16/03/2018

RESENHA: Alma? - Gail Carriger

O Protetorado da Sombrinha #1
Autora: Gail Carriger
Editora: Valentina
Páginas: 302
Edição: 1
Ano: 2013
Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta.
E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro ― ocasião em que a Rainha Vitória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.
Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil ou apenas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e... será que vai ter torta de melado?
Uma das séries de Steampunk mais cultuada do mundo.
Esse livro foi uma grata surpresa!

Alexia Tarabotti é uma mulher considerada solteirona e diferente, por sempre falar o que quer, ter uma opinião e não fingir que é uma donzela indefesa e burra, ter uma beleza exótica e claro ser filha de um italiano. Mas além de uma dama na sociedade vitoriana, ela também é uma preternatural (um ser que não possui alma). Em um baile um vampiro tenta atacar, mesmo isso sendo impossível, já que todos os seres sobrenaturais quando em contato com uma preternatural tem seus dons/poderes/forças anuladas, mas o vampiro insiste e ela sem querer acaba matando-o.

Lorde Maccon, o conde de Woolsey, é um lobisomem alfa, do tipo perigoso, rico, influente e charmoso. Ele trabalha como agente líder da DAS (Departamento de Arquivos Sobrenaturais) e ficou responsável pela investigação, junto com seu agente também lobisomem - professor Lyall, pela origem do vampiro já que cada vampiro possui sua rainha, onde esta é responsável, mas esse que atacou a Srta. Tarabotti é um errante e não estava ciente das regras.
“Os sobrenaturais, fossem eles vampiros, lobisomens ou fantasmas, só existiam em virtude da superabundância de almas, um excedente que se recusava a morrer.”
Nunca tinha lido nenhuma obra do gênero Steampunk e estava muito curiosa, principalmente pra ler essa obra em específico, já que é bastante comentada. E fui fisgada na história já nas primeiras páginas.

Alma? tem pitadas de tudo, romance de época, sobrenatural, suspense, ficção científica, cenas apimentadas e comédia. A obra se caracteriza como Steampunk, pra quem não conhece segue breve resumo: “O estilo se trata de obras ambientadas no passado, ou num universo fictício semelhante a uma determinada época real da história humana, onde os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real, porém foram produzidos através da ciência disponível naquela época - como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor.” (InfoEscola)

Gail Carriger consegue cativar o leitor e envolvê-lo completamente, a ambientação é ótima e em momento nenhum deixa o leitor perdido já que se passa em uma época diferente e possui vários equipamentos/máquinas sendo citados. Os personagens são ótimos, bem construídos e engraçados.

Na época vitoriana existia um conservadorismos gritante e claro que mulheres não tinham muitos direitos, mas a Alexia nem se importa com isso e se tivesse que tomar o posicionamento tomaria, sem pudor. Sabe aquelas mocinhas a frente da sua época? ela é bem assim... Bem humorada, inteligente, com uma personalidade forte, destemida e confiante. Sem dúvidas ela se tornou uma das minhas protagonistas favoritas! O Lorde Maccon é daqueles homens turrões, mas que a gente sabe que por dentro é um amorzinho... fiquei completamente apaixonada nesse casal que de início é bem gato e rato, mas que é nítido quanto os dois se encaixam. Destaco o professor Lyall que é um homem inteligente e quero muito que tenha mais destaque sobre ele nos próximos livros.
"Lorde Maccon observou-a, com admiração. A Srta. Tarabottti podia ter uma visão crítica do próprio rosto sempre que se olhava no espelho de manhã, mas não havia nada de errado com sua aparência. O conde só deixaria de notar esse detalhe tentador se tivesse bem menos alma e desejos sexuais. Mas é óbvio que ela sempre estragava o momento sedutor ao abrir a boca. Na humilde opinião dele, ainda estava por nascer uma mulher mais irritantemente tagarela."
A perseguição da DAS pra descobrir quem é o vampiro errante e quem está por trás de tudo nos dão momentos de tensão e muita curiosidade pra saber o que está por vir. Particularmente eu adorei o desfecho e percebi até uma certa crítica nas entrelinhas sobre a crueldade humana, apesar de ter achado um pouco corrido, mas mesmo assim foi ótimo. Alma? deixa algumas pontas para o próximo livro, no entanto, se você só quiser ler o primeiro não tem problemas, porque este tem o seu fechamento.

Creio que deu pra perceber o quanto gostei do livro e já quero ler todos os outros da série. Essa mistura toda poderia não ficar legal, mas Gail foi muito feliz na construção de tudo, com uma protagonista singular, inteligente e de um humor incrível. Eu gosto bastante dessa capa, apesar de não gostar de ter rostos nas capas (olhei as dos outros volumes e não parece a mesma pessoa), a diagramação está ótima! Espero que você leiam essa obra, vale muito a pena!


19 comentários

  1. Oi, Kamilla.

    Acho que Lorde Maccon e a Alexia acabam se completando, apesar das personalidades diferentes... Ela, principalmente, por ser uma mulher forte e independente.

    É um livro bem diferente do que eu já vi por, aí...

    ResponderExcluir
  2. Kamilla!
    Desde o lançamento da série, ando curiosa para ler porque além de trazer seres sobrenaturais, tudo junto e misturado, ´´e steampunk um estilo que gosto muito.
    E vendo sua resenha, saber que a protagonista é tão diferente, consegue bloquear os poderes dos outros e fala 'na lata' tudo que pensa, já torna o livro diferenciado.
    E ainda sabendo que tem um tom cômico, a descoberta dos poderes e toda a narrativa atrativa, agora é que estou mesmo com vontade de ler.
    Bom final de semana!
    “Quando choramos abraçados e caminhamos lado a lado. Por favor amor me acredite, não há palavras para explicar o que eu sinto...” (Renato Russo)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  3. Oiii Kamilla. Sua resenha ficou maravilhosa; uma das mais detalhadas que li sobre o livro até agora. Gostei muito de saber sua opinião, pois já estava de olho nessa série há um tempão. Me lembra um pouco a série A Biblioteca Invisível, que eu amo e indico muito.

    Beijos!!
    https://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ká.
    Sempre tive muita vontade de ler essa série.
    Acho muito importante que os autores se preocupem em respeitar a cultura e os costumes da época em que desejam situar suas histórias. Podemos discordar de como as coisas eram, mas não podemos mudar o passado...
    Sua resenha me deixou ainda mais animada para ler!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva
    http://leitoracompulsiva.com.br

    ResponderExcluir
  5. Desde que me lembro eu quero ler essa série eu acho muito interessante esse gênero steampunk na real me chama muito atenção esses avanços tecnológicos fora de época é simplesmente incrível e o livro por ser um histórico com elementos de fantasia me chama atenção ainda mais fiquei bem animada em ler com essa resenha

    ResponderExcluir
  6. Eu queria ter começado a ler esta saga quando saiu mas aí depois eu perdi a vontade mas depois ainda descobri que era meio que sobrenatural e fiquei aliviada de saber, mesmo vendo que todo mundo gostou sabe? E acho que esta personagem é muito legal porque a questão de não se importar com a época é o máximo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Kamilla,
    O Protetorado da Sombrinha é uma série que quero ler há bastante tempo e até já havia me esquecido dela, mas com o lançamento do último livro ela voltou para minha lista. Com um gênero ao qual não estou acostumada e uma história que mistura de tudo um pouco, Gail Carriger conseguiu inovar e promete uma trama bem envolvente. Alexia é uma mulher a frente de seu tempo e adoro isso, pois é certo que teremos uma protagonista independente, forte e determinada. Os mistérios da trama chamam atenção, assim como a inserção dos seres sobrenaturais na sociedade. Mesmo o desfecho sendo um pouco corrido, acredito que o que a autora propõe foi suficiente para que o livro satisfaça o leitor.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Kamilla!

    Se fosse pela capa e sinopse, eu nunca leria este livro!kkkkkk... Não chamaram minha atenção. E a sinopse, então, me desanimaria de cara. Mas gostei muito da sua resenha, da maneira como a história te envolveu e acho curioso o fato da protagonista não ter alma. É diferente dos livros sobrenaturais que já li. Acho que darei uma chance à história um dia. :)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Nunca tinha ouvido falar sobre o gênero Steampunk e achei bem diferente porque apesar de ser no passado, haver o avanço da tecnologia mais cedo. Não sei se leria o livro por não fazer muito meu gosto, mas com certeza me parece ser uma obra interessante para quem gosta do assunto. Que ótimo que a autora consegue cativar o leitor e em momento algum ficamos perdidos. Adorei poder conferir sua opinião!

    www.virandoamor.com

    ResponderExcluir
  10. Já tinha visto o livro, mas não conhecia a sinopse dele e acho extremamente inovadora essa ideia de romance de época com sobrenatural. Nem conhecia o nome do gênero, Steampunk.
    Que bom que a obra te agradou, pra mim é novidade e claro que eu vou querer conferir. Recomendação anotada.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Kamilla! Que diferente! Achei super legal o fato da autora ter aproveitado dessa época e dos costumes e maneiras, e hábitos pra criar essa história, muito original, colocou elementos sobrenaturais! Eu particularmente sou fã de histórias sobrenaturais e vou acrescentar esse livro na lista de desejados!
    Bjoxx ~ http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  12. Faz um tempo que quero comprar essa série, esperando uma boa oferta rs. Ainda não li algo do gênero e fiquei bem curiosa pra saber como é, ainda mais que tem vampiros que adoro, essa mistura de tudo um pouco deve ter ficado diferente e interessante, fiquei imaginando como seria esses computadores de madeira. A protagonista parece ser das boas, com esse seu jeito a frente do tempo, gosto de personagens assim.

    ResponderExcluir
  13. Esse livro esteve na minha estante tomando poeria por um tempo, mas acabei trocando ou doando, nem lembro, mas ao ler a sua resenha acho que perdi uma coisa boa heim? Será que terei a oportunidade de te reste livor nas mãos outra vez?
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá Kamila,
    Sempre leio muitos elogios para essa obra e tenho muita vontade de fazer essa leitura, mas eu confesso que toda essa mistura que a obra contém me preocupa, pois sinto que pode ter sido mal dosado e não ficar tão bom, mas, depois de tantos elogios e tanto amor, é impossível não querer ler esse livro - e a série toda, claro!
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?
    Eu sempre vejo as pessoas elogiando muito essa série, mas admito que não tenho vontade de ler. A premissa é boa e o livro reúne quase tudo que eu gosto (romance de época, ficção, comédia, cenas apimentadas e suspense), porém, eu tenho uma preguiça eterna de livros com essa pegada sobrenatural de vampiros e lobisomens.
    Sei que é um preconceito da minha parte (muito provavelmente um ranço que carrego desda época de Crepúsculo), mas não consigo me interessar.
    Porém, adorei sua resenha e espero que as continuações atendam às suas expectativas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oie!
    Eu nunca tinha prestado atenção a essa série, mas cara, adorei seus comentários sobre! Parece ser bem bacana, principalmente pela prtagonista ser tão diferente do comum. Já quero!!

    ResponderExcluir
  17. O livro é realmente uma mistura, tem de tudo um pouco, romance de época, sobrenatural, umas pitadas eróticas... E confesso que quando fiquei sabendo disso não fiquei muito animada. Não costumo ler livros nessa pegada com vampiros, lobisomens, fantasmas... Mas por ser tão diferente e misturar tantos elementos eu imagino que essa originalidade acabe causando sensações boas durante a leitura. Uma certa curiosidade de saber o que vem a seguir, o que a autora criou. Uma das coisas que me deixam desanimada é que é uma série. Mesmo podendo ler o primeiro e parar, eu sei que é uma série e isso desanima. Não sei se vou ler. Mas vou querer conferir as resenhas dos próximos aqui.

    ResponderExcluir
  18. Oi Kamilla! Tudo bem?
    Já li umas quantas resenhas dos livros dessa série e já fui conquistada pela proposta envolvendo toda essa mistura logo de cara! Porque eu adoro vampiros, lobisomens e steampunk! Dica anotadíssima e te parabenizo pelo texto!
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Adoro esse livro, fiquei um tempo só de olho nessa historia, pois a sinopse dela já no conquista e da para ver que o que a autora se propõe a fazer e diferente e cheio de possibilidades, gostei muito desse mundo que ela cria, mas principalmente dos seus personagens a Alexia e uma figura, uma personagem rara que não encontramos por ai, adoro suas aventuras, espero que a editora termine de lançar todos os livros da serie !!

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO