho curiosidade sobre o livro de Collin e o de Hy, vamos ver se ainda este ano consigo ler todos... xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/)

      Excluir
    2. Oi Di, tudo e com você?
      Rapaz, leia os livros você vai adorar. O do Collin foi um pouco decepcionante, mas é muito bom de qualquer forma. haha
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Kamilla,
    Tive meu primeiro contato com Julia Quinn há alguns dias ao ler O Duque e eu, primeiro livro da série os Bridgertons, e me apaixonei pela escrita da autora e pelos personagens. Hyacinth, logo de cara, percebemos que é a mais agitada dos irmãos. Com personalidade marcante e uma língua atiçada pela curiosade ela se destacou no livro e já fiquei ansiosa para ler sua história. Não tenho dúvidas de que Um beijo inesquecível será uma leitura divertida de se fazer, estou ansiosa para ver como será seu envolvimento com Gareth e como ele irá lidar com seu jeito desafiador e nada convencional para as damas da época. Gostei de saber que a autora colocou um suspense neste livro, trazendo uma dinâmica diferente para este volume da série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele lida com o jeito dela, tendo o jeito desafiador dele. Imagine! haha Há muita diânima mesmo e é bem legal :)
      Beijos

      Excluir
  5. Olá, Kamilla!!
    Ainda não pude ler nenhum livro da Julia Quinn, mas com certeza lerei em breve. As histórias dela são muito lindas, ela sim sabe escrever uma bela história de romance de época.
    Quero conhecer os outros livros da série, e conhecer mais sobre a família Bridgertons, pois quando você lê um livro de uma série (especificamente quando é um dos últimos) fica perdido, por que não sabe direito da história e tal. mas eu entendi um pouco sobre a história que se conta, mas quero ler muito essa série, e outros livros da autora.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade não tem nada a ver uma história com a outra. Você entendeu, porque não tem ligação com as outras. Pode ler fora da ordem :)
      Abçs

      Excluir
  6. A mocinha deve ser bem danada, não leva desafora pra casa ela e o mocinho juntos deve ser tipo toma lá da cá, mas acho que ela ainda ganha dele rs. Parece ser uma historia muito divertida, com seus segredos referente a esse diário fiquei curiosa em saber o que a avó do mocinho poderia revelar. Preciso ler os livros dessa família, pois ainda não conheço a escrita da autora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que ganha mesmo, Maria? hahaha Os segredos do diário é ótima!
      E leia Os Bridgertons, é incrível.
      Beijos

      Excluir
  7. Kamilla!
    Para mim que não li nenhum dos livros da série, achei a resenha ótima e deu para ter a real noção do que encontraremos no livro.
    Adoro romances de época e esse parece diferenciado por ainda ter um mistério a ser desvendado sobre o diário da vovó, deve ser bem eletrizante.
    “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  8. por favor não me matem
    eu ainda não li nada da quinn, tenho alguns problemas com romances de época
    achei legal a história do suspense por trás do diário e isso me chamou atenção dá um diferencial na história
    tentando criar coragem para começar a ler essa série

    ResponderExcluir
  9. Muitos falam muito bem sobre os livros da Julia Quinn e o quanto eles prendem a atenção do leitor, não leio muitos livros desse genero, mas não posso negar que estou curiosa para saber se tambem gostarei desses livros. Tenho eles em e-book mas prefiro ler em fisico, vou ver se compro eles logo.

    ResponderExcluir
  10. Até o momento não li nenhum dos livros da autora em questão mas, sei que todos os publicados são ótimos e esse resenhado não fica pra trás. Gostei da personagem e do toque de mistério no decorrer da história. Quando tiver a oportunidade de ler, garanto que terei uma leitura bem agradável.

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Quero muito ler esse livro, gosto muito da serie Os Bridgertons e a Hyacinth é uma personagens que nos conquista, ela me ganhou no quarto livro no baile final, rir muitos com os comentários que ela ia fazendo, por isso estou doida para poder esse livro só dela e por finalmente conhecer essa personagem, doida para ler !!

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO