23/01/2018

RESENHA: O Martelo de Thor - Rick Riordan

Magnus Chase e os Deuses de Asgard #2
Autora: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 400
Edição: 1
Ano: 2016
Magnus Chase está de volta! Sua missão agora é ajudar o poderoso deus Thor a recuperar seu martelo e impedir uma invasão de gigantes. Em A espada do verão, primeiro livro da série, os leitores são apresentados a Magnus Chase, um herói boa-pinta que é a cara do astro de rock Kurt Cobain. Morador de rua, sua vida muda completamente quando ele é morto por um gigante do fogo. Por sorte, na mitologia nórdica os heróis mortos vão parar em Valhala, o paraíso pós-vida dos guerreiros vikings. Lá, Magnus descobre que é filho de Frey, o deus do verão, da fertilidade e da medicina. Desde então, seis semanas se passaram, e nesse meio-tempo o garoto começou a se acostumar ao dia a dia no Hotel Valhala. Quer dizer, pelo menos o máximo que um ex-morador de rua e ex-mortal poderia se acostumar. Magnus não é tão popular quanto os filhos dos deuses da guerra, como Thor e Tyr, mas fez bons amigos e está treinando para o dia do Juízo Final com os soldados de Odin — tudo segue na mais completa paz sanguinolenta do mundo viking. Mas Magnus deveria imaginar que não seria assim por muito tempo. O martelo de Thor ainda está desaparecido. E os inimigos do deus do trovão farão de tudo para aproveitar esse momento de fraqueza e invadir o mundo humano.
ESSA RESENHA PODE CONTER SPOILERS

Oi Leitores, tudo bem com vocês?

Logo depois de finalizar a leitura do primeiro volume dessa trilogia (A Espada do Verão), eu já fiz a compra do segundo em uma promoção, mas acabei protelando um pouquinho a leitura pra esperar o lançamento do terceiro livro. Ao final de A Espada do Verão, Magnus e seus amigos resolvem o enigma da profecia que havia sido lançada e dão margem para entendermos qual seria a próxima missão: encontrar Mjölnir, o famoso Martelo de Thor.
O livro começa com a vida de Sam trazendo uma nova perspectiva: para que seu casamento com Amir desse certo, ela decidiu expor toda a sua vida de valquíria para ele, deixando que ele soubesse tudo sobre o que ela fazia, quem seus amigos eram de verdade e as missões às quais eles se arriscavam. Juntando à essa nova realidade, Sam recebe um chamado para capturar um novo einherjar, Alex Fierro, filho de Loki e consequentemente seu irmão.

Desde o primeiro livro eles já estavam tentando encontrar Mjölnir, porém agora um prazo foi adicionado na missão. Magnus teve um sonho no qual Loki falava sobre um casamento que aconteceria entre Sam e o gigante Thrym em cinco dias. Segundo as tradições dos casamentos, a noiva deveria levar um dote para o casamento e o noivo deveria levar o morgen-gifu, um presente que deveria ser entregue após a consumação do casamento, ou seja, na manhã seguinte. Por acaso, esse morgen-gifu era Mjölnir, que estava enterrado cerca de 13km abaixo da superfície e somente um gigante da terra conseguiria retirá-lo e o dote da noiva era a espada Skofnung que, por acaso, é a única espada que seria capaz de libertar Loki da sua prisão.
Falando sério, não sei se há um deus nórdico dos sonhos, mas, se houver, vou encontrar a casa dele e destruir seu colchão com um machado.
É um livro cheio de ação, criaturas nórdicas, viagens por pelo menos metade dos nove mundos, novos deuses sendo "desestereotipados" e com um plot twist que me deixou bem empolgada para O Navio dos Mortos. Eu amei o fato de Amir ter aparecido mais, principalmente porque eu já tinha gostado dele no primeiro livro e agora ver que ele sabe tudo que acontece com a Sam e entende me fez muuito feliz!

Nesse livro não há muitos personagens novos, exceto os personagens das missões, e Alex Fierro, que é um personagem difícil de não gostar, sério. Alex é um argr, um personagem de gênero fluido, e Rick, assim como fez com Nico, trata isso com tamanha naturalidade e com a construção de um personagem tão incrível que aaaah quis morrer! Sério gente, assim como me identifiquei mega com Nico, Alex não ficou de fora. A única questão é que eles são o completo oposto um do outro, Alex é petulante, é um personagem que eu necessito ver o Tio Rick explorar, pois enquanto os sofrimentos que Nico passou fez com que ele se retraísse e conversasse pouco, Alex é autêntica, é questionadora e jamais deixa que Loki consiga controlar suas ações, jamais se limita por ser filha dele. Enfim, acho que já deu pra entender né?
-[...]A pergunta correta é: está preparado para perder seus amigos? Se não estiver, não procure o martelo de Thor.
Confesso que fiquei um pouco triste por esse livro ter uma presença bem menor dos moradores do andar 19, por outro lado foi incrível e ao mesmo tempo triste conhecer um pouco mais da história de Hearth, ele e Blitz foram personagens que me conquistaram de cara no primeiro livro e claramente não consigo desapegar. Como o livro se passa cerca de seis semanas após o fim de A Espada do Verão, Magnus conseguiu treinar mais e eu já consegui perceber uma evolução dele como herói, principalmente como líder, mas sinto que ele ainda tem muito a crescer, precisa aprender a manusear Jacques e não só deixar que ele o defenda sempre e também dominar todos os poderes de einherjar, espero ver isso no decorrer da história.
Dica de etiqueta: para saber a hora certa de ir embora de uma festa, o momento é quando o anfitrião gritar "Ninguém sai daqui vivo".
Esse livro em particular eu confesso que demorei a ler, a leitura estava pouco fluida pra mim, principalmente porque estou tentando sair de uma ressaca literária, mas chegar ao final dele foi impagável, mal posso esperar para ler o último volume. A diagramação continua a mesma do livro anterior, contando com uma capa que segue o mesmo padrão última, com misturas de cores e a presença de itens chaves que descrevem a história. O velho humor do Rio Rick continua, porém sinto que nessa trilogia em especial ele ficou um pouco mais forçado, não que eu não tenha gostado, pelo contrário, mas em alguns pontos eu fiquei meio "que desnecessário" sabe?

Enfim, é um ótimo livro se o que você procura é aventura misturada com um pouquinho de mitologia, naquela famigerada fórmula Rick Riordan que, por mais que critiquem, não canso de amar. Espero que quem ainda não leu possa dar uma chance para esse livro, garanto que apesar dos contras, vale muito à pena! Um xêro e até semana que vem!


19 comentários

  1. Queria ler essa série dele, principalmente por brincar com a coisa toda da cultura nórdica porque meio que viciei no assunto. Não sei quando pego, mas parece valer a pena e o autor escreve de um jeito muito viciante, gosto da escrita dele. Parece que esse tem bastante aventura e deve ser bem louco poder ver tantas criaturas e as coisas das histórias e eles vivendo isso ali. Ahh achei bem legal.Pode ter lá uns defeitinhos, não sei se iria conseguir ler bem por ser um livro maior, poderia arrastar, mas no geral gostei. A trama parece boa e o final deve deixar aquela vontade por mais pelo jeito.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Hemely!
    Alex foi a melhor aquisição nessa série <3 Amo demais um personagem.
    Realmente o povo do andar 19 quase não apareceram, mas saiba que eles tem mais destaque no livro seguinte.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Lá li a serie de livros Percy Jackson e gostei bastante, gosto da forma como o Rick Riordan escreve. Gostei da resenha, quem sabe não começo a ler...
    Esta serie é meio parecida com Percy Jackson?
    P.S. Não sei se as capas são iguais que originais, só sei que todas as capas dos livros deles são maravilhosa, bem feitas e que sempre tem a ver com o conteúdo do livro. Acho isso fantástico.

    http://garotaeraumavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia esta série...Este ano tenho meta de dar continuidade ao segundo livro do livro do Percy, e conhecer um mais mais sobre esta temática e assim ter mais interesse em ler os livros do autor. Pois somente de conferir esta resenha fiquei com aquele curiosidade sobre esta temática que é sempre tão bem falada!! Essa capa é linda demais ♥

    ResponderExcluir
  5. Olá Hemely!!
    Ainda não conheço a escrita do Rick Riordan e também não conhecia essa série, mas de cara já gostei, principalmente por ser um livro com criaturas nórdicas e ação, gostei muito da resenha, o que me deixou mais interessada em ler a série, já li os livros do Percy Jackson e gostei muito, a capa é linda e vou ler assim que tiver oportunidade

    ResponderExcluir
  6. Oi Hemely.
    Ainda não li nada do autor, mas vejo diversas resenhas positivas sobre essa nova trilogia.
    Não sou tão fã do gênero aventura e deuses, então acho que não iria gostar da trilogia.
    Mas é bom saber que o segundo livro continuou com uma boa trama e que foi envolvente, apesar da narrativa não ser tão fluida.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Hemely!
    Li alguns livros do autor e fico feliz em saber que ele mantém a linha dos relacionamentos, tanto familiares quanto de amizade.
    Adoro a mitologia envolvida e a forma como ele mostra cada argumento, além do desenvolvimento pessoal das personagens.
    Pena que demorou a fazer a leitura dele por achar que a escrita não estava tão fluida com o outro ou pelo fato de estar saindo de uma ressaca literária.
    Desejo uma semana produtiva e abençoada!
    “Bem aventurados os que mudam suas atitudes sem esperar um ano novo.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  8. sempre tive vontade de ler os livros do Rick, até agora li apenas Percy Jackson e os Olimpianos, mas todas as outras séries dele me interessam, eu fico bastante curiosa em relação a mitologia nórdica e que bom que o Rick retrata sobre isso de uma forma bem legal e com humor, é uma pena que neste livro tenha ficado um pouco forçado esse humor, e pelo jeito este livro não é um dos melhores para sair de uma ressaca ein kkkkkkk e que no proximo livro o rick venha trabalhar mais os personagens que você gostou !! Quero ler tbm kkkk

    ResponderExcluir
  9. Oi Hemely
    Ainda não tive oportunidade de ler, mas estou bem curiosa, sei pouco sobre mitologia, mas depois de assistir ao último filme do Thor quis saber mais sobre as Valquírias e como é exatamente o trabalho delas, e pelo visto é exatamente isso o que a série do Rick vai me apresentar. Gostei de todo o enredo, espero ter oportunidade de ler em breve!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu já vi muitos desses livros e do autor também. A trama é muito envolvente e tem uma aventura incrível, quero muito ler os livros dele.

    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  11. Olá...confesso que esse não é meu estilo de livro favorito, mas, como sempre, sua resenha me deixou bem empolgada com o livro. mais uma para a wishlist de presentes :D

    ResponderExcluir
  12. Adoro os livros do Tio Rick, amei o primeiro livro do Magnus e adorei, é hilário. Não vejo a hora de partir para o segundo , é bom saber que o autor não perdeu a mão e esse livro é tão legal quanto o primeiro, só de ler esses trechinhos eu ri.
    ps: essa série tem os melhores nomes de capítulos kkk

    ResponderExcluir
  13. Quero muito ler essa série, gosto dos livros do autor. Ainda mais por ter ação que adoro e deuses que acho bem interessantes. É uma pena que não foi fluida a leitura, mas com ação e aventura achei que seria, pode ser por causa da ressaca mesmo rs. Os personagens parecem que são encantadores, fiquei bem curiosa para conhecê-los.

    ResponderExcluir
  14. Não costumo ler esses universos voltados pra mitologia, mas o livro parece ser cheio de ação e ainda carrega momentos engraçados como percebi no último quote. Além disso tem umas partes mais dramáticas, ou seja, tem de tudo um pouco. Se um dia eu estiver buscando uma leitura voltada pra mitologia talvez eu dê uma chance.

    ResponderExcluir
  15. Ainda não vi essa série do Rick Riordan mesmo dele Percy Jackson e os Olimpianos mas fiquei muito curiosa em relação a escrita do autor fiquei apaixonada pelos livros dele e quero conhecer mais trabalhos Doutor visto que eu adoro livros que envolvam Deuses mitológicos

    ResponderExcluir
  16. Oi Hemely,
    Mesmo sem ter lido nenhum livro do Rick Riordan, acredito que ele seja um autor que valha a pena conhecer a escrita. Trabalhar com mitologias mexe muito com a história e com a imaginação do leitor e quando esta é inserida em um contexto mais moderno fica impossível não se sentir tentado a ingressar na leitura. Minha experiência com Loki se resume aos filmes da Marvel, mas deve interessante acompanhar seus filhos na aventura. Magnus é mais um protagonista que precisa aprender a ser um herói, praticamente, da noite para o dia o que força um crescimento do personagem, algo bom para trama, pois faz a leitura ficar mais interessante a cada livro. Ainda lerei alguma série do autor, pois como gosto de fantasia acredito que valerá a pena.

    ResponderExcluir
  17. Ainda não li nem um livro do autor Rick Riordan, mas sempre leio muitos comentários positivos referentes aos livros dele. Pretendo ler esta série Magnus Chase e os Deuses de Asgard, pela sua resenha o livro O martelo de Thor parece ser bom, como gosto de histórias com aventura e mitologia, pretendo ler esta série.

    ResponderExcluir
  18. Que bom que você gostou da leitura! Já pra mim esse gênero não funciona de jeito nenhum :/

    ResponderExcluir
  19. Oi, Hemely.

    A busca incessante pelo martelo de Thor com certeza rendeu muita aventura e disputa, para impedir que o mal se propague.

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO