26/08/2017

Assistindo & Apreciando #20 - Nise

Nise: O Coração da Loucura
Estreia no Brasil: 21 de Abril de 2016
Duração: 108 minutos
Classificação: 12 anos
TRAMA
Ao voltar a trabalhar em um hospital psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro, após sair da prisão, a doutora Nise da Silveira (Gloria Pires) propõe uma nova forma de tratamento aos pacientes que sofrem da esquizofrenia, eliminando o eletrochoque e lobotomia. Seus colegas de trabalho discordam do seu meio de tratamento e a isolam, restando a ela assumir o abandonado Setor de Terapia Ocupacional, onde dá início a uma nova forma de lidar com os pacientes, através do amor e da arte.
~~~

Após ter contato com alguns filmes incríveis nacionais, resolvi explorar ainda mais nosso cinema. Apostei em Nise: O coração da Loucura que conta a história da Nise, uma mulher que após um tempo afastada de seu trabalho, volta a trabalhar em um hospital psiquiátrico. Quando ela volta tudo está mudado: Os médicos estão propondo uma nova forma de tratamento: Lobotomia, que de forma geral é retirar uma parte do cérebro e eletrochoque para os esquizofrênicos e é obvio que Nise de imediato acha isso um absurdo e demostra isso. 
Como medida de deixá-la quieta colocam-na no setor de Terapia Ocupacional, onde ela começa a conhecer seus pacientes e arrumar maneiras de ajudá-los e a controlar ou conviver com essa doença. Os médicos e superiores dela achavam que ela não conseguiria nada. Mas ela luta até o fim. 
Nise enfrentou muita coisa no hospital, ninguém a queria ouvir e nem ouvir seus pacientes. Então eles eram tratadas como lixo, apanhavam muito e eram humilhados constantemente. Muitas coisas não tinha como a Nise interferir, mas o que fez foi suficiente para fazer os próximos a ela quererem mudar o comportamento e ajudar. Foi muito bacana acompanhar a jornada dessa mulher.

A forma que Nise encontrou de interagir e fazer seus pacientes mostrarem suas personalidades e ser quem são foi através da arte. A pintura foi o meio que estimulou muito, tanto que muitos deles fizeram pinturas extraordinárias e que grandes críticos parabenizaram.
O mais incrível (e um pouco assustador, admito) é que ele é baseado em fatos reais. Nise de fato existiu e lutou muito pelos seus pacientes, estimulou e viu de perto muitos deles serem afetados pelos médicos que queriam o fácil, o rápido e matavam quem eles eram, pra fingir que estavam bem. E é essa parte que me assusta, o ser humano assusta né?! Como tiveram coragem, é o que me pergunto. 
Uma outra forma que a Nise encontrou de estimular sentimentos e emoções em seus pacientes foram o contato com os cachorros. Mas nada é fácil, né? Principalmente nesse hospital, o superior dela chegou e mandou dá fim nesses animais, ela não o fez, eles fizeram. E como demonstra essa imagem acima, foi estarrecedor para os pacientes. Essa cena foi uma das que mais me tocaram e me fizeram chorar, doeu gente. 

Sem dúvidas é um filme incrível, sobre uma mulher maravilhosa da nossa história que merece ter seu trabalho conhecido. No final do filme tem uma parte da própria Nise fala um pouco e dá pra ver quão incrível ela. Mas nem tudo são flores, o filme poderia ter tido mais... A Nise, pra terem ideia, foi uma das primeiras mulheres do nosso país a se formar em medicina. Tenham noção, na turma dela tinha 157 homens e apenas ela de mulher. Além de escrever vários livros e de já ter sido presa, tudo isso foi esquecida e seriam coisas bem bacanas de serem exploradas no decorrer do filme. Mas ocultaram tudo isso. 
ELENCO
O elenco estava maravilhoso, não me recordo o nome de cada um, mas já conhecia o trabalho de todos que apareceram no decorrer do longa. E todos foram ótimos, principalmente aos que interpretaram os esquizofrênicos ou "loucos". 
CONCLUSÃO
O filme é maravilhoso, de uma grande personalidade feminina brasileira que precisa ter seus feitos conhecidos. Além do filme trazer muitas reflexões. Vale a pena!
~~~
Já conheciam o filme? Foi uma grata surpresa!
Beijos


17 comentários

  1. Não conhecia o filme, mas vou procurar e assistir, que horror faziam com as pessoas, como dizem o ser humano é a pior especie que existe, ainda bem que tem algumas exceções que se salvam assim como a Nise, a historia parece ser comovente e muito triste também assim como reflexiva, sobre como saber lidar com as pessoas ao invés de simplesmente ignorar e partir para o caminho mais fácil, achei interessante ser uma historia real. Achei um grande exemplo a Nise e fiquei impressionada de ter tantos homens e só ela de mulher na turma de medicina, parabéns pra ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nise era uma mulher incrível, procurei mais dela e me surpreendi com a garra!
      O filme vale muito a pena!
      Beijos

      Excluir
  2. Que interessante saber que foi baseado em fatos reais. Engraçado que filmes nacionais não são muito valorizados, tanto que nunca ouvi falar nesse filme, pois não são muitos divulgados, você concorda? Achei a trama excelente, com um tema que desperta compaixão e choque naqueles que assistem. Foi muito bom trazer essa dica aqui :) Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, infelizmente só é divulgado os filmes de besterol! rs
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Kamilla,
    Lá vou eu dizer, de novo, que não tenho costume de olhar filmes nacionais, mas diferente do que ocorria há alguns anos, agora tenho interesse por alguns enredos. Não consigo acreditar que lobotomia e eletrochoque eram tidos como tratamentos em hospitais, pois isso é tão desumano que parece irreal. Nise é a representação de uma mulher determinada e corajosa, pois quando percebeu o horror que estava acontecendo lutou para que alguma mudança pudesse ser feita. Poderiam ter contado mais de seus feitos no filme, já que sua história é real e merece, sim, ser conhecida por todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Merece demais, Gi! Nise é uma guerreira incrível.
      Beijos

      Excluir
  4. Nossa! Parece ser um filme forte e cheio de emoções. Não costumo assistir filmes nacionais, pois a maioria não me interessa. Apesar deste ser muito interessante não quero assistir.
    A trama parece ser muito boa e realista, já que falou que foi baseado em fatos reais o que é meio assustador mesmo.
    Como falei esse filme não é muito meu estilo, mas meu pai adora filme assim e já irei indicar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você nunca vai saber se gosta, se não assistir :)
      Abraços

      Excluir
  5. Não sou acostumada a assistir filmes nacionais, mas a história parece ser bem interessante.
    Mas acho que mesmo assim não conseguiria me prender, mas acho bem legal ser baseada em fatos reais já deixando com uma preensão maior.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história é interessante, é irrelevante se é nacional ou não. O filme é bom, merece ser visto por isso :)
      Beijos

      Excluir
  6. Oi, tudo bem?
    É a primeira vez que vejo falar desse filme, retratando um tema tão forte e que foi uma realidade. Já assisti filmes com esse tema, mas nacional, será a primeira vez. Gostei dos atores e com certeza suas interpretações devem ser ótimas.
    Um filme para se fazer uma grande reflexão. Gostaria de assistir.
    Obrigada pela sua indicação e resenha/crítica, pois me motivou a saber mais do filme.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trás reflexões sim e nos faz conhecer essa incrível pessoa que era a Nise.
      Beijos

      Excluir
  7. Oi Kamilla! Tudo bem amiga?

    Sabe que quando o filme saiu no NETFLIX fiquei até curioso porque era uma sinopse interessante e porque o elenco contava com a ilustre e maravilhosa Glórias Pires como protagonista, mas sabe que perdi o interesse quando fui vê-lo, e também como ainda não havia visto nenhum comentário positivo me limitei a acreditar que realmente era bom. Está é a primeira vez que leio uma crítica do filme e que realmente me chamou atenção, pois a sua resenha me instigou bastante, muito além do que achei que seria rsrs

    Parabéns pela qualidade de suas resenhas amiga, eu adoro ler elas!

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fui sem grandes pretensões, não achei que iria gostar tanto. rs Vai ver e depois me conta o que achou.
      Beijos

      Excluir
  8. Adorei a indicação, tenho assistido mais filmes nacionais e eles tem me surpreendido muito, esse parece ser realmente muito bom, primeiro que trabalhar em um hospital psiquiátrico não deve ser nada fácil e segundo que para uma mulher, que foi uma das primeiras a cursar medicina aqui, conseguir ser ouvida e defender seus ideais, deve ser uma coisa muito bonita de se ver, com certeza vou assistir o filme.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá Kamilla!
    Amei sua indicação, não tinha ouvido falar desse filme e também não me agrada muito filme nacionais, não sei porque mas esse me agradou bastante, tem uma historia muito maravilhosa, demonstrar uma mulher de coragem que lutou pelo que era certo, por mas que a mulher trabalha na área psiquiátrica não é tão fácil assim lidar com os problemas que aparecem, mas ela soube fazer o que podia. Gostei do filme e com certeza ire buscar para assistir!

    ResponderExcluir
  10. Kamilla!
    Não conhecia o filme, mas fiquei muito interessada porque durante a faculdade de Psicologia, pude acompanhar todo trabalho inovador e com bons resultados da Nise da Silveira e mais que merecida essa homenagem para ela, ainda mais com Glória Pires que é uma super atriz.
    Quero assistir.
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO