29/09/2017

RESENHA: Mulher Maravilha, Sementes da Guerra - Leigh Bardugo

Lendas da DC #1
Autora: Leigh Bardugo
Editora: Arqueiro
Páginas: 400
Edição: 1
Ano: 2017
Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana.
Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal.
No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.

Adorei a leitura desse livro!

Diana é a filha da deusa Hipólita e mora em Temiscera (que é uma ilha super protegida), como foi criada por outros deuses para tornar o desejo de Hipólita se tornar mãe, as outras amazonas não acha que ela é tão capaz, já que é praticamente uma protegida. E a nossa Diana sempre tenta se provar capaz, forte e que é uma amazona como qualquer outra. Em um dia numa prova de corrida com outras guerreiras, a nossa protagonista ver algo diferente, uma explosão e resolve ajudar, mal sabia ela que essa decisão mudou o rumo de tudo. Já que a nossa Mulher Maravilha acaba salvando a Alia Keralis, que nada mais é que uma Semente da Guerra. Esse salvamento pode colocar não só as suas irmãs guerreiras e sua mãe em risco, mas como também todo o mundo.
Eu não sabia bem o que esperar da trama, mas devo dizer que ao iniciar a trama fiquei com um certo receio. A leitura não fluía, a personagem Diana não estava me cativando. Mas foi só no começo, assim que nossa protagonista começa a tomar as decisões por si, a trama começa a ganhar outro rumo e a ter um ritmo mais satisfatório e aí sim a leitura fluiu maravilhosamente.
“As pessoas tendem a perder batalhas por não saberem que guerra estão lutando.”
Mulher Maravilha nessa obra é uma adolescente em seus 17 anos, já que a série Lendas da DC é voltada para o público mais jovem. E eu gostei muito, visto que dá pra perceber traços da adolescência na personagem, mesmo ela sendo forte e destemida. Bacana também foi a inserção da personagem em um mundo completamente diferente do que ela nasceu, quando ela e Alia saem de Temiscera, elas vão para Nova York e ver a Diana interagindo com o desconhecido foi muitas vezes engraçado.

A Alia, a garota que a Diana salvou, é a Semente da Guerra e mesmo sem saber é o que causa brigas, desentendimentos e se continuar viva pode ocasionar em uma grande guerra. Mas há uma possibilidade de salvar, e é nessas tentativas que elas duas, com os amigos Nin e Théo e o irmão da Alia, Jason, partem na jornada para Grécia para mudar o rumo da história. Só que muitas coisas acontecem, muitas brigas, deuses se intrometendo e uma GRANDE traição que me entristeceu e me deixou bem revoltada. A trama tem muitas de ação, de suspense e tem cenas de cumplicidade e amizade também.
“Não podemos passar a vida nos escondendo, imaginando o que poderíamos conquistar se tivéssemos a chance. Precisamos nos arriscar.”
Não conhecia a escrita da autora, Leigh Bardugo, mas fiquei bem curiosa pra ler mais obras delas, após essa experiência. Os personagens são cativantes e bem construídos, até os que ganham o nosso ódio. Além disso, mesmo tendo deuses, mitologia e histórias no geral a autora não deixou nenhuma ponta solta e nada confuso. Na obra houve vários pontos que me agradaram, mas acho que a que mais conquistou foi a força da Mulher Maravilha e não estou mencionando a física, mas a força dela em querer ajudar e mesmo com seus medos, ela ergue a cabeça e enfrenta - e fica a dica: os guerreiros nem sempre são os que só tem força física. Ela é uma semideusa, uma guerreira, uma amazona, mas nunca tinha passado por nenhuma experiência de guerra.

Falando um pouco mais especificamente sobre os personagens, todos me conquistaram. A Diana é incrível, a Alia que também é uma adolescente e que tem muitos medos, receios e inseguranças. O Jason, irmão dela, é bem protetor e o que falar dos amigos? São pessoas incríveis. Algo que gostei muito do que a autora fez foi a representatividade e as críticas nas entrelinhas da obra, por exemplo a Alia é negra e infelizmente sofre preconceito racial, a Nin - sua melhor amiga - é lésbica, o Théo é típico nerd. É muito bom ler uma obra voltado para o público mais jovem com temas importantes, ainda mais porque a autora abordou tudo de forma bem sutil.
“– Alia e eu passamos metade da vida sendo intimidadas. Se esses imbecis pensam que vão nos amedrontar sem que a gente revide, vão aprender uma lição.”
Sobre os detalhes: A capa é linda! A cada início de capítulo há um detalhe que remete a logo da Mulher Maravilha. A diagramação e o tamanho da fonte estão ótimos. Não encontrei erros.

Comentário final: Se você gosta de uma boa história, com personagens cativantes, ação, suspense, mitologia e representatividade você vai gostar desse livro! É muito bom, super indico!


13 comentários

  1. Desde o lançamento quero muuuuito ler !
    Eu sou apaixonada por todo esse universo, e quero muito saber como era quando ela era apenas Diana.
    Adorei a resenha!

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Kamilla!

    Só tenho visto comentários positivos a respeito desse livro, e estou curiosa demais. Que bom que você gostou da leitura, apesar de ela ter se dado de forma um pouco lenta no início!

    Beijos,
    Isa
    Viciadas em Livros
    Participe do Amigo Secreto Literário do Viciadas em Livros

    ResponderExcluir
  3. Oi Kamilla,
    Poder conhecer um pouco mais sobre essa heroína que vem conquistando mais espaço entre os heróis masculinos deve ser uma ótima experiência. Diana é uma guerreira, é corajosa e não mede esforços para ajudar quando é preciso, mas ao mesmo tempo ela é tão pura e inocente, não conhece nada do nosso mundo e ainda assim, se aventura em uma jornada cheia de obstáculos. O livro tem uma premissa muito boa, a autora soube usar todos os elementos propostos em favor do enredo. Gosto de ver a representatividade dos personagens, algo ainda pouco visto nas histórias e para um livro voltado para um publico mais jovem, isso é muito importante. Se eu já tinha curiosidade de conhecer a escrita de Leigh Bardugo, agora quero ainda mais.

    ResponderExcluir
  4. Olá Kamilla,

    Essa é a segunda resenha que leio desse livro hoje e ambas positivas, nem preciso falar que quero ler para ontem....kkk...ótima resenha....bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que bacana!
    Eu não conheço muito a história da Mulher Maravilha, então não sei se a história do livro é a mesma do filme ou se é uma releitura; mas essa história do livro parece boa.
    Super interessante acrescentar temas que são importantes serem discutidos, e mostrar ao jovens que eles são fortes independente do que a sociedade diz.
    E gostei de saber que Diana é uma semideusa, nunca imaginei...
    Não sei se terei a oportunidade de ler, mas gostei da resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Kamilla, tudo bem? eu não li, mas uma colaboradora leu e amou! Com tanta gente gostando fiquei com bastante vontade de conferir, afinal eu adoro a Mulher-Maravilha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Kamilla!
    Além de ser muito fã dos super heróis, A Mulher Maravilha é minha heroína há mais de 20 anos e não posso me furtar de fazer a leitura desse livro que traz a origem de como surgiu e por qual percalços teve de passar para chegar a ser quem é...
    E ainda tem toda a mitologia envolvida por trás do nascimento e crescimento dela, preciso ler.
    Um final de semana de muita inspiração e paz no coração!
    “Eis um teste para saber se você terminou sua missão na Terra: se você está vivo, não terminou.” (Richard Bach)
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Oi, Kamilla. Eu não assisti o filme contando a história da Diana, mas acho a heroina maravilhosa, adoro ela. Eu gostei muito que ela tenha 17 anos na trama, assim acredito que muitos leitores podem se identificar melhor com a personagem. Eu quero muito ler essa obra!!
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo bem?
    Eu não sou muito fã da Mulher-Maravilhosa, você estar me achando uma louca agora kkkk.
    Mas é sério a acho tão sem sal! Então dessa vez passo a dica, beijos.

    ResponderExcluir
  10. Quero ler adoro a Mulher Maravilha e que legal que ela se preocupa em ajudar as pessoas e com uma garra, gostei por ter ação que adoro e deixa a leitura bem eletrizante, parece que foi bem elaborado esse livro, pena o começo não agradar mais que bom que depois melhora e a leitura vai que é uma beleza pelo menos é o que parece rs, pois quando li o começo da resenha tinha ficado desanimada, mas depois meu animo aumentou.

    ResponderExcluir
  11. Não gosto muito de filmes de super heróis então não sei se gostaria desse livro, a única vez que assisti que tinha a Mulher Maravilha era o desenho de Liga da Justiça e ela nunca foi minha personagem favorita, apesar disso, gostei da autora colocar personagens representativos na história.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Kamila!
    Eu adorei esse livro! Foi melhor que eu esperava.
    Mirmã, eu não esperava aquela traição no final de jeito algum! Fiquei super impactada!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  13. Olá Kamilla!
    Eu gostei desse livro, a Marvel saber muito bem criar historia de super herói. Eu espero muito assistir esse filme dela, mas também estou ansiosa por ler, obvio. A trama é bem legal, ai podemos conhecer mais um pouco sobre a historia dessa mulher que só conhecemos pelos quadrinhos de outros super herói né. Uma premissa muito boa e espero ler!

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO