06/02/2018

RESENHA: A Escolha - Kiera Cass

A Seleção #3
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 352
Edição: 1
Ano: 2014
America era a candidata mais improvável da Seleção: se inscreveu por insistência da mãe e aceitou participar da competição só para se afastar de Aspen, um garoto que partira seu coração. Ao conhecer melhor o príncipe, porém, surgiu uma amizade que logo se transformou em algo mais… No entanto, toda vez que Maxon parecia estar certo de que escolheria America, algum obstáculo fazia os dois se afastarem. Um desses obstáculos era Aspen, que passou a ocupar o posto de guarda no palácio e estava decidido a reconquistar a namorada. Em encontros proibidos, ele a reconfortava em meio àquele mundo de luxos e rivalidades. Com essas idas e vindas, America perdeu um pouco de espaço no coração do príncipe, lugar que foi prontamente ocupado por outra concorrente. Para completar, o rei odiava America e a considerava a pior opção para o filho. Assim, tentava sabotar a relação dos dois, inventando mentiras e colocando a garota em prova a todo instante. Agora, para conseguir o que deseja, America precisa cortar os laços com Aspen, conquistar o povo de Illéa e conseguir novos aliados políticos. Mas tudo pode sair do controle quando ela começa a questionar o sistema de castas e a estratégia usada para lidar com os ataques rebeldes.
ESSA RESENHA PODE CONTER SPOILERS

Oi Leitores, tudo bem com vocês?

Em primeiro lugar gostaria de dizer que esse livro vai lhe render boas lágrimas nos olhos, um misto de sentimentos inesperados por pessoas inesperadas e algumas coisitas a mais. Com a competição chegando ao fim e os ataques cada vez mais fortes por parte dos rebeldes, tudo o que foi possível fazer foi devorar cada única pagina desse livro.
No último livro dessa trilogia restaram apenas 4 das 35 selecionadas, Kriss, Celeste, America e Elise. Depois de muitas reviravoltas, America finalmente descobre que está apaixonada por Maxon e que enfrentaria o mundo se fosse preciso para ficar com ele, porém tem dois obstáculos bem grandes para ela ultrapassar primeiro: o rei Clarkson, que depois dos acontecimentos de A Elite deixou bem claro o quanto é contra a presença dela no palácio, e Aspen, que por mais que América tente ela não consegue esquecer e nem contar a verdade para ele sobre o que sente por Maxon.
Eu o amava. [...]Era incapaz de apontar precisamente o motivo de tanta certeza, mas soube na hora, com a mesma certeza com que sabia meu nome ou a cor do céu ou qualquer coisa escrita em um livro.
Diante de tantas coisas acontecendo, America e Maxon descobrem a possibilidade de fazer alianças valiosas tanto com alguns dos rebeldes quanto com outras nações, alianças essas que podem ser o pontapé inicial para o fim da guerra que vem consumindo Iléa. Além disso, com o jogo cada vez mais acirrado, mas meninas precisarão descobrir que tem uma à outra, pois ninguém jamais será capaz de compreender aquilo que só elas mesmas passaram. Com tudo isso acontecendo, quem será que se tornaria a futura princesa de Iléa?
-[...] No entanto, tenham a certeza disto: por mais tensões que haja entre vocês, a saída de cada uma vai doer muito. Ninguém jamais entenderá essa experiência a não ser quem passou por ela; pela Elite, principalmente. Vocês podem brigar, mas isso é comum entre irmãs. É para essas meninas - disse, apontando o dedo para cada uma de nós - que uma de vocês vai ligar quase diariamente durante o primeiro ano, sempre que estiver morrendo de medo de cometer um erro e precisar de apoio. Nas festas, vai pôr seus nomes no topo da lista de convidados, logo abaixo de sua família. Porque é isso que vocês são agora. Nunca vão perder o vínculo que construíram aqui.
A Escolha é mais um livro da Kiera que me deixou sem ar! Eu quis ler e ler e ler e não parei enquanto não cheguei no final, em dois dias eu havia terminado o livro. A leitura como sempre é fluida e esse livro em especial traz tantos acontecimentos que é impossível não ficar imerso na história. Eu confesso que fiquei bem agoniada até certa parte do livro, pois apesar de saber dos seus sentimentos por Maxon, Meri espera até o último segundo para sair de cima do muro, o que me deixou mais irritada ainda do que no segundo livro, já que agora, mais do que nunca, era uma atitude egoísta de alguém que, com medo do sentimento não ser recíproco, mantinha outra pessoa ao seu lado só por segurança.

Por outro lado, Maxon foi o cara mais fofo dessa existência nesse livro! Se até A Elite eu tinha minhas dúvidas sobre quem a Meri deveria ficar, esse livro acabou com todas elas, virei #TeamMaxon total! Mesmo sabendo que America já havia estragado as coisas de todas as formas possíveis ele não cogitou desistir dela em nenhum momento e isso fez meu coração se aquecer de uma forma muito linda.
- Não, não é isso... Eu sempre fui muito consciente do meu número. Mesmo depois de vir para o palácio, continuei obcecada com isso por um tempo. Eu era Cinco ou Três? Queria ser Um? Mas agora não penso mais nisso. E acho que é por causa dele. Mas Maxon também faz muita besteira, não tenha dúvida. É só que, quando estamos juntos, sinto que sou America. Não uma casta ou parte de um plano. Também não o vejo como alguém distante. Ele é apenas ele, e eu sou apenas eu.
Outra coisa que eu amei foi o fato da Kiera ter mudado minhas opiniões quanto à alguns personagens chave da história e isso foi sensacional. No mais, algumas reviravoltas destruíram meu coração e fizeram ele ficar em pedaços.

A diagramação continua boa como sempre, mantendo o mesmo padrão dos livros anteriores, e a capa desse último livro ficou sensacional! Espero que vocês tenham a oportunidade de ler esse livro em breve, porque, sério, não consigo nem colocar em palavras o quanto amei essa trilogia. Infelizmente fiquei bem triste pelo fato de a história de Iléa, a revolução em si, ficar em segundo plano o tempo todo, mas por outro lado, o romance foi construído de uma forma bem bonita e apaixonante. Um xêro e até semana que vem!


13 comentários

  1. Oi, Hemely!
    Eu gostei desse livro, mas achei que o final foi um tanto corrido. Fora que deixaram toda a revolução e afins de segundo plano ne?
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. O que foi esse final?
    Surpreendente.
    Maxon conquistou mais ainda o meu coração, e foi um desfecho maravilhoso.
    Amei

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Hemely.
    Eu gostei desse último livro, mas queria mais explicações sobre a rebelião, quem eram os rebeldes, como viviam e etc. Faltou maior explicação da parte distópica.
    O Maxon é um fofo! Ele sempre estava lá para a América s2
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Parece ser um volume com fortes emoções, pena a indecisão da Meri eu odeio isso deixa a leitura tão desgastante, gosto quando o personagem já é decidido e sabe com quem quer ficar. Mas pelo menos a leitura parece bem envolvente e com tantos acontecimentos deve ter ficado bem ágil.

    ResponderExcluir
  5. Olá Hemely!!
    Ainda não li nenhum dos livros dessa série, mas a cada resenha que leio, fico me perguntando porque não comecei a ler, só leio elogios em relação a esses livros, adoro livros que prendem a atenção do início ao fim e que tem a leitura fluida, também achei sensacional a capa desse livro!

    ResponderExcluir
  6. Só Deus sabe o que eu senti quando li esse livro, meu coração se quebrava e se reconstruia para depois quebrar de novo, acho que de todos os livros o que mais me emocionou e me deixou aflita e agoniada foi esse. Também fiquei muito irritada com a Meri por ela dar tanta mancada com Maxon, tudo o que eu queria era um Maxon na minha vida <3 eu queria muito saber mais sobre a historia de Iléa e sinto que isso foi mesmo pouco explorado e deixado de lado. Eu também gostei que a autora mudou algumas opiniões minhas em relaçao a algumas personagens e meu coração chegou a doer com alguns acontecimentos finais, sem duvidas esse foi o livro que mais gostei da série até agora! Eu não li A Herdeira, nem A coroa e nem esses outros livros ainda, apesar de querer muito, se a série parasse em A escolha eu já ficaria satisfeita!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, agora lembrei da Celeste e fiquei bem emocionado kkk. Faz algum tempo que li essa série e ela continua sendo uma das minhas preferidas. O triângulo amoro que com o qual Kiera conduz esse terceiro livro é um pouco irritante, mas nada que o desmereça. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Hemely,
    Esse foi um dos desfechos que mais ansiei ler, tanto foi que li a trilogia em 4 dias. A Escolha teve o encerramento ideal para a história de America, mesmo que algumas coisas tenham me irritado um pouco. A protagonista tem muitas incertezas, mas o que realmente incomodava era o fato de ela não esclarecer tudo de uma vez por todas com as pessoas ao seu redor. Maxon, por outro lado, em nenhum momento deixa dúvidas do que quer, mas ao mesmo tempo ele precisa pensar como um futuro rei e isso é o que o fará tentar conhecer melhor outra candidata (enquanto America não se decide). Ao final do livro acontecem muitas coisas que fazem a leitura correr, mesmo eu querendo mais algumas páginas. Indico essa trilogia para quem ama um romance com um pouco de drama e ação. Sobre as capas a de todos os livros são lindas, mas a de A Escolha é minha favorita.

    ResponderExcluir
  9. Ao ler sua resenha senti saudades de quando li essa série, que na verdade era para ser apenas uma trilogia. Nessa conclusão aconteceram muitas coisas importantes, e também a finalização da seleção, e muita revira voltas, e me lembro que por isso me senti pressa a leitura, e queria logo saber como tudo terminaria. A autora conseguiu me surpreende novamente, e continua com uma escrita fluida e envolvente.

    Venha participar do Top Comentarista e concorra o livro "O Maravilhoso Bistrô Francês": http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Hemely!
    Bom quando o livro esclarece nossas dúvidas dos livros anteriores da série, principalmente relacionado ao caráter de uma das personagens.
    Fico feliz também em ver que a Kiera cresceu muito e amadureceu nesse livro.
    Tenho muita vontade de ler a série.
    “Quer você acredite que consiga fazer uma coisa ou não, você está certo.” (Henry Ford)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  11. Eu adorei esse livro e para mim ele teve um final maravilhoso para série Que essa autora criou Eu tenho esse livro autografado de quando autora veio aqui para Recife mas eu acho que o que eu não estaria muito bem no universo de a seleção kkkk imagina só eu competir pelo coração do boi com outras 34 pessoas eu sozinha já não consigo imagina com toda essa concorrência

    ResponderExcluir
  12. Oiee!
    Acho que sou a única pessoa na face da terra que não tem o menor interesse de ler essa trilogia.
    Desde o começo o livro não me chamou, não me senti atraída nem pra ler resenhas sobre, e com o passar do tempo o sentimento só aumentou, fazendo com que eu me afastasse totalmente dele. Por isso não irei ler, apesar de todos os elogios tecidos nesta resenha.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  13. Amo essa série, para mim é uma das mais lindas que li. Todas as capas são lindas. A série tem seus defeitos, porém da para aproveitar bastante da história.

    ResponderExcluir