28/11/2017

RESENHA: Legend - Marie Lu


Triologia Legend #1
Autora: Marie Lu
Editora: Rocco
Páginas: 256
Edição: 1
Ano: 2014
Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz - o criminoso mais procurado do país e de uma jovem a pupila mais promissora da República, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos.
Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem - até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.
Oi Leitores, tudo bem com vocês?

Essa semana eu tinha planejado ler um livro completamente diferente, mas descobri que não estava com uma vibe legal para lê-lo, então procurei algo completamente diferente do que eu tinha e peguei emprestado com uma amiga. Esse livro estava na minha lista de leituras há muito tempo e, apesar de ter gostado muito da sinopse, não tinha certeza se ele realmente valeria a pena. Bom, valeu muito à pena! Foi exatamente o que eu precisava para essa semana: uma leitura cheia de mistérios e que me fizesse questionar algumas coisas do mundo atual, vocês vão me entender! 
O livro é uma distopia que se passa no ano de 2.130 d.C. e conta a história de dois jovens, Day e June, que com apenas 15 anos se tornaram prodígios, uma sendo a oficial mais nova a entrar para os círculos militares e o outro sendo um dos criminosos mais procurados do país. A República é como é conhecido o oeste dos Estados Unidos nesse tempo e, envolta da mesma, temos as Colônias, sendo que os mesmos vivem em uma guerra infinita e uma disputa eterna por terras. 

Na República, ao completar 10 anos, todos os garotos, de todas as classes, são obrigados a realizar A Prova, uma série de avaliações que vai determinar o seu futuro no país. O máximo de pontos a serem obtidos na Prova é 1.500, sendo que, quanto melhor a sua pontuação, melhor será a universidade onde você estudará e, consequentemente, o seu cargo de trabalho no futuro. June foi a única garota que tirou 1.500 pontos na prova e isso lhe concedeu estudar na Drake, a melhor universidade do país, e se formar para ser uma oficial da República. Day foi reprovado na Prova e, por isso, foi enviado para os supostos Campos de Trabalho, onde ele foi dado como morto e pouco depois descobriram que ele havia fugido e estava cometendo uma série de crimes contra a República. 

Até então, o destino dos dois nunca teria se cruzado, porém, depois de descobrir que seu irmão mais novo, Éden, foi contaminado com a Praga, uma doença que tem se espalhado pelos setores mais pobres, Day decide invadir o Hospital onde poderá roubar a cura para a Praga e salvar o irmão. Porém, na sua tentativa de fuga, ele se depara com o irmão de June, Metias, e se vê obrigado a feri-lo para conseguir escapar, o que ele não se dá conta é que Metias foi morto naquele momento. Ao se deparar com a morte de Metias, sua única família viva, June decide que vai dar um jeito de encontrar Day e fazê-lo pagar por isso. Para conseguir isso, ela se disfarça de mendiga e acaba sendo salva por Day em uma luta de Skiz e é onde tudo o que ela pensava sobre a vida, sobre o mundo e sobre o trabalho ao qual ela devotava sua vida começa a desmoronar. 
Vou perseguir você até o inferno. Vou vasculhar as ruas de Los Angeles à sua procura. Se preciso, vou procurar em todas as ruas da República. Vou enganar você, usar de truques, mentir, fraudar, roubar para encontrar você, atraí-lo para que saia do seu esconderijo, e persegui-lo até você não ter mais para onde fugir. Estou fazendo um juramento: sua vida é minha.
Legend é um livro pra se ler em um dia, no máximo dois, a leitura é fluida e você se vê tão preso na história que não consegue sair mais! Eu leio muito no ônibus enquanto vou para o trabalho, aí quando tinha que descer do ônibus ficava aflita pensando já em qual momento eu conseguiria ler de novo! Apesar de o livro ser bem curtinho, ele superou em muito minhas expectativas e trouxe uma história bem concisa e cheia de ação todo o tempo. A única parte que me deixou meio assim foi o final, além de ele ser muito resumido e faltarem detalhes dos acontecimentos, achei que ele seria bem mais "boom bitch" para me fazer querer loucamente ler o próximo livro, porém a autora decidiu terminar ele de uma forma que nos desse uma certa margem para saber o que vem a seguir, mas terminando o livro de uma forma bem serena. 

Ao contrário de outras distopias, podemos ver presente de uma forma bem forte o âmbito político, que eu acredito (e espero muito) que será ainda mais destacado nos próximos livros e creio que os outros dois livros serão ainda melhores que esse. Os protagonistas são intensos e trazem perspectivas de vida tão diferentes que é possível se identificar com eles até mesmo quando eles fazem alguma merda. A diagramação dos capítulos é perfeita, o livro se divide em duas partes: O Menino Que Caminha Sob A Luz e A Menina Que Estilhaça O Vidro Reluzente, sendo que nas duas temos capítulos alternados entre Day e June, o que eu amo, pois permite que tenhamos uma visão muito ampla de acordo com as vivências de cada um.
- Nunca lhe perguntei sobre esse nome de guerra. Por que Day?                                        - - Porque cada dia significa novas 24 horas. Cada dia quer dizer que tudo é possível de novo. Você pode aproveitar cada instante, pode morrer num instante, e tudo se resume a um dia após o outro. [...]E aí você tenta caminhar sob a luz.
Por fim, nem preciso dizer o quanto recomendo esse livro né?! A escrita da Marie é muito boa e tanto a capa quanto as fontes do livro fazem jus ao conteúdo. Se vocês estão procurando um livro com leitura rápida e que te prenda de verdade não há dúvidas quanto à escolha! Boa semana e até terça que vem! Um xêro!


25 comentários

  1. Li recentemente uma resenha sobre outro livro da Marie; apesar de não ser muito o meu gênero parece que a mulher é muito boa em nos fazer pensar.
    Eu quase não leio distopia, mas acho interessante os novos mundos que os autores criam.
    Gostei da resenha, não se terei a oportunidade de ler... mas a dica está anotada.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ludy! Nossa, eu estou louca pra terminar essa trilogia e já começar a outra da Marie, espero que os outros dois livros sejam tão bons quanto esse primeiro! Eu sou suspeita pra falar porque AMO distopias, espero que você consiga ler em algum momento! Beijos e ótima semana!

      Excluir
  2. Oi, Hemely!
    ESSE MOMENTO É MEU!!! Eu AMO DEMAIS essa trilogia muito injustiçada. Legend me conquistou de uma forma que não sei explicar... Te prepara que ainda vem mais coisa por aí.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Então, fiquei abismada que ouvimos falar tão pouco dela quando é tão boa! Espero que os outros livros sejam ainda melhores! Beeijos

      Excluir
  3. Oi Hemely, então você consegue ler com o ônibus em movimento?! que ótimo, eu não tenho essa sorte, fico enjoada kkkkk... mas falando do livro, eu curti a resenha, a trama parece ser bem diferente e apesar de não curtir muito a autora, li Jovens de Elite e não gostei, fiquei curiosa pra saber como o relacionamento de Day e June irá se desenvolver já que um se aproxima do outro pra vingar a morte do irmão :/ :) Ótima resenha ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili! hahahaha meus amigos sempre me perguntam isso, mas eu adoro! Leio sempre, principalmente em viagens, o que é ótimo porque se eu dependesse só do tempo que tenho em casa estaria frita! hehe Espero que consiga ler ele em breve! Beijos

      Excluir
  4. Oi Hemely.
    Ru já tinha ouvido e visto falar da trilogia, porém confesso que ela não faz muito meu tipo de história não, todavia, já estou encantada com os personagens, eles me parecem ser bem interessantes e fico feliz em saber que essa é uma leitura fluída e bem rápida, isso para mim é importante, enfim, gostei e pretendo ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marlene! Espero que você consiga ler em breve, garanto que vale a pena! Beijos

      Excluir
  5. Faz algum tempo que quero ler essa trilogia, parece ser envolvente e de uma adrenalina de tirar o folego com essa perseguição de June a Day, para vingar e essa mudança de lado que a personagem parece que vai ter quando descobrir que pensava que era uma coisa e era outra., só quero saber como isso vai terminar rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria! Menina, lê esse livro logo!! Vale muito a pena! Quando ler, corre pra me contar! ❤️

      Excluir
  6. Ola, Também sou leitora assídua no ônibus, onde eu vou levo um livro junto, adorei a resenha e quero muito ler o livro, adoro um livro com muita ação e perseguição, só acho que o que realmente aconteceu não é o que a June pensa, acho que tem mais mistérios por trás da morte do Metias. Adorei a dica!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lúcia! Estou doida pra comprar um e-reader, porque bolsa de mulher que não vive sem livro é pesada demais, não acha? Hahaha Tenho certeza de que vai gostar dessa história! Espero que leia logo! :D

      Excluir
  7. Eu sempre vejo esse livro em promoção mas nunca acho que seria uma boa leitura, mas que bom que li sua resenha já que adorei essa premissa!
    Adoro distopias, sempre fico super empolgada.
    Sou dessas também, que desce do ônibus já pensando quando vai poder continuar lendo haha

    beijos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nicole! Menina, tô louca pra achar uma promoção deles porque olha, quero ler logo os próximos dois! ❤️ Beijos!

      Excluir
  8. Quando esse livro lançou lembro que várias pessoas estavam comentando sobre ele, dizendo que os fãs de Jogos Vorazes iriam gostar bastante por ser distopia. Admito que não li nenhuma das duas, mas fiquei curiosa pra ler Legend depois dessa sua resenha, pois parece ser um livro cheio de descobertas. Acho ótimo quando o livro traz esses questionamentos. Os dois parecem serem ótimos personagens e quando a história traz a perspectiva de cada um só fica melhor ainda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari! Menina, como que tu viveu até hoje sem ler THG? (hahaha brinks) As duas sagas são incríveis! Espero que leia o quanto antes!

      Excluir
  9. Oiee! Sempre vejo as pessoas falando muito bem dos livros da Marie, eu, particularmente nunca li nenhum, porque distopias não me atraem. Mas pra quem gosta é um presentão. Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Iêda! Ah eu sou a louca das distopias, quanto mais eu leio mais quero ler! Beijos!

      Excluir
  10. Hemely!
    Não tive oportunidade ainda de ler ese livro e os outros da série, embora até já tenha assistido o filme.
    Gosto das distopias justamente porque os governos sempre estão presentes e tentam dominar os menos favorecidos. Ver que há uma rebeldia aqui, torna mesmo o livro interessante.
    “A poesia contém quase tudo que você precisa saber da vida.” (Josephine Hart)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy! Exatamente, o que mais amo é a crítica social nua e crua! Beijos

      Excluir
  11. Quero muito ler essa trilogia e a resenha só me deu mais certeza de que irei gostar. Ver os governos presentes nas distopias me atrai, a forma como retratam a dominação dos menos favorecidos e que sempre tem um que não irá se dar por vencido e que não será oprimido. Já estão na minha lista de desejados, hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol! Espero que leia em breve e curta muito! Beijos

      Excluir
  12. Olá!
    Já vi esses livros, porém nunca me chamou atenção em ler. A premissa me parece super boa e bem intrigante, com esse suspense no ar. A forma da historia é algo bem diferente, falando sobre politica e bem algo diferente, já me deixou bem curiosa!

    Meu Blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Oi Lily! Ah, eu fiquei apaixonada, espero que você tenha oportunidade para ler em breve! Beijos

      Excluir

PAGINAÇÃO