05/01/2018

RESENHA: Simplesmente o paraíso - Julia Quinn

Quarteto Smythe-Smith #1
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Edição: 1
Ano: 2017
Honoria Smythe-Smith é parte do famoso quarteto musical Smythe-Smith, embora não se engane e saiba que o dito quarteto carece sequer do menor sentido musical e tem esperanças postas que esta seja a última vez que se submeta a semelhante humilhação. Esta será sua temporada e com um pouco de sorte conseguirá um marido.
Durante um jantar, põe seus olhos em Gregory Bridgerton, um dos mais jovens da família Bridgerton. Sabe que não está apaixonada, mas ele parece uma opção mais que válida.
Marcus Holroyd é o melhor amigo do irmão de Honoria, Daniel, que vive exilado na Italia. Ele prometeu olhar por ela e leva suas responsabilidades muito seriamente. Odeia Londres e durante toda a temporada, permaneceu vigilante e intermediou quando acreditava que o pretendente não era o adequado.
Honoria e Marcus compartilham uma amizade, pouco atípica, fruto dos anos que se conhecem e que o torna parte da família.
Entretanto, um desafortunado acidente faz que ambos repensem sua relação e encontrem a maneira de confrontar o que surge entre eles, se tiverem coragem suficiente.

A Julia Quinn sempre arrasa!

Honoria Smythe-Smith faz parte do quarteto musical famoso em Londres e não é pelos motivos que vocês estão pensando. O quarteto é conhecido por tocar horrivelmente na frente de todos, o grupo sempre vai se alterando a medida que as meninas (musicistas) vão se casando. Logo, torna-se o grande desejo delas pra não ter que passar pela vergonha. Mas pra Honoria não é tão vergonhoso quanto para as outras. Ela gosta de estar com a família, já que o quarteto é preenchido pelas mulheres da Smythe-Smith há gerações e já é uma tradição.

O Marcus é um conde, conhecido por ser sempre calado, na dele. A verdade é que sua mãe morreu quando ele era pequeno e seu pai, única 'família' que tinha nunca lhe dera atenção. Ao ser mandado para um colégio, onde passaria todo o seu tempo, conheceu o Daniel Smythe-Smith. Este logo se tornou seu melhor amigo, por isso sempre nas férias ele ia pra casa desse amigo. E é lá que ele conheceu a Honoria, a irmã mais nova do Daniel e que eles apelidaram - carinhosamente - de Carrapato. 
Daniel se envolveu em um duelo e teve que sair fugido do país, com isso fez com que Marcus se afastasse da família Smythe-Smith. Contudo seu amigo lhe pediu que cuidasse de sua irmã, por isso em toda época de bailes o Marcus ia a Londres. Chegando inclusive a afastar alguns pretendentes para que Honoria não tivesse um mal casamento, claro que tudo isso sem a nossa protagonista saber.

Certo dia eles se reencontram, mas como se conheciam desde sempre não houve formalidades,  já que a amizade sempre estivera presente na vida deles. Após um acidente com o Marcus, isso acabou reaproximando eles, quando descobrira que o nosso mocinho estava mal e acamado, não pestanejou e viajou com a mãe pra onde Marcus estava pra ajudá-lo. Aparentemente é só porque ele está doente e ela se preocupa porque é amigo da família. Só que eles não imaginavam que dessa amizade poderia surgir algo mais. Um romance.
“O amor funciona de maneiras misteriosas.”
Esse livro foi encantador de ler, porque diferente de outros romances de época, já que nesta obra os nossos mocinhos se conhecem desde sempre. O que achei incrível, porque eles já sabem a personalidade e como reagiriam a determinadas coisas. Claro que isso não quer dizer que não haveria alguns desentendimentos, mas que surgiram exatamente por se conhecerem demais.

Simplesmente o paraíso é um livro leve, divertido e muito gostoso de ler. Os personagens são bem construídos, principalmente os sentimentos deles. É crível o sentimento que vai surgindo aos poucos entre nossos protagonistas, claro que já há uma amizade, mas estou falando de amor entre um homem e uma mulher. Eles nunca se viram dessa forma e quando percebem, se dão conta de que são perfeitos um para o outro, claro que isso não quer dizer que as coisas vão ser fáceis, né? Há alguns desentendimentos que sumiriam assim que houvesse uma conversa séria entre eles, mas convenhamos gostamos de complicar a vida, com os personagens não seria diferente. Principalmente se pensarmos na época da obra.
“Mas sábio é aquele que conhece seus limites.”
Outra coisa que amei no livro foi a amizade e lealdade da Honoria não só com Marcus, mas com suas primas também. Ela sabe que tocam muito mal, mas ela gosta de ficar com suas primas, tê-las perto, dividir esse momento com elas... afinal, é a família e ela se sente muito grata por poder compartilhar esses momentos. As primas, cada uma do seu jeito, são interessantíssimas. Eu gostei muito da construção delas, quando estão juntas não se calam e sempre tem papos que rendem ao leitor cenas engraçadas.

Julia Quinn, sem dúvidas, sabe construir belas tramas e fazer com que o leitor se encante e viaje para séculos atrás. Alguns dos Bridgertons aparecem na trama, e a Lady Danbury aparece nessa obra também. 

Sobre os detalhes: Essa capa é maravilhosa, a Editora Arqueiro simplesmente arrasou. A diagramação está impecável. Não encontrei erros.

Comentário final: Os livros da Julia Quin são fofos, encantadores e viciantes. E não foi diferente com Simplesmente o paraíso. Vale super a pena!


21 comentários

  1. Oi, Kamilla. Da série esse foi o que menos gostei justamente por essa familiaridade entre os personagens, achei isso chato, tornou a leitura para mim menos envolvente, infelizmente. Mas eu amei o segundo e o terceiro, espero que goste também.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que louco, né?! Foi o que mais curti! haha
      Estou ansiosa pra ler os demais.
      Beijos

      Excluir
  2. Eu tô louca pra ler os livros de Julia Quinn :D Amei sua resenha!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostei!
    Eu estou sentindo que esse é o ano em que bou ler algo da Julia; gostei de conhecer sobre esse livro e sobre a série. Interessante o quarteto...
    Parece um romance muito puro que nasce entre eles, daquele tipo que nos encanta.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia a Julia, Ludy, você vai gostar! :D
      Beijos

      Excluir
  4. Adorei esse casal, Marcus e Honoria foram tão fofos! E ver o sentimento surgindo foi bem legal porque eles se conhecem desde sempre e foi tão natural né? Ahh gostei muito. Ficou um romance fofo e leve e bem gostoso de ler mesmo. O Marcus logo de cara foi aquele personagem que me encantou, ainda mais pela amizade dele com o Daniel e como tudo surgiu. E a Honoria tem um sentimento forte de família mesmo porque pra fazer parte daquele quarteto tem que ter muito amor! xD
    É um dos livros que mais gostei dessa série ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei muito disso tudo que você citou, foi bem legal né? Marcus é um amorzinho.
      Beijos

      Excluir
  5. A julia é fantastica mesmoo haha!! Quero muito ler esse livro e a série tbm falam muito bem dela e gostei muito de saber que alguns personagens de os Bridgertons aparecem ai, e estou bastante curiiosa pra conhecer essa Lady Danbury dzem que ela não tem papas na lingua hahah, aah e adorei saber um pouco mais do romance que vai acontecer entre Honoria e Marcus, nada melhor que um romance que surge de uma grande amizade, e ainda mais pelo cuidado que ele tem por ela, de cara já gostei de Honoria só pelo simples fato de ela amar as primas e não importa o micão que esta passando mas esta la, curtindo a presença delas. É um livro que quero muito ler !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia, você vai adorar Raquel! E Lady D. é um amorzinho hahahaha
      Beijos

      Excluir
  6. É muito bom encontrar um livro assim né? Com personagens bem construídos, eles até deixam saudade!
    Eu acho muito legal esse tipo de série onde aparecem personagens de outra serie, parece que de alguma forma, a história se torna mais real.

    ResponderExcluir
  7. Olá Kamilla!!
    Comprei o Box do Quarteto Smythe-Smith mas ainda não tive oportunidade de ler, mas estou ansiosa para conhecer esses romances, gostei muito de saber que o livro é leve, divertido e gostoso de ler e que os personagens são bem construídos, gosto muito quando o casal Protagonista se conhecem desde sempre e o romance vai se construindo aos poucos!! Adorei a resenha, Parabéns!!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Kamilla. De todo o quarteto, esse foi um dos livros que eu mais gostei. E foi o primeiro livro da Júlia Quinn que eu li!

    Gostei da forma que o romance foi desenvolvido, de como o sentimento entre homem e mulher foi construído e descoberto aos poucos, diante de uma amizade da infância. Foi tão bonito ver a forma como ela cuidou dele, se preocupou com ele!

    ResponderExcluir
  9. Gosto muito de livros de romance de época e dos livros de Julia Quinn, então estou a um tempo querendo ler o Quarteto Smythe-Smith, que bom que este livro foi uma leitura encantadora, leve e divertida, e que os personagens são bem construídos. Sua resenha acabou me deixando muito curiosa para ler Simplesmente o paraíso, sem dúvidas pretendo ler estes livros de Quarteto Smythe-Smith.

    ResponderExcluir
  10. Kamila!
    A Julia Quinn sabe escrever um romance que nos deixa entretida do início ao final, né?
    Marcus parece ser aquele bom moço por quem qualquer mulher se apaixona.
    E Honoria (que nome é esse?) parece ser determinada e altiva e gosto de mulheres fortes como ela.
    Quero ler.
    Desejo Um domingo fabuloso e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Chega de velhas desculpas e velhas atitudes! Que o ano novo traga vida nova, como o rio que sai lavando e levando tudo por onde passa.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  11. Oi Kamilla!
    Não é atoa que a maioria das pessoas amam a escrita da Julia né? Assim como eu! Ainda não tive oportunidade de ler o quarteto "Smythe Smith", mas pela sinopse e pelas resenhas que li dá para perceber que é bem divertido. Muito gostoso que o amor entre o casal surgiu de uma amizade, não vemos isso em romances de época, gosto também da mistura que a autora faz com os personagens de outras séries dela. Esse livro é mais que desejado, tô apaixonada e quero ler logo!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Kamilla.
    Eu li os dois ou três livros da série Os Bridgertons e não me encantei com os personagens da autora. Desde então não li mais nada dela.
    Talvez eu dê uma chance para essa nova série dela. Parece mais despretensiosa e é bem menor rs
    Gostei bastante do fato dos personagens desse livro já serem amigos e depois se apaixonarem. Vai ser bem gostoso acompanhar esse romance.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Comprei em dezembro e chegou esses dias, estou muito ansiosa pra ler. Da Julia Q. só li o Duque e eu e gostei bastante da escrita, tem a combinação perfeita de romance e humor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros da Julia são ótimos!
      Boa leitura ♥
      Beijos

      Excluir
  14. Parece ser uma historia inda, adoro quando o casal se conhece desde a infância o romance vai surgindo sem os personagens se darem conta, acho muito fofo rs. Fiquei imaginando quando ela descobriu que ele estava arruinando seus encontros com os pretendentes rs, deve ser bem divertido.

    ResponderExcluir
  15. Tenho um enorme carinho pela Julia Quinn e isso que nunca li nenhum livro dela, mas é que amo as sinopses e as resenhas que já li. Quero muito ler a serie dos Bridgertons e depois ler este quarteto de livros.
    O legal é que tem amizade e romance nos livros dela, gosto muito.

    https://garotaeraumavez.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Confesso que ainda não tive a oportunidade de ler nada da autora, e tenho vários de seus livros na lista de desejados, por sempre ler assim como a sua resenha muito positivas sobre seus livros, o que sempre me despertou bastante curiosidade. Gosto de romances e ainda mais de época, e sua resenha atiçou ainda mais minha curiosidade. Mas tenho como meta este ler algo dela!!

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO