17/10/2017

RESENHA: O Som Do Amor - Jojo Moyes

O Som do Amor
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Edição: 1
Ano: 2016
Matt e Laura McCarthy são obcecados pela ideia de herdar a Casa Espanhola — uma construção malcuidada e quase em ruínas no condado de Norfolk, interior da Inglaterra, que tem um valor simbólico para os moradores locais. Para atingir esse objetivo, Laura, a mando do marido, faz todas as vontades do velho Sr. Pottisworth, o proprietário. Entretanto, como o homem nunca deixou nada por escrito, quem acaba por herdar a casa é uma parente distante, Isabel Delancey. Primeiro violino na Orquestra Sinfônica Municipal, em Londres, Isabel tinha uma vida tranquila com seus dois filhos e o marido, mas tudo virou de cabeça para baixo quando ele morreu em um acidente de carro e deixou uma grande dívida. Sua única oportunidade de recomeço é fincar moradia na Casa Espanhola — algo que o casal McCarthy vai tentar impedir a qualquer custo.
Oi leitores, tudo bem com vocês?

Já fazia um bom tempo que eu queria conhecer mais sobre a escrita da Jojo, que devo dizer que já amava, pois só tinha lido os livros da trilogia Como Eu Era Antes de Você (aliás, como vocês estão com a ideia de um terceiro livro, porque eu ainda estou tipo "Hello Jojo, o que você vai aprontar?) e já me apaixonei pela forma como ela escreve, porém dois livros é pouco pra definir um autor. Então estive buscando um livro dela pra ler em e-book e escolhi um totalmente aleatório, sem saber a história nem ler resenhas antes, só pelo título é por ser relativamente menor e parecer uma leitura tranquila. Devo dizer que foi uma surpresa e tanto ver o quanto a escrita dessa mulher pode ser maravilhosa em dois livros completamente diferentes!
Há um ano atrás, Isabel Delancey era primeira violinista na Orquestra Sinfônica Municipal de Londres e vivia uma vida dividida entra sua família e sua paixão, contando com a ajuda do marido e de Mary, a babá, para conseguir ajustar tudo à sua rotina de ensaios, apresentações e viagens. Porém em um terrível acidente de carro o seu marido morre e ela descobre que ele não só deixou ela sem praticamente dinheiro algum, como deixou uma série de dívidas, e para pagá-las ela precisará vender a sua casa atual e encontrar um lugar menor para morar ou vender o seu violino, a última lembrança que ela ainda tem da sua vida antiga.
Laurent a amava. Ele a amava se ela dormia em cima do café da manhã porque tinha passado a noite em claro tentando aperfeiçoar os compassos finais de alguma sonata. Ele a amava mesmo quando, mais uma vez, a refeição que ela preparara ficava esturricada e sem gosto. Ele a amava quando passeavam de braços dados em Primrose Hill e ela tentava cantar para ele suas peças musicais favoritas, substituindo o baixo e a tuba por movimentos desenfreados dos braços. Ele a amava quando ela o acordava às três da manhã, desesperada para fazer amor, para sentir o gosto dele. Comprou para ela o Guarneri, deixando-o no travesseiro do hotel onde haviam se amado loucamente num fim de semana, e rindo quando o choque que ela levou ao ver aquilo a deixou sem ar. Ele a amava. 
Laura McCartney se casou com Matt contra a vontade da sua família, pois a fama da família de Matt era péssima devido à um ocorrido no passado, na época em que o pai de Matt trabalhava pra família Pottisworth e foi acusado erroneamente de um roubo. Desde então Matt guardava um rancor da família por ter retirado tudo dele e, baseado nesse rancor, fez com que Laura fosse dia e noite cuidar do velho Pottisworth para garantir que quando o velho morresse, a Casa Espanhola pudesse ser finalmente sua e ele pudesse provar pra família de Laura que ele era digno de estar com a filha deles.

Nicholas é um corretor imobiliário completamente fracassado, há um tempo atrás era casado com Diana, porém quando a crise imobiliária se deu e ele perdeu todo o status que tinha, Diana foi a primeira a deixá-lo. Porém, um dia, ao ir visitar um velho amigo, um dos poucos que não o julgava pois lhe conhecia desde antes dele virar um corretor de sucesso, Nicholas se perde e acaba por encontrar a Casa Espanhola e vê ali uma oportunidade incrível para voltar com tudo ao mercado imobiliário.

Com a morte do Sr. Pottisworth, Laura e Matt descobriram que o velho não deixou nada em testamento, portanto a casa iria para os parentes mais próximos, no caso Isabel Delancey e seus filhos. Na necessidade de ter algum lugar para morar, Isabel decide se mudar para a Casa Espanhola, uma casa caindo aos pedaços e que há muito tempo deixara de passar por reformas e cuidados. Matt vê em Isabel uma mulher carente, perdida e, acima de tudo, sem saber nada sobre obras e decide "ajudá-la" com as obras da casa, o que Isabel não percebe é o quanto Matt está superfaturando tudo e criando uma casa para que ele e Laura possam morar depois.
Tinha chegado ao fim do bosque e caminhou ao longo de sua extensão, o lago à esquerda, tentando se lembrar de onde vira uma brecha. Encontrou-a e atravessou para o outro lado, onde o terreno era ainda menos regular do que em volta da casa. Virou-se para trás por um instante: sua expansão vermelho-escura e as janelas incoerentes contemplavam-na sem entusiasmo nem aconchego. Ainda não era sua. Ainda não era um lar. 
Essa história me deixou sem fôlego e completamente angustiada. Principalmente por mostrar o quanto o ser humano pode ser uma espécie desprezível, mostrando até que ponto alguém é capaz de enganar o outro que está fragilizado para conseguir as suas próprias conquistas e atender às suas próprias necessidades. Jojo traz uma história de obsessão, traição e auto-conhecimento, através de personagens principais muito bem construídos e personagens secundários que vão crescendo com o decorrer do livro e que tornam toda a história extremamente cativante. 

Isabel é uma personagem que, no começo do livro, eu queria pegar ela e sacudi-la e dizer "Filha, acorda pra vida! Você tem dois filhos que precisam que você cuide deles!" pois Kitty e Thierry sofriam tanto com a falta de tato da mãe para com eles que Kitty precisou se tornar a "mãe" da família e eu achei incrível a evolução dela como pessoa durante o livro, passando de uma pessoa que só se importava com o seu violino e a sua música para uma mulher que sabe coisas além disso, como manter uma casa ou cuidar da educação dos seus filhos. Não me levem a mal, eu amei a quebra de estereótipos e o fato de ela ser mais do que a comum dona de casa, porém às vezes se torna necessário que a pessoa assuma o papel de ser responsável por algo além dela mesma e é exatamente esse o caso. 

Outro personagem que me deixou extremamente surpresa foi Byron. Quando ouvi falar o nome dele pela primeira vez achei que ele seria somente mais um personagem de fundo, com destaque semelhante à outros personagens da vizinhança, porém ele cresce muito como personagem durante o livro, trazendo mais dos seus pensamentos, do porque das suas atitudes e dos seus medos, além de ele se tornar peça chave na vida de Thierry. 

Matt se torna um personagem insuportável conforme o livro se desenvolve. Ele é nojento e eu de fato não sei dizer quem é pior no casamento, ele ou Laura. O filho dos dois, Anthony, é o único personagem que salva naquela casa e me impressiona que ele tenha sido criado por aqueles dois. 
Ele diz que a casa vai acabar sendo nossa, pensou ela. Preciso ter isso na cabeça. Aquela mulher não foi feita para morar lá. E no amor, na guerra e nos bens, vale tudo.
Mais uma vez, como em quase todos os livros da Jojo, a capa é incrível e traz em si o significado principal da narrativa, que é a ligação de Isabel com a música e o quanto a música salvou ela no momento em que ela mais precisava, expressando seus sentimentos através do violino. Como a leitura foi feita em e-book eu não sei dizer muito sobre a diagramação dos livro, porém achei a divisão de capítulos perfeita, completamente condizente com os fatos narrados. 

Enfim, o livro traz uma narrativa envolvente e fluida. Já alerto para os fãs de romances leves e fofinhos que, apesar do título, não lhes levarão às lágrimas como outros títulos o farão. Porém, é um livro cheio de reflexões pertinentes e que recomendo muito a leitura. Um xêro e até semana que vem!


22 comentários

  1. Eu amei essa leitura.
    Senti o mesmo que você, aquela vontade de sacudir Isabel e dar um acorda pra vida. Mas depois que ela foi "acordando", foi bonito ver o crescimento dela, se colocando a frente dos problemas. Isabel é uma personagem sensível e muito frágil.
    Detestei Matt, e Laura... nem sei o que dizer dela.
    Gostei da maneira que Jojo foi entrelaçando a vida dos personagens; e era cada surpresa wue eu ficava boquiaberta.
    Me encantei por Byron, um personagem por vezes calado mas que nos mostrou que a aparência engana e muito.
    Um dos meus livros preferidos da Jojo é A última carta de amor, super recomendo. Também amo A garota que você deixou para trás e Baía da esperança.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ludy! Então menina, a Isabel me matou de raiva no começo, socorro! Mas depois que ela começou a acordar pra vida eu me apaixonei demais pela personagem! O final de Laura e Matt me fez odiar ainda mais os dois, sério! E sim, quando surgia um personagem do nada eu ficava "gente, mas de onde você veio mesmo? Aí quando eu entendia via que tudo fazia parte do grande jogo de obsessão. Byron é aquele ser que eu queria pôr em um potinho e guardar pra mim, acho que tudo que ele fez pelo T foi fenomenal ❤️ Quero ler mais livros dela em breve, vou começar por algum desses que você me recomendou!! Beijos

      Excluir
  2. Oi, Hemely!
    Desnecessário mais um livro de Como Eu Era Antes de Você, mas segue o baile.
    Eu só li um livro da autora e curti. Esse ainda não peguei pra ler mas pretendo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Então, também achei bem desnecessário e confesso que eu estou cheia de medo da Jojo fazer uma cagada com a história e isso eu não vou suportar. Seguimos o baile, vamos ver no que dá né? Leia sim! Está longe de ser uma leitura leve e tranquila, mas vale muito a pena! Beijos

      Excluir
  3. Já vamos para o terceiro livro de Como eu era antes de você?!! e eu ainda nem li o primeiro rsr, só vi o filme, mas não tava pra leituras muito intensas e emocionantes na época e acabei não lendo até hoje mas ainda pretendo :D Sobre esse livro especificamente, acho que ele acabou não sendo tão tranquilo como você buscava né? mas parece ser bem interessante e reflexivo, há muitos personagens e nem todos bons que permitem ao leitor pensar sobre suas atitudes e achei isso bem legal. Ótima resenha e dica ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili! Pois é menina, vamos para o terceiro e eu não estou nada bem com isso. Por favor, leia os outros dois! Principalmente o primeiro haha Acho que, apesar do filme ser bem fiel à história, algumas cenas que foram cortadas ainda me fazem preferir mil vezes mais o livro (pra variar né haha). E não, O Som do Amor não foi o que eu esperava, acabei entrando em uma leitura nada leve e bem reflexiva haha Mas vida que segue! Beijos e obrigada!

      Excluir
  4. Oi. Eu já li um livro da Jojo que eu praticamente amei e devorei, porém não pretendo ler outros livros da autora por enquanto. A impressão que eu tenho é que ela sai correndo para publicar os livros e todos tem quase a mesma história, mesmo que o enredo seja diferente. Talvez eu leia algum dia.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miriã! Pois é, esse problema é bem recorrente e com muitos autores na verdade. Quando um autor faz muito sucesso no meio literário ele quer aproveitar e lançar tudo que pode enquanto tem fãs. Mas devo dizer que esse livro é bem diferente. Espero que os outros sejam diferentes também, vamos ver! Beijos

      Excluir
  5. Ola, Adoro a escrita da Jojo, li Como eu era antes de você e me apaixonei , esse com certava vai ser mais um que vou amar, adoro quando o livro traz uma narrativa envolvente e fluida, gostei muito da resenha, quero ler com certeza!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lúcia! Espero que consiga ler em breve! Esse não é um daqueles livros que eu digo que está nos meus favoritos da vida, mas com certeza recomendo a leitura!

      Excluir
  6. Hemely!
    É verdade a Jojo traz sempre temas bem polêmicos e ver que aqui fala de amor fraternal e da ambição que há entre pessoas e famílias, é bem polêmico.
    Mais uma lição de vida no livro da Jojo, né?
    Como certas pessoas são ambiciosas e fazem as coisas por interesse, nossa!
    Importante mesmo é fazer as coisas sem esperar nada em troca e tudo com muito amor, daí sim as coisas vem quando menos esperamos.
    Deve ser mais um bom livro da autora.
    Semaninha alegre e feliz!
    “No fundo, morrer não seria nada. O que não suporto é não poder saber como terminará.” (A. Amurri)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy! Menina, parece que a Jojo nasceu pra dar tapas na cara da sociedade, parece que cada livro que ela escreve tem algo de pano de fundo que a gente precisa refletir muito pra compreender. Vale a pena a leitura! Beijos e boa semana!

      Excluir
  7. Ainda não li nenhum livro da Jojo, quero ler Como eu era antes de você, ainda não li porque não é meu tipo de livro. Gostei bastante desse, parece ser um livro maravilhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jade! É muito bom mesmo! E provavelmente se você não se identifica muito com romances talvez esse seja o livro certo pra você começar a ler os livros dela!! Vale a pena dar uma chance 💜

      Excluir
  8. Li um livro da autora e até que gostei só achei o começo arrastado. É uma leitura que desperta vários sentimentos no leitor, raiva, revolta, ansiedade, e muito mais, é impressionante que tem pessoas que só pensam em seu próprio bem não importa quem eles tem que ludibriar assim como esse Matt.

    ResponderExcluir
  9. Oi Hemelly :)
    Eu gostei muito de Como Eu Era Antes de Você, só que acho desnecessário focar numa história que já foi completa e teve seu fim.
    Adorei que autora inseriu música no livro. A abordagem da maldade dos personagens deve dar um raiva grande em quem está lendo.
    A Isabel parece ser uma personagem que cresce ao longo do livro. Já li personagens que também dava vontade de sacudir e dá belos tapas pra ver se consegue acordar, porque é tanto sofrimento de graça que esse povo passa...
    Adorei que a Jojo inseriu o Violino *-*
    Obrigada pela indicação ;)
    Abc

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não li nenhum livro da Jojo, mas todas resenhas que vejo são positivas!
    Acho que eu iria ficar irritada com a Isabel, mas ansiosa pra ela acordar logo pra vida e poder ver a evolução da personagem.
    Tão bom quando livros nos faz refletir.
    A capa ficou realmente linda!

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu não li ainda os livros da Jojo mas tenho dois livros dela e estou ansiosa para a leitura. Esse livro é bem interessante, os tema abordado nele realmente são coisas que os humanos são capazes de fazer para conseguir o que quer. Estou bem curiosa com essa trama e já estou desejando ler.

    Meu Blog: https://tempoliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li nem um livro da autora Jojo Moyes, mas sempre leio muitos comentários positivos referentes aos livros dela.
    Achei a capa deste livro muito bonita, pela sua resenha a história parece ser bem interessante, sem dúvidas pretendo ler O Som do Amor.

    ResponderExcluir
  13. Meu contando com a autora foi indireto através do filme Como Eu Era Antes de Você, até tenho Baia da Esperança mas, ainda não parei pra ler e confesso que estou um pouco receosa pois, não tenho ouvido muitas coisas boas a respeito da obra logo, meu contato com ela está demorando mas, esse livro me desperta atenção, quero conhecer esses personagens, saber o que se passa na cabeça para fazer tal coisa para com outro ser humano, conhecer suas mudanças, seus motivos, desejos e conhecer e conhecer. Gostei da resenha, acho que agora uma leitura da autora saí.

    ResponderExcluir
  14. Da Jojo só li Como eu era antes de você, e por mim podia parar ali haha, tenho Depois de você mas não li ainda, confesso que estou adiando.
    Mas como li só esse, quero muito conhecer os outros livros dela também.
    O som do amor parece ser um livro bem real, infelizmente existem muitas pessoas desprezíveis assim no mundo, que usam da fraqueza dos outros para 'crescer'.
    Adorei sua resenha, me deixou com muita vontade de ler o livro, adoro ver a evolução de um personagem, ver ele amadurecer. Vou procurar ler o quanto antes.
    Cada resenha sua é um livro a mais na listinha haha
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi Hemely,
    Já li um livro da autora (ou devo dizer li, somente um livro da autora) e por mais que tenha me apaixonado pela história e escrita, não são todos os livros que me chamam atenção. O som do amor vem a ser um dos poucos que quero conhecer, pois além de trazer uma trama cheia de dramas e conflitos, trás a música como um plano de fundo e adoro quando ela é agregada, de alguma forma, em uma história. Jojo me conquistou com essa premissa, pois criou personagens para amar e personagens para odiar. Ela soube mesclar personalidades fortes, mas de personagens sem carácter, com fracas personalidade de personagens cativantes e com crescimentos importantes para a trama.

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO