31/10/2017

RESENHA: Confie em Mim - Harlan Coben

Confie em mim
Autora: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Edição: 1
Ano: 2009
Preocupados com o comportamento cada vez mais distante de seu filho Adam - principalmente depois do suicídio de seu melhor amigo, Spencer Hill -, o Dr. Mike Baye e sua esposa, Tia, decidem instalar um programa de monitoração no computador do garoto. Os primeiros relatórios não revelam nada importante. Porém, quando eles já começavam a se sentir mais tranquilos, uma estranha mensagem muda completamente o rumo dos acontecimentos: 'Fica de bico calado que a gente se safa.' Perto dali, a mãe de Spencer, Betsy, encontra uma foto que levanta suspeitas sobre as circunstâncias da morte de seu filho. Ao contrário do que todos pensavam, ele não estava sozinho naquela noite fatídica. Teria sido mesmo suicídio? Para tornar o caso ainda mais estranho, Adam combina ir a um jogo com o pai, mas desaparece misteriosamente. Acreditando que o garoto está correndo grande perigo, Mike não medirá esforços para encontrá-lo.Quando duas mulheres são assassinadas, uma série de acontecimentos faz com que a vida de todas essas pessoas se cruzem de forma trágica, violenta e inesperada.

Oi Leitores, tudo bem com vocês?

Já fazia um bom tempo que eu queria ler mais algum livro do Harlan, pois já havia lido um título dele mas fazia muito tempo. Então quando ganhei esse livro de presente de uma amiga, não hesitei em colocar ele como prioridade de leitura e, graças ao bom Pai, foi um livro maravilhoso!
Assim como já é característico do Harlan, o livro é composto de inúmeras histórias que vão tecendo uma teia gigante e que, por vezes não fazem nenhum sentido, mas que no fim do livro se completam de uma forma que chega a ser assustadora. O livro começa com a história de Adam, que é o personagem central desse livro, um adolescente de 16 anos que acabou de sofrer a perda de um amigo que se suicidou e que, desde então, mudou completamente o seu humor, sua aparência e até mesmo seu comportamento. Seus pais, Tia e Mike, já não conseguem mais reconhecer o próprio filho e em uma tentativa desesperada de salvar o filho do buraco negro em que ele estava entrando eles acabam por colocar um programa de espionagem no computador do filho. Após lerem alguns e-mails com conversas estranhas, eles decidem investigar mais de perto a situação. Porém, Adam acaba se sentindo acuado e foge dos seus pais, o que deixa eles ainda mais desesperados por informações e isso pode levar eles à um caminho sem saída para um labirinto sem fim. 

Além da história de Adam, temos Marianne, uma mulher de meia idade que é assassinada e tem seu rosto desfigurado logo no começo da trama. E o assassino não para por aí, depois de Marianne, Reba Cordova é a próxima vítima. A polícia não tem muitas informações e, na busca por uma conexão entre as duas vítimas, acabam ligando a história com várias outras pessoas e, cada um com a sua motivação, contribuiu para que tudo acabasse dessa forma. E vendo as histórias se ligando daquela forma, a única pergunta que resta é: até onde iríamos por amor à nossa família?
A gente planeja e Deus ri. O controle sobre nossas vidas e a de quem amamos é apenas uma ilusão.
A escrita do Harlan é sensacional, cada capítulo lido trazia a necessidade de ler o próximo e o próximo e por aí vai. Os capítulos vão trazendo as diferentes histórias e você precisa ir lendo os próximos pra saber o que acontece com determinado personagem só uns três capítulos depois e isso é extremamente agoniante, mas ao mesmo tempo torna a leitura fluida e o final do livro chega e você nem percebeu. 

A capa, assim como a maioria das capas dos livros dele, é bem simples e não traz nada demais. É um daqueles livros que você não compra pela capa, mas sim pela sinopse. A diagramação é boa e a divisão dos capítulos é perfeita, o suficiente para sempre te deixar curioso e querer ler mais. Eu achei que talvez alguns personagens possam ter sido inseridos de forma desnecessária na história, claro que todos tiveram o seu papel e eu não senti nenhuma "ponta solta" no decorrer da história. A única coisa que me matou foi o final. Até os últimos momentos eu já havia ligado vários pontos da história e a única parte que faltava era descobrir mais sobre a morte do melhor amigo do Adam, o Spencer. Porém, quando tudo se resolveu e soubemos finalmente de tudo que havia acontecido o Harlan dá um pulo no tempo e de repente tudo fica bem e nós não descobrimos mais nada sobre o restante da história e, bem, ainda tinham algumas perguntas na minha cabeça que precisavam ser respondidas. 
A confiança é assim. Podemos quebrá-la pelos melhores motivos do mundo, mas ela permanecerá quebrada para sempre.
Por fim, exceto pelo final que me deixou levemente decepcionada, a história é muito envolvente e, se você é daqueles que ama um romance policial com certeza vai amar esse também! Me contem, vocês já leram algo do gênero? Qual livro do Harlan vocês recomendam? Um xêro e até semana que vem!


13 comentários

  1. Oi Hemely, leio poucos romances policiais e assim ainda não tive a oportunidade de conhecer a escrita do Harlan, mas já li resenhas elogiosas a seus livros e apesar do final desse ter deixado algumas pontas soltas a resenha é positiva no geral e fiquei curiosa pra saber como ele consegue ligar várias histórias em uma ;)

    ResponderExcluir
  2. Curto muito romances policiais e ouço só coisas boas a respeito do Harlan Coben mas, ainda não tive contato com seus livros por N motivos, u.u Porém, tenho vontade e na minha lista de desejos encontram se algumas de suas obras... Sobre a resenha em questão, gostei de tudo, menos o final, haha Me deixou curiosa e receosa ao mesmo tempo mas, não dispensaria a leitura.

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada do Harlan, e confesso que não gosto de romances policiais.
    É uma história cheia de mistérios e suspense né... mas não senti vontade de ler .
    Gostei dos quotes, são maravilhosos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Super recomendo Não Fale com Estranhos, foi o meu primeiro contato com o autor e eu amei
    Realmente os livros do Harlan não convencem pela capa, e sim pela sinopse.
    Uma pena o final ter sido assim, mas eu gosto como o autor consegue prender do começo ao fim, fazendo o leitor se envolver de um jeito único, vou ler e te falo o que achei.
    Beeeijos!

    ResponderExcluir
  5. Li um livro do autor e gostei muito. Fiquei curiosa com esse em saber o que esta acontecendo com o Adam, pois o suicídio do amigo deve te-lo afetado e muito e é um tema em alta na realidade. E com o mistério que envolve os assassinados gosto dese clima de investigação deixa a leitura instigante. Pena o final não ter agradado.

    ResponderExcluir
  6. Estou tentando ler alguma coisa do Halan a algum tempo, sou fascinada pelos livros dele. Fiquei curiosa com essa história, gosto do clima de suspense e das perguntas que a história nos leva a fazer, vai entrar para a minha listar de " para comprar" com certeza.

    ResponderExcluir
  7. Estou tentando ler alguma coisa do Halan a algum tempo, sou fascinada pelos livros dele. Fiquei curiosa com essa história, gosto do clima de suspense e das perguntas que a história nos leva a fazer, vai entrar para a minha listar de " para comprar" com certeza.

    ResponderExcluir
  8. Sou apaixonada por romance policial, e adoro a escrita do Harlan!
    Este ainda não li, mas a sua resenha me ganhou completamente.
    Uma pena o final ter deixado um pouco a desejar.
    Ultimo que eu li do autor foi não conte a ninguém, e eu amei!

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li nem um livro do autor Harlan Coben, mas tenho este livro, achei legal a forma que o autor escreve, histórias que vão tecendo uma teia gigante, que por vezes não faz sentido, mas que no final da história se completam de forma que chega a ser assustadora, acabei ficando muito curiosa para ler este livro, irei ler Confie em Mim em breve.

    ResponderExcluir
  10. Ola, ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro do Harlan Cobem, mas já vários comentários satisfatória com relação a sua escrita, gosto muito de livros policial, é um estilo de leitura que fico fascinada com a evolução da história e fico ansiosa para saber o final, gostei muito da resenha, com certeza vou ler!!

    ResponderExcluir
  11. Oi Hemely,
    Não tenho dúvidas de que a escrita de Harlan Coben seja sensacional, pois as críticas de seus livros são muitas, e, na grande maioria, positivas. A forma como o autor une mistério e dramas familiares sempre se destacam em suas sinopses e Confie em mim segue esta linha. Ao expor e explorar a relação entre pais e filho, o autor consegue que o leitor se envolva mais na trama, pois há neste ponto algo próximo da realidade. Os assassinatos me deixaram curiosa e, principalmente, as ligações entre as vítimas. Já tenho alguns títulos do autor anotados e Confie em mim se juntará a eles.

    ResponderExcluir
  12. Hemely!
    Até tenho esse livro aqui para leitura, mas ainda não consegui ler.
    Os livros do Harlan são cheios de tramas intrincadas, com vários protagonistas e uma enredo cheio de mistérios a serem desvendados.
    Parece bom demais.
    Adorei sua análise.
    “Não há lugar para a sabedoria onde não há paciência.” (Santo Agostinho)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP Comentarista de novembro com 3 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  13. Oi Hemely :)
    Eu li Não confie em ninguém e foi um bom livro, mas senti a mesma coisa que voce: personagens inseridos desnecessariamente e perguntas sem respostas. Acho que ele tem uma escrita que prende, mas não fisga. Esperava mais da minha experiência com o autor, pra ser sincera. Tanta gente fala bem dele e tal, mas não senti conexão.

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO