30/06/2017

RESENHA: Em águas sombrias - Paula Hawkins

Em Águas Sombrias
Autora: Paula Hawkins
Editora: Record
Páginas: 364
Edição: 1
Ano: 2017
Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás.
Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos…
Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.

Esse livro foi muito surpreendente: em todos os sentidos.

Nel Abbout era uma mulher que morava na Casa do Moinho com sua filha de 15 anos, Lena, em Beckford que é uma cidade pequena onde todo mundo conhece todo mundo e mais que isso, a cidade é banhada por um rio. Beckford é conhecida pelos suicídios de mulheres em trecho do rio, que foi batizada por muitos como Poço dos Afogamentos. Nel sempre foi fascinada pelo rio, principalmente por esse trecho e por isso resolveu investigar mais afundo as mortes das mulheres. Eis que um dia ela acaba sendo uma dessas mulheres que foi engolida no Poço. 

Jules é a única irmã da Nel e elas nunca se deram bem, nunca atendia as ligações da irmã, nunca falava com ela, por motivos que só ela entendia. Ela foi surpreendida ao saber que sua irmã morrera no rio, achou difícil que ela tenha se jogado. Lena, sua sobrinha, já tem certeza que a mãe se suicidara sim. A partir daí começa-se a ter uma investigação mais aprofundada, com vários suspeitos, e com isso outros fatos até então desconhecidos de várias outras mortes voltam a tona e fica aquele questionamento no ar: será que essas mulheres se matavam mesmo? se sim, porquê? 

“Beckford não é um local de suicídios. Beckford é um local pra se livrar de mulheres encrenqueiras...”

Em águas sombrias foi uma leitura super prazerosa, cheia de suspense e reviravoltas. Ao decorrer da trama vamos conhecendo mais profundamente os anseios da Jules, irmã da Nel, e aos poucos vamos descobrindo o que aconteceu que abalou a relação entre as irmãs. Em muitos momentos a Jules narra como se estivesse falando diretamente com a Nel. Além dela, também temos capítulos de vários personagens e isso pode até parecer confuso, mas sempre foi muito bem sinalizado e nos deu uma visão bem mais ampla sobre o que acontecia em Beckford. No começo, admito, demorei um pouco pra engatar por causa disso, mas depois já havia me familiarizado com os personagens e já conhecia-os bem. 

O livro tem uma pegada bem sombria, nada daquele tipo de dar medo, mas que pode causar um desconforto sabe?! E eu adorei como autora soube fazer o leitor se sentir tão dentro da trama, você conhece os personagens e sente a aflição, o medo, a dor e a raiva deles. Por exemplo, o foco maior é a morte da Nel, mas isso não significa que somos apresentados só a esse, nós conhecemos a história das outras mulheres e descobrimos como elas foram atraídas para a água. E isso foi uma das coisas mais encantadoras na história, mas mais que isso foi a construção dos personagens, destaco as mulheres, as que morreram e as que ficaram. Nós as conhecemos, nós sentimos o medo, a dor, a dúvida, o receio, a luta de cada dia. Paula Hawkins foi muito feliz em criar mulheres fortes e reais na trama.
Sem dúvidas o livro tem muitas reviravoltas e que deixa o leitor sem ar, querendo saber até o fim sobre o que vai acontecer e como. Há alguns personagens, principalmente no final que ganhou o meu desprezo. Falando sobre o final, vou fazer um breve comentário: Quando chegou em um determinado momento, em uma das últimas páginas, pensei "a autora vai acabar assim?", mas quando cheguei na última página fui surpreendida (sério, reli a página algumas vezes). 

Sobre os detalhes: A capa é linda e com um ar de sombrio, faz jus ao livro. Não encontrei erros. A diagramação e espaçamento estão ótimos. 

Comentário final: Se você gosta de thrillers, de livros com esse suspense e mistério, que fisga o leitor sem dúvidas você vai adorar de Em águas sombrias. 


15 comentários

  1. Também acho a capa linda e quero ler, adoro misterio e fiquei muito curiosa com esse dessas mortes e estranhei por serem só de mulheres. A leitura parece que nos envolve e só conseguimos largar quando terminamos e sabemos o que aconteceu. Fiquei curiosa com essa pegada sombria me perguntando se da arrepio rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem assim mesmo, Maria. A gente só larga quando termina ;)
      Beijos

      Excluir
  2. Vou colocar na minha wishlist JÁ! Além de uma resenha super ótima rsrs e premissa e a capa são invríveis. Adorei!

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro incrível, acho que vais gostar :)
      Beijos

      Excluir
  3. Adorei a resenha! Estou amando ler esse gênero ultimamente e estava na expectativa de uma resenha para saber se seria uma boa leitura ou não e com certeza será! A capa desse livro é linda, quero logo saber o "motivo o porque" dessas mulheres... Já estava na minha lista de desejos agora, só falta o dinheiro para aquisição, hahaha

    ResponderExcluir
  4. Oii Kamilla! Eu adorei sua resenha! Tivemos uma opinião bem parecida sobre o livro. Eu fiquei encantada com a trama que a Paula criou e seus personagens. Eu adoro livros com vários pontos de vista, e esse não me decepcionou. O final eu já não gostei tanto, mas entendi a saída que a autora optou por seguir. Eu não tinha gostado nada de A Garota no Trem, primeiro livro da autora, então o gostinho de ter adorado esse foi ainda melhor.

    Beijooos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não li A Garota no Trem, mas já tinha lido o que você comentou. Então nem quis ler ele! haha
      Beijos

      Excluir
  5. Não li A garota no trem, e acho que pretendo assistir o filme antes de ler. Esses estilos não é muito dos que eu costumo ler, então fico com um pé atrás. Esse livro vem sendo super comentado, acredito que quase todos os blogs que eu visito diariamente já resenharam esse livro e a aceitação está sendo boa :) Acho que o mais legal é que a sinopse faz surgir uma curiosidade no leitor que acaba se perguntando o que realmente está acontecendo nessa cidade.
    Achei a capa bem bonita também; abraços !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro bem legal, Bruna. Sai da zona de conforto e se joga que a probabilidade de gostar é grande :)
      Beijos

      Excluir
  6. Olá,
    Já li varias resenhas desse livro, realmente tem uma premissa muito boa. A história desse livro tem aquele suspense que faz você continuar lendo até descobrir o que realmente aconteceu com a irmã da personagem e também descobrir os mistério do passado delas. A capa é super maravilhosa e tem muito haver com a trama do livro.

    ResponderExcluir
  7. Kamilla!
    A princípio imagino o quanto deve ser mesmo complicado tantas personagens e pontos de vista diferenciados, mas acredito que aí que dá o clima desse thriller, afinal, vamos acompanhando cada modo de ver uma mesma situação e ficamos na dúvida quanto a resolução do mistério.
    Super curiosa em poder fazer a leitura.
    Desejo um final de semana de luz e paz!
    “Será que você vai saber o quanto penso em você com o meu coração?” (Renato Russo)
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Hey,

    Nossa, posso falar com toda certeza que este é um livro que estou LOUCO para ler! A premissa é simplesmente fantástica. Amo quando o autor envolve na história os passados condenáveis dos personagens. O ritmo da história me parece envolvente e arrebatador, o que me deixa ainda mais animado para ler Em Águas Sombrias.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Gostei muito da sua resenha! Já li A Garota no Trem e não gostei muito, achei um pouco fraco pra tanto falatório. Já vi bastante crítica negativa sobre esse livro, mas suas opiniões são bem plausíveis e estou me animando a dar mais uma chance pra autora. Espero gostar <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Guria que livro mais bacana. Vou te contar que tive que anotar o nome e um pouco de cada personagem para eu nao me perder, pq ta louco hahahaha. Mesmo já tendo lido, reli tua resenha, é bom relembrar a historia.

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO