22/12/2017

RESENHA: Um Beijo À Meia-Noite - Eloisa James

Contos de Fadas #2
Autora: Eloisa James
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Edição: 1
Ano: 2017
Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

SEM SPOILERS 

Eloisa James tem uma escrita viciante!

Katy Daltry é uma jovem de 23 anos que já passou por muitas coisas, a sua mãe falecera quando mais nova e o seu pai não tardou em casar com outra mulher, com apenas duas semanas após a morte da esposa ele já estava casado com a Mariana, assumindo também a filha dela - Victória. O pai de Katy veio a falecer um tempo depois, deixando nossa protagonista nas mãos da Mariana e aí vocês já devem imaginar o que está por vir né? Um Beijo à Meia-Noite é uma releitura do Conto de Fadas Cinderela.

A nossa mocinha assume o papel de criada na casa e só não foi embora por causa das pessoas que ali trabalham, por quem foi criada e tem um respeito grande. Mas as coisas começam a mudar quando um dos três cachorros, chamados também de ratos pelos empregados, da Victória a morde, impossibilitando-a de comparecer em um baile onde conheceria o príncipe. E é a partir daí que a história da Eloisa vai ganhando suas singularidades, a Victória já está comprometida e só vai conhecer o príncipe porque ele é o tio do seu noivo, logo precisam da aprovação dele para o casamento acontecer.
Mas como Victória está com o machucado na boca, Mariana acha melhor Kate ir no lugar da filha, como nossa protagonista tem uma feição pela "irmã" resolve ajudá-la se passando por ela durante a estadia no Castelo. E é lá que conhecer o príncipe, por quem se apaixonará. Gabriel Augustus-Frederik William von Aschenberg of Warl-Marburg-Baalsfeld (sim, esse é o nome dele completo) é o príncipe que tomou a responsabilidade de ajudar todas as pessoas que foram consideradas pecadoras pelo seu irmão, o herdeiro do trono que se converteu e nitidamente tem um fanatismo religioso gigantesco. Por conta disso o Gabriel já está comprometido com uma princesa que tem um grande dote, porque ele precisa de dinheiro pra manter o seu castelo e o seu povo.
“Ninguém vai subestimá-la. Mas você... quando diz que o cabelo é tudo o que tem, então ele se torna tudo o que tem. Precisa se dar conta de que isso não é verdade.”
Kate é uma moça forte, determinada e nem se faz de coitadinha diante das adversidades que surgiram na sua vida e o Gabriel tomou uma responsabilidade e mesmo não falando abertamente, não deixaria essas pessoas na mão. O relacionamento entre eles não demora, como já se é esperado, mas não se tornou forçado... o leitor torce para que dê tudo certo, mas ambos sabem muito bem de suas responsabilidades. Antes que se perguntem, Gabriel percebe logo que a nossa protagonista está se passando pela noiva de seu sobrinho, então nesse sentido não haverá confusão. 

Durante a sua estadia no castelo não foi só o Gabriel que percebeu que Kate não era Victória, a Henrietta - que prefere ser chamada de Henry - logo percebeu. O que Kate não sabia era que Henry era a sua madrinha, mas que optou por não ser presente por alguns motivos que só lendo pra saber. Sem dúvidas Henry foi uma das minhas personagens preferidas, sabia exatamente como agir e ajudar a sua afilhada. Falando em outros personagens, gostaria de destacar o Wick, mordomo e um fiel amigo do Gabriel.

Sem dúvidas Um Beijo à Meia-Noite é um livro muito bom, com personagens fortes e que em poucas páginas conquista o leitor. Apesar da obra ser uma releitura na versão de romance de época, a autora soube fazer a sua própria história, tornando-a ainda mais apaixonante. Porém, como nem tudo são flores, eu não gostei do jeito que ocorreu o desfecho. Não em relação ao casal, mas sim que algumas cenas foram muito corridas e senti falta de mais emoção no final. Foi bonitinho o que aconteceu, mas não morri de amores. 
“–Eu odeio o amor – disse Kate, com convicção.
– Pois eu não odeio. Porque é melhor viver uma paixão, Kate, conhecer um homem e amá-lo, mesmo que ele não possa ser seu, do que nunca amar.”
Se você gosta de livros do gênero, vai gostar desse. Tem o romance mais fofo com direito a algumas cenas com pitadas calientes, personagens carismáticos e cativantes, ainda tem algumas confusões, fofocas, alguns animais e o sapatinho de cristal. Sobre a capa, eu gosto das cores, mas não gostei muito do sapato escolhido. A diagramação interna está ótima, não lembro de ter encontrado erros.

Pra quem não entendeu sobre a série Conto de Fadas, são livros independentes onde a autora faz uma releitura dando sua versão em romance de época. Um Beijo à Meia-Noite foi o segundo livro a ser publicado no Brasil, o primeiro da série foi Quando a Bela Domou a Fera.

Comentário final: Eu estava um tanto bloqueada nas leituras, mas foi só pegar esse livro pra viajar pela época e me encantar pela história. Sem dúvidas é uma obra que eu super indico a todos!


15 comentários

  1. Olá, a autora conseguiu fundir uma releitura com o gênero de época que parece funcionar muito bem na dinâmica da narrativa. Kate é uma daquelas protagonistas marcadas pela vida que levou, mas que aos poucos se abre em busca de um futuro esperançoso. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Kamilla!
    Eu amei esse livro. Ri horrores com a Kate e o Gabriel.
    Realmente Henry e Wick são os melhores personagens.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Natal Literário e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  3. Achei legal o jeito mais forte da personagem. Uma releitura desse conto é interessante assim. E o príncipe não parece daquele estilo tão clichê que a gente espera em contos de fada, ahh já gostei por isso. Ele quer ajudar, ter um papel importante. Fazer alguma coisa boa pelos outros. Achei isso bom. Dá uma profundidade pro personagem e não deixa ele estar ali só pra faze rum par romântico e tal.
    E esse Henry heim? Adorei a personagem, ahh mas parece ser bem legal e agora me deixou curiosa pra entender a relação com a Kate ^^
    Parece um bom livro. Gostei desse jeito que a autora deu pra releitura, uma coisa que lembra romances de época, aquele jeitinho que deixa a gente suspirando pelos personagens e torcendo por eles...parece bom e acho que iria gostar. Queria ler ^^

    ResponderExcluir
  4. Olá Kamilla! Só ouço elogios à esse livro. A autora mesclou minhas duas paixões: Romance de época e contos de fadas. Eu gostei do fato de Kate não ser uma Cinderela coitadinha e frágil, mas sim forte e obstinada. A magia da história exala de sua resenha. Que nome gigante de príncipe é esse gente? kkkk realmente bem impactante. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ola!! Adoro releitura e Cinderela é o Conto de fadas que gosto muito!! Muito legal a Kate ser forte, determinada e nem se faz de coitadinha, adoro protagonistas com essas características, e como o nome do príncipe é imenso, tenho certeza que vou curtir muito a leitura ainda mais que tem romance fofo que adoro!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Kamilla.
    Eu adoro releituras e achei o enredo dessa história um pouco diferente do que vemos por aí. Achei isso ótimo.
    Kate parece uma personagem forte e adorei o fato de ela não se fazer de coitada.
    Já estou doida para saber o que acontece entre ela e o príncipe rs
    Amei essa capa!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Essas releituras de contos de fadas são fantásticas, ainda não tive a oportunidade de ler essa que quem de releitura é de época mas já li algumas resenhas do primeiro livro e não me chamou tanta atenção. Já esse parece mais interessante. E a capa também está linda!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Adoro ler livros que são novas adaptações para os contos de fadas. Já fiquei com vontade de ler esse, quero saber do desfecho da história e sobre o romance de Kate com Gabriel, que fatos ocorreram.

    ResponderExcluir
  9. Olá. Não gosto de romances de época, mas é interessante que a autora faça releituras mais "originais" dos contos de fadas. Cinderela não é meu favorito deles, nunca foi uma história muito querida por mim, acho que eu preferiria o da Bela e a Fera, se fosse escolher um para ler, rs.
    Para quem gosta do gênero deve ser uma ótima leitura! Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Kamilla!
    Gosto muito das releituras, embora a Cinderela não seja uma das minhas favoritas...
    É a primeira resenha que leio desse livro e gostei...
    Ganhei ele e estou aguardando chegar para ler!
    Adoro contos e romances de época.
    Um domingo abençoado na paz do Senhor e FELIZ NATAL!
    “Celebrar o Natal é crer na força do amor, é isto que transforma o homem e o mundo. Feliz Natal!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  11. A premissa do livro já havia me cativado, e agora lendo sua resenha, e vendo como este romance e bem desenvolvido, e torcemos para que tudo de certo, já que nos cativa já nas primeiras páginas. Uma pena que o desfecho tenha sido corrido, deixando a desejar, porém ainda sim pretendo dar uma chance a obra, espero não me decepcionar.

    ResponderExcluir
  12. Eu já havia lido algumas resenhas deste livro e cada vez tenho mais certeza de que tenho que ler esse livro! São tantos personagens carismáticos.. Gosto de livros assim! Espero ter a oportunidade de ler em 2018! Ah, também não gostei muito deste sapato hahaha

    ResponderExcluir
  13. Quero ler parece ser uma leitura gostosa e divertida, pensei que demoraria para a personagem ser desmascarada, ela parece que conquista fácil o leitor. Pena o final deixar um pouco a desejar.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu já li varias resenhas sobre esse livro, tem uma premissa muito boa.. A trama e uma releitura de conto de fadas que amo muito e com certeza vou amar e ainda mas sendo um romance de época. Já tenho na lista de desejado!

    Meu Blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  15. Ameica capa desse livro, achei muito chique. A história é muito legal, um pouco repetitiva, parecida com as outras histórias de romance, mas gostei mesmo. É um livro que quero muito ler.

    ResponderExcluir