28/07/2017

RESENHA: Nossa Música - Dani Atkins

Nossa Música
Autora: Dani Atkins
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Edição: 1
Ano: 2017
Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte.
Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam.
Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

Nunca mais havia chorado tanto com um livro!

Em uma noite fria e com neve, enquanto a Ally preparava o jantar ouve a companhia tocar. E se assusta ao perceber que são dois policiais. Eles então dão a pior notícia que ela poderia ouvir, Joe - seu marido sofrera um acidente e está em estado grave no hospital St. Elizabeth.

Enquanto, no mesmo dia, a Charlotte está fazendo suas unhas e super feliz por ter descoberto uma surpresa que seu marido preparava. Ela recebe um telefona, onde contavam que David - o seu marido - sofrera um ataque do coração e estava indo para o hospital St. Elizabeth. 

Seria uma coincidência que essas duas mulheres estariam em um mesmo hospital por causa de seus maridos. Mas as coincidências, ou seria o destino?, não param por aí. A vida dessas mulheres haviam se cruzado há muito tempo antes. Ally teve um grande amor quando mais jovem, o David - que hoje é marido de Charllotte. E sim, esta sabia bem da história entre eles. A relação acabou justamente por causa dela, seja direta ou indiretamente. Mas isso não quer dizer que eles esqueceram tudo o que aconteceu. 
É óbvio que o término entre a Ally e o David não foi bom. Deixando marcas em todos os três, mas como a vida seguiu. Todos tomaram um rumo. David se casara com a Charlotte e a Ally encontrou o incrível Joe - que até agora não falei muito, mas que é um personagem incrível.
“Transformação. Era uma parte inevitável da vida.”
O livro nos trás muitos flashbacks do que aconteceu com os personagens. Nós conhecemos mais de perto como o foi o término de David e Ally, de como ele conheceu a Charllotte. E de como a Ally seguiu a sua vida após o término. Cada parte onde há essas feedbacks é bem sinalizado, mostrando quantos anos atrás aquilo se passou. Nós temos o ponto de vista da a Ally e da Charllotte. E vamos entendendo o ponto de vista de cada uma delas. 

Nossa Música causou um misto de sentimentos em mim no decorrer da leitura. Algumas vezes eu tinha ódio de alguns personagens, fiquei com dó, raiva, triste, revoltada e amei. A autora soube construir personagens reais, por mais dramática que a história se mostre, a gente sabe que algumas decisões - por mais que pareçam erradas - acontecem constantemente. A relação entre a Ally e o David foi linda, mas ao mesmo tempo nos deixava a impressão que não era a certa. Sabe?! Já quando o Joe aparece, se mostrara um cara incrível. Eu me apaixonei por ele, e olha que ele mal apareceu na trama.

A principio eu não gostava da Charllotte, ela parecia ser o tipo de mulher bem mesquinha, sabe? Mas ela é bem mais que isso. Indico, então, que não vá com pré-conceitos a respeito dela de deixe pra tê-las após o término da leitura. Cada um sabe o que sente e o que guarda em si, né?! Contudo, sem dúvida a personagem mais cativante e que você torcerá será a Ally. Não só em relacionamento, mas na vida inteira. Ela é o tipo de pessoa que merece muito ser feliz, sabe?! Há um personagem, o Jack, filho da Ally que é encantador. Aliás, a maioria das pessoas envolta a Ally são incríveis. Os pais dela, que se mostraram ali ao lado da filha e o seu melhor amigo - Max, que foi um dos personagens que eu queria ser amiga pra ter ele do meu lado. 
“Mas, às vezes, não importa quantas pessoas amadas estejam ao nosso lado, o golpe derruba você.”
Essa obra foi uma que mexeu comigo, me fez refletir. Tudo parece tão bem? perfeito, talvez.  Mas tudo pode mudar. Provavelmente não estaremos preparados para o que virá, e está tudo bem. Nós temos que ser fortes e saber lidar. Nossa Música me fez chorar muito, principalmente com o desfecho de um personagem. Não achei justo, mas a vida nem sempre é como a gente quer. E apesar de saber disso, não deixei de sofrer. E chorei, chorei que nem uma criança com as emoções que vieram ao decorrer da leitura. Chorei no meio, chorei no final. Nunca mais havia chorado tanto com um livro, mas valeu a pena. Sem dúvidas me fez pensar sobre várias coisas, leituras assim sempre são válidas, né?! 

Esse foi o primeiro contato com a Dani Atkins, e a considero, mas ao mesmo tempo estou com medo de ler outros livros dela (faz sentido?). Ela consegue te colocar dentro da história, mas mais que isso ela também coloca um certo suspense e algumas surpresas pra fazer você ficar ainda mais instigado com a história. 
“Quando se chega tão perto da beira de um precipício a ponto de sentir o vento açoitando o rosto, é preciso reconhecer que é hora de mudar.”
Sobre os detalhes: A capa é maravilhosa, estou simplesmente apaixonada por ela. Apesar de achar que nem faria tanta diferença se não tivesse o casal. Mas é linda de qualquer forma. O espaçamento está ótimo, assim como a diagramação. Não encontrei erros. 

Comentário final: Nossa Música é livro muito bem escrito, com um drama que vai te fazer chorar e refletir. Se você gosta de livros assim, corre pra comprar que vale a pena! Se não, tenta, porque é uma leitura bem proveitosa. 


25 comentários

  1. Gostar e ficar querendo e não querendo ler o livro de um autor que mexeu com nossas emoções faz todo sentido Kamilla, isso já aconteceu comigo, e como não é sempre que tô no clima pra me emocionar a ponto de chorar eu me preparo emocionalmente antes de voltar pro autor rsrs. Gostei da resenha, o livro parece ter muito mais do que a sinopse indica e esse turbilhão de emoções que ele desperta é bem interessante, assim vou anotar a dica pra ler futuramente e vou tentar ir sem preconceitos contra Charllotte, inicialmente não gostei dela, mas cada um tem uma história né?! Ótima resenha ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso de se preparar é imprescindível. Porque se não é ressaca certa, né?! rs O livro é muito bom mesmo, Lili. Me deu um turbilhão de sensações de fato. Devo admitir que também não gostei dela no começo, mas no final apesar de não ser a minha personagem preferida, não a odeio. rs
      Beijos

      Excluir
  2. Chega dá vontade mesmo de chorar só com a sinopse, imagina o livro todo.
    Eu não acredito muito em coincidência, têm coisas que devem acontecer, e esse livro vem pra provar essa ideia.
    Eu sei que a Ally se casou, mas imagino o quão triste ela ficou. Eu fiquei muito abalada por ela, e só li sua resenha. Fiquei super curiosa pelo livro ;) a resenha ta linda, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiquei abalada por ela também! Ela sem dúvidas foi a minha personagem favorita na história.
      Beijos

      Excluir
  3. Gostei da resenha, já havia lido outras e todas sempre apontaram tal questão de se envolver na trama e terem os sentimentos aflorados. Vou adicionar a lista de desejos, quando tiver a oportunidade vou adquirir, será o primeiro contato com a autora e pelo que leio não irá me decepcionar e pode deixar, meu santo já está avisado para não bater de frente com a Charlotte, ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Charlotte tem tudo pra ser odiosa, mas a gente não pode julgar, né?! hahaha
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Kamilla! Tudo bem?

    Li algumas críticas sobre o livro, tive muita vontade de lê-lo talvez pelo circulo emocional que ocorre na história, ou até mesmo pela capa e premissa que são muito boas por sinal, mas o que mais me cativa sobre o título são as opiniões, que por sinal são boas assim como a sua.

    EU AMEI SUA RESENHA!

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Kamilla. Ansiosa pela leitura desse livro. Espero gostar muito dele. Essa relação entre os personagens é complexa e cada um guiou a vida de forma diferente. Interessante que a autora juntou a vida dessas pessoas com um acidente. Já imagino a morte de alguém desse acidente :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há uma morte sim, que acabou comigo :(
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Kamilla! Pelo que vejo das resenhas dos livros da autora, pode ler sem medo kkkkkk o máximo que vai acontecer é vc desidratar de chorar rsrsrsrs Eu não li ainda Nossa Música, mas a história das personagens com seus maridos no hospital me chama bastante atenção! <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Exatamente! hahaha Leia, super indico.
      Beijos

      Excluir
  7. OOi, ainda não li ao livro, mas o enredo me deixou bastante curiosa, a resenha ficou ótima. Adorei beijos bom final de semana
    bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Kamilla. O livro de discórdia da Dani Atkins <3 Já li Uma curva no tempo e se você ler, prepare o lencinho também... é tocante! Enfim, vi uma resenha que a guria disse que achou que a Dani forçou muito a Charlotte parecer uma megera somente pros leitores torcerem para Ally e o David. Não sei se você teve a mesma impressão, mas gostaria de saber.
    Eu não sei se leria, detesto "triângulo amoroso", por isso ainda não li a outra obra da autora, e sei que vou chorar muito, então sempre arranjo um motivo para não ler. Mas espero que esse medo de histórias assim passe e eu possa desfrutar do livro.
    Beijo!
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tive um misto de sensações com a Charlotte, ela tinha tudo pra ser detestável. Mas ao mesmo tempo, você consegue compreender o jeito dela, sabe?! Não consegui odiá-la. Mas também não torci por ela! hahaha
      Não há triângulo amoroso, Mi, é mais algo que fez essas mulheres amadurecerem ao decorrer do tempo. O foco não é no romance, é sobre o passado e o presente delas. Enfim, só lendo mesmo... Se joga mulher! rs
      Beijos

      Excluir
  9. Quero ler, mesmo que sofra com essa historia que parece mexer muto com agente, porque sinto que acontece algo sério que o leitor não gosta rs, não sei se vou gostar do final, já que não é justo e gosto de finais felizes. Mas vou gostar dos personagens que parecem ser encantadores.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Quero muito ler esse livro desde que vi o lançamento, seus comentários só aumentaram a vontade <3
    Parece ser um ótimo livro, super envolvente e fofo (:
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oláaa, Kamilla! Ameeei a resenha. Como já tinha te falado, já li um livro da autora (A História de Nós Dois) e amei demais, a escrita dela é maravilhosa. Quero MUITO ler Nossa Música, pois acabei de ler um livro beeem choradeira aqui e estou pensando seriamente em secar logo meu estoque de lágrimas hahahah. Esses dramas acabam comigo! Mas amo!

    Super beijo
    Gaby
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já aproveita o embalo do choro! hahaha Eu também amo <3
      Beijos

      Excluir
  12. Olá amiga, admiro muito quem gosta de ler e você aqui desenvolve um trabalho maravilhoso, motivar a leitura com indicações de livros maravilhosos. Parabéns! Já estou seguindo e com certeza voltarei mais vezes. Convido você a conhecer os meus, se gostar seguir, ficarei grata.Tenha uma tarde feliz e um anoitecer de paz. Abraços da amiga Lourdes Duarte.
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Já li resenha sobre esse livro e fiquei muito encantanda pela trama, tem uma historia de superação, de perdão e também sobre amizade e isso e algo incrivel como aborda esses temas. A trama do livro é maravilhoso, me pareceu que acontece em época de natal, foi que percebo pela capa, e falando nela é maravilhosa!

    ResponderExcluir
  14. Nossa, que historia é essa guria?? Não sou de chorar mas pelos teus comentários e resenha vou ter que tirar a prova assim que tiver oportunidade. Essa historia parece ser emocionante com sensações a serem trabalhadas, superação.

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO