19/05/2017

RESENHA: Dois Mundos - Simone O. Marques

Tesouro da tribo de Dana #1
Autora: Simone O. Marques
Editora: Butterfly
Páginas: 256
Edição: 1
Ano: 2016
Num futuro distópico, Marina é uma jovem brasileira que carrega a força e os poderes de três grandes deusas celtas. Ela é aquela que cria, acolhe e mata. Protegida por guerreiros, perseguida por mortais e desejada por deuses, precisa encontrar os míticos tesouros da Tribo de Dana se quiser salvar o que restou do mundo...
Ano de 2021. A Terra está devastada e poucos são os sobreviventes. No Brasil, grupos se reúnem em pequenas vilas em torno da água potável. O oásis neste caos fica na Chapada dos Veadeiros, na Fazenda Tribo de Dana, onde vive um povo guerreiro que acredita tudo ser parte dos planos da Grande Mãe. Neste paraíso vive Marina. Considerada o avatar de três grandes deusas celtas, precisa lidar com poderes diversos de cura, vida e morte. Ao abrir o véu que separa o mundo de mortais e deuses, a jovem liberta antigas divindades. E dois domínios distintos estão prestes a colidir quando ela descobre que detém nas mãos o destino da humanidade.
Eu não esperava gostar tanto do livro!

O livro conta a história de Marina, uma adolescente que aos 13 anos descobriu ser o Avatar das três deusas Dana (a Grande Mãe), Morrigan (Deusa da Guerra e da destruição) e Brigitte (Deusa da Luz) . Ela não tem muito noção do seu poder - que é a junção dos poderes das três deusas-, e acaba destruindo muito o mundo, através de ondas que devastaram a terra. Um exemplo é que Marina desejou que não houvesse mais armas de fogo e todas elas derreteram. Sentiram o poder?! Pois bem... Cinco anos se passaram, 2021, Marina agora com 18 anos vive na Fazenda Tribo de Dana, na Chapada dos Veadeiros, onde tem tudo o que precisa, menos liberdade. Ela não pode sair da Fazenda e até pra andar por ela, precisa de guerreiros (que ela chama de sombras).
“Os mortos não são perigosos, Artur. É dos vivos que devemos ter medo.”
Em paralelo a isso, conhecemos também o Pedro, um amigo da infância da Marina, que esteve presente na Fazenda e viu a Marina exercendo seu poder, na última onda até então. E a destruição fora tão grande que ele, por mais que estivesse a salvo na Tribo, resolveu voltar para sua casa, para saber como os seus pais estavam. A mãe falecera, só restou o pai e a irmã. Passaram os cinco anos, e ele sentiu que Marina precisava dele... resolveu então voltar a Fazenda. E vamos acompanhando a jornada dele. 

O maior foco é na Marina, geralmente são dois (ou mais) capítulos seguidos sobre, e depois vem um sobre o Pedro. Segue nessa linha. Vamos conhecendo melhor sobre a Marina, os seus sombras, Pedro e o que aconteceu - no que muitos chamam de Apocalipse. Gostei bastante do desenvolvimento da trama, me vi ali dentro do livro, vivenciando tudo, com raiva, cheio de amorzinho.
“– Minha mãe sempre dizia que nossos pés não devem nos levar para trás, por mais difícil que seja o caminho à frente.”
A Marina estava bem tediosa, porque desde que chegara a Fazenda só vivia sendo seguida por seus guardiões e não podia sair dali pra mais nada. Um dia ela começa a andar pela fazenda e por conta do seu orgulho e teimosia, ela acaba caindo (com os seus sombras) em Um Outro Mundo. Lá, ela descobre que precisa ir em busca de um tesouro pra salvar a tribo, seus familiares. É uma aventura e tanto, os Sombras são maravilhosos, defendem e não tem medo de defender a Marina (ou a Pequena Dana, como também é chamada). 

Dois Mundos é um livro de fantasia fantástica, mitologia celta e ainda é uma distopia. Poderia ter dado muito errado, mas não, foi o contrário. Foi uma leitura incrível, a autora soube abordar tudo de um forma que não deixa nada confuso ou forçado. Os personagens são muito bem construídos e ela até me fez um pouco de trouxa, já que no começo achei que iria vir um triângulo amoroso. Mas até o final do primeiro livro, não aconteceu nada gritante em relação a isso. Inclusive, não tem muito romance e olha que pra mim a leitura fica melhor com um casal (sou romântica, me julguem! rs), claro que ao longo do livro rola um climinha entre Marina e um dos seus sombras (que já considero pacas), é crível o carinho principalmente dele por ela. Mas tudo pode mudar, esse só é o primeiro livro...
Como vocês podem perceber é um livro de tirar o fôlego e de não largar por nada. Essa foi a minha sensação durante a leitura, é intrigante, é até angustiante em certas cenas, fofa em outras, mas sem dúvidas é uma história incrível de se acompanhar. Não vejo a hora de ler a continuação! Sobre a narrativa em específico, é muito fluída e sem encheção de linguiça (como falam por aí). Claro que se explica e descreve o que aconteceu e os porquês, mas nada arrastado ou cansativo. 

Sobre os detalhes: A Editora Butterfly teve um cuidado maravilhoso com a obra, cada início de capítulo tinha um destaque, nas mudanças de datas ou locais era descrito no início do capítulo. Algo que me incomodou um pouco foi a fonte ser pequena, já vi menores, mas o livro só tem 200 e poucas páginas, poderiam ter aumentado um pouquinho. Avistei alguns errinhos de digitação, mas nada que atrapalhe. 

Comentário final: Se vocês gostam de livros que tenha em sua história amizade, aventura, aflição, adoração e amor sem dúvidas irão gostar muito de Dois Mundos. Foi uma grata surpresa pra mim, não esperava gostar tanto da história. Espero que leiam e depois venham me contar o que acharam! 


29 comentários

  1. Oi, Kamilla!
    Realmente esse feat de mitologia celta e distopia poderia ter saído muito ruim, mas fico feliz que tenha sido o contrário. Depois dessa resenha, já sei que tenho que ler esse livro o mais rápido possível!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson

    ResponderExcluir
  2. Sempre gostei bastante dessa mistura de gêneros ainda mais quando da muito certo, e vejo que nesse livro, o trabalho está incrível, pois como você mesma disse foi difícil largar a leitura. Imagino que esta tenho sido uma estória surpreendente, e com algumas revira voltas. Fiquei com super vontade de dar uma chance a esse livro, pois me pareceu muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma história surpreendente sim! Pode dar uma chance, vale muito a pena.
      Beijos

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Oi Kamilla, que bom que a mistura entre mitologia celta, distopia e fantasia fantástica deu certo, meu primeiro pensamento série de desconfiança pra essa mistura mas pela resenha da tudo certo e o leitor sai envolvido oela história. Gostei da capa e que a história não se estende muito, ainda não tenho certeza sobre não haver triângulo mesmo, afinal se Pedro tem capítulos próprios porque o mocinho seria o sombra? haha, achei uma pena o romance ter sido pouco explorado, também prefiro com casal, mas não curto triângulos. Gostei da resenha e vou aguardar você trazer a resenha da continuação por aqui :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podia dar bem errado, né? Mas que bom que não. O Pedro tem algo a ver com a história, mas preferi optar por não contar, pra deixar a pulga atrás da orelha. kkk E pra ser sincera, Lili, mal sente falta de romance apesar de se shipar hahaha Você fica mais curiosa pra saber o que acontecerá com a trama.
      Espero ter a continuação o quanto antes. rs
      Beijos

      Excluir
  5. Olá Kamilla,
    Amei a sua resenha, livros que são relacionando a mitologia e sempre incrivel, eu nunca tinha visto nada dessa autora, se for para mim ler algo dela com certeza escolheria esse, a trama me pareceu tão perfeita, com cheio de aventuras e coisas supernaturais. Amei bastante isso!

    ResponderExcluir
  6. Oi Kami.
    Eu não sei se eu tô apaixonada mas pela capa ou pela premissa eu não sou muito de ler livros que tenham como personagens principais jovens meninas como a marina que tem 13 anos mas eu ficar cativada pela resenha desde o começo o livro parece ser de tirar o fôlego Como você mesmo disse e eu confesso que não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro começa com ela com 13 anos, mas cinco anos se passaram. O livro gira em torno de uma adolescente (Ou já mulher?) de 18 anos.
      Abraços

      Excluir
  7. Que bom que gostou tanto, é muito prazeroso encontrar algo que nos prenda na leitura. Uma pena que não gosto de livros assim, esse estilo não chamam minha atenção, portanto deixo passar essa dica. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Kamilla! Caracas, ser avatar de três deusas! \o/ Não sou muito fã de distopias, mas adorei o enredo do livro e adoro uma boa ação e história de amizade! Adorei a resenha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. caramba, que mistureba kkkkkkkkkkkkkkkk
    distopia no brasil, mitologia celta, avatar de TRÊS deusas! kkkkkkkk
    se nao tivesse ligo a resenha, ficaria bem cismada de ler esse livro, mais parece uma bagunça kkkkkk
    aliás, adorei os cards que vieram junto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não achei que foi mistureba, foi bem feito então todos elementos fazem sentido no decorrer da obra. :)
      Abraços

      Excluir
  10. Oi, Kamilla
    Gostei muito da dica, pois curti a premissa. Eu nunca li nenhum livro dessa editora, mas esse parece que segue uma linha diferença dos outros livros. Gostaria de ler futuramente, quem sabe. O bom foi saber da narrativa pouca cansativa. Geralmente esses livros tem uma narrativa mais densa.

    ResponderExcluir
  11. Acho essa capa linda, fiquei interessada pois adoro fantasia e uma boa aventura, o legal é que não ficou confuso com essa mistura que a autora fez. Também gosto que tenha casais na historia fica mais fofo e detesto triângulos espero que não tenha mais pra frente rs. Gosto quando as historias se passam no futuro, pois fico imaginando se algum dia será assim.

    ResponderExcluir
  12. Achei a mescla de temas muito interessante e que bom que foi uma mistura que deu certo. Gostei muito do enredo e ainda mais pelo fato dessa bela mistura seja uma obra nacional, vou adicionar a minhas lista. Gosto bastante quando os capítulos são intercalados acho que dá um dinamismo maior a leitura.

    ResponderExcluir
  13. Achei bem diferente esse livro e de um jeito bem bacana!
    Nunca li nada da editora e acho que esse pode ser o primeiro!
    Amei a capa é muito linda.
    Só espero que a letra e a fonte um pouco pequena não incomode!

    ResponderExcluir
  14. Oii Kamilla!! Resenha linda! Eu li o livro assim que foi lançado, ano passado, e gostei da leitura. Esperava beeem mais, mas foi interessante. O que mais me incomodou foram as atitudes infantis da protagonista, que não parecia, de jeito nenhum, ter tanto poder, e ter feito tanto estrago no passado. Parecia que o livro pintava uma protagonista, mas ela se apresentava de uma maneira totalmente diferente. Eu quero ler o próximo livro, curiosa que sou, pois gostei dos Sombras e da mitologia presente na obra. Quero ver como a autora irá desenvolver isso.

    Beijos!!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Kamilla,
    Geralmente, não me incomodo de uma história misturar vários gêneros literários, mas é preciso saber uni-los para criar uma história crível e envolvente e acho que a autora se saiu bem neste ponto. Gostei da ideia das três deusas e de Marina ter herdado seus dons, mas como tudo que é grandioso tem seu preço, viver com esses poderes custa sua liberdade e ainda precisa carregar em sua consciência o quanto foi e pode ser prejudicial para o mundo. Já vi que Marina terá muito o que aprender e crescer durante os livros e que acho ótimo, pois garante um crescimento para a história também. Fiquei feliz em saber que não triângulo amoroso, pois, sinceramente, não tenho mais paciência para este tipo de trama.

    ResponderExcluir
  16. Eu confesso que a história não tinha me interessado muito não, mas saber que você gostou tanto assim do livro me deixou com vontade de ler. Eu gosto bastante de livros de fantasia, de mitologia e distopia, e realmente não achava que um livro que mistura tudo isso fosse bom, mas gostei de saber que nesse livro isso deu muito certo. Pelo jeito a autora realmente é muito boa. E fiquei com vontade de conhecer melhor a história :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Ela bem poderosa mesmo. Já tinha visto falar sobre, mas essa é a primeira resenha que leio e saber que voce gostou tanto me fez colocar esse na minha lista, na primeira oportunidade que eu tiver irei ler. E que capa mais linda <3

    ResponderExcluir
  18. Oi Kamilla,
    Uau! Não conhecia esse livro, mas já de inicio fiquei fisgada pela história. Não lia muito distopia, mas de uns tempos pra cá peguei gosto pelo gênero, então é claro que fiquei interessada em ler esse livro. Adorei a trama, cheia de emoção, intrigante e bem construída, pelo jeito é bem eletrizante, que fisga o leitor até a última página, e fica um gostinho de quero mais. Que intrigante essa personagem, uma avatar de três deusas, só imagino os poderes que essa garota tem.
    Espero me surpreender positivamente com esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Hey Kamilla,

    Primeiramente eu amei a capa, amei mais ainda por ser uma distopia e de uma autora nacional. Sou apaixonada por mitologia mas não tenho conhecimento da mitologia celta então vai ser uma ótima forma de aprender mais sobre mitologias diferentes <3

    ResponderExcluir
  20. Gostei muito da capa deste livro, está muito bonita, a Editora Butterfly sempre capricha muito com a diagramação dos livros deles.
    Eu não conhecia este livro, mas após ler sua resenha já adicionei ele em minha lista de leituras, gosto de histórias de aventura.

    ResponderExcluir
  21. Gostei dessa mistura de gêneros e que bom que deu certo, nos fazendo envolver com a história sem nem sentir. Gostei da resenha e da trama que segue, vou continuar no aguardo da continuação mas, o que quero realmente saber é se quando se adquire o livro, vem esses mimos todos, adorei! hehe

    ResponderExcluir
  22. Kamilla!
    Como sou fã da Simone há muitos anos, já li ese livro, lançado a princípio por outra editora, porém não menos excitante. A Simone tem uma escrita que prende o leitor o início ao final, mesmo com toda mitologia e personagens, tudo fica bem claro e esclarecido. Como sempre digo a ela, ela tem uma criatividade fenomenal.
    Se puder, leia as outras séries dela que são ótimas também, super indico.
    Desejo uma semana tranquila!
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  23. Olha primeiramente parabéns pela linda resenha, porque tu escreve muito bem.
    Adorei saber um pouco mais desse livro, pois eu não conhecia e agora que estou entrando nesse mundo distópico fiquei bastante curiosa em conhecer. Me parece ser um bom livro pelo que tu disse e espero poder ter a oportunidade de fazer a leitura assim que tiver oportunidade viu? Parabéns, deixou uma leitora bem interessada rs

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO