04/04/2018

TOP 4 CAPAS: Passarinha

Oi leitores, tudo bem com vocês? Hoje o top 4 capas é sobre um livro amorzinho e que merece ser conhecido por todos e mais... que aborda um tema super importante: o autismo. Não sei se vocês sabiam, mas no dia 02/04 é o dia mundial de Conscientização do Autismo, essa data foi criada pela ONU em 2007 com o intuito de disseminar ainda mais a conscientização sobre. 

O autismo é um distúrbio neurológico caracterizado por comprometimento do desenvolvimento na interação social, no processo de comunicação e até no comprometimento no desenvolvimento de linguagem. Também conhecido como Transtornos do Espectro Autista (TEA), o autismo possui vários tipos e um deles é a Síndrome de Asperger que é justamente o que a protagonista de Passarinha tem. Para saber mais sobre o Autismo e os seus tipos indico esses links: Minuto Saudável e NeuroConecta.
Passarinha é o livro da autora Kathryn Erskine e foi publicado no Brasil em 2013 pela Editora Valentina.
No mundo de Caitlin, tudo é preto e branco. Qualquer coisa entre um e outro dá uma baita sensação de recreio no estômago e a obriga a fazer bicho de pelúcia. É isso que seu irmão, Devon, sempre tentou explicar às pessoas. Mas agora, depois do dia em que a vida desmoronou, seu pai, devastado, chora muito sem saber ao certo como lidar com isso. Ela quer ajudar o pai - a si mesma e todos a sua volta -, mas, sendo uma menina de dez anos de idade, autista, portadora da Síndrome de Asperger, ela não sabe como captar o sentido.
Caitlin, que não gosta de olhar para a pessoa nem que invadam seu espaço pessoal, se volta, então, para os livros e dicionários, que considera fáceis por estarem repletos de fatos, preto no branco. Após ler a definição da palavra desfecho, tem certeza de que é exatamente disso que ela e seu pai precisam. E Caitlin está determinada a consegui-lo. Seguindo o conselho do irmão, ela decide trabalhar nisso, o que a leva a descobrir que nem tudo é realmente preto e branco, afinal, o mundo é cheio de cores, confuso mas belo.
Um livro sobre compreender uns aos outros, repleto de empatia, com um desfecho comovente e encantador que levará o leitor às lágrimas e dará aos jovens um precioso vislumbre do mundo todo especial dessa menina extraordinária. | Resenha
CAPAS GRINGAS 
REINO UNIDO: Eu achei essa capa a coisa mais linda, a fonte da letra, o passarinho preso na gaiola e a cor do fundo que é faz todo sentido. Pra quem não sabe a cor azul é considerada a cor do Autismo, porque a incidência do transtorno é maior nos meninos.

PORTUGAL: Essa capa é linda também, gostei bastante das cores e das ilustrações. E o detalhe do passarinho afastado na árvore.
ALEMANHA: Eu gostei dessa capa, mas acho que entre as desse top 4 não foi a minha favorita. Gostei das cores e até do laço, mas talvez para um livro mais infantil. Passarinha é para todas as idades, entendem? :)

ITÁLIA: Eu gostei dessa capa, tem uma ilustração bem bonita, apesar de não ter gostado dessa faixa branca no meio e de não ter combinado tanto com a história também.
~~~
Eu gostei de todas as capas, mas a do Reino Unido me ganhou completamente. Devo admitir, porém, que a capa nacional é linda e pessoalmente é mais encantadora ainda.
Vocês gostaram de qual capa?
~~~
Gostaram do livro escolhido? Eu já li e super recomendo a leitura!
Beijos


17 comentários

  1. Oi, Kamilla.

    Não sabia que esse tema (Autismo) estava presente nesse livro!

    Eu acho a capa brasileira um pouco estranho, e a princípio não gostei muito.

    A capa da Alemanha é fantástica. Sem dúvidas foi a que eu gostei mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa nacional tem tudo a ver com a trama! Acho tão linda e pessoalmente é mais linda ainda, procura ver em alguma livraria <3
      Beijos

      Excluir
  2. Ah, estou lendo comentários bem legais sobre esse livro, espero ler algum dia.

    A capa do Reino Unido é fofinha, de fato combina com o tema. De Portugal também é bonita, mas ambas seriam lindas em outro tipo de história.
    Eu já não gostei das outras duas capas.
    Minha preferida mesmo é a nacional, acho significante a menina encolhida.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Kamilla
    Vou ser sincera com você. A do Brasil é a mais bonita, e acho que representa bem a história.
    Agora todas as outras são lindas, porém a do Reino Unido é a melhor.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  4. Se tem uma coisa que o brasil é bom essa coisa é fazer capas bonitas. Foi a minha preferida, mas não tinha essa opção no formulário, então votei na do Reino Unido que é a mais fofa das gringas.

    ResponderExcluir
  5. Tenho vontade de ler esse livro, A capa nacional é muito bonita, das gringas gostei da do Reino Unido e da de Portugal são bem bonitas, mas entre as duas acabei ficando com a do Reino é bem meiga.

    ResponderExcluir
  6. Minha favorita dessa vez foi a de Portugal. Amo esse estilo de ilustração *---*
    Não gostei da nacional, ela me passa uma impressão "sufocante", seilá, não faz meu tipo. As demais são bonitas =D

    Toca da Lebre

    ResponderExcluir
  7. Kamilla!
    É um dos livros que está na minha lista de desejados há muito tempo.
    Gosto de temas que trazem algum tipo de doença psicológica.
    A capa que mais gostei é a nossa, as outras não gostei de nenhuma.
    Desejo um mês abençoado!
    “Ando no traçado do tempo a procura de mim mesmo até hoje não sei quem sou, mas sou um caminhante e não um conformista.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA ABRIL – ANIVERSÁRIO DO BLOG: 5 livros + vários kits, 7 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  8. Tenho vontade de ler Passarinha tem um tempo. O livro tem um tema bem interessante e por ser narrado por uma criança torna ainda mais especial. Gosto da capa nacional, acho que baseada na sinopse ela combina bem com a história. A capa de Portugal e da Alemanha me lembrou muito livros infantis, não são feias, eu gostei, mas acho que para outro tipo de história. A do Reino Unido também não está feia, gostei desse azul, mas novamente acho que para outro tipo de história. Essa da Itália tem uma ilustração bacana, mas a faixa está realmente bem grande. Ou seja, eu gostei das capas, só que para mim a capa nacional combina tanto que não consigo ver o livro sendo publicado aqui com nenhuma outra capa. Acho que cada país tem a sua e espero que os leitores de cada país tenha essa sensação que eu tenho porque é algo bem legal, pensar que a capa combina bem com a história.

    ResponderExcluir
  9. Olá Kamilla,
    Já li varia criticas positivas sobre esse livro e até tenho vontade de ler.
    Com relação as capas, a nacional foi a que eu mais gostei.
    Se eu seguisse a ideia de ler o livro pela capa, eu iria pular a leitura. Nenhuma das capas chamou minha atenção.

    ResponderExcluir
  10. Oi Kamilla.
    Já li Passarinha e é realmente um livro incrível. Eu sempre recomendo!
    Eu gosto bastante da capa nacional, mas a do Reino Unido realmente é linda! Gostaria de ter essa edição!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. a nossa com certeza é a mais bonita, mas também gostei da italiana
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Kamilla ;)
    Acho que nunca li um livro com uma personagem autista (pelo menos não um que eu me lembre), e que vergonha! Passarinha parece incrível, e um livro que tem vários elementos que eu gosto... já coloquei ele na lista de leitura!
    Das internacionais a mais bonita foi a do Reino Unido, mas a nacional é a mais bonita *-*
    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Oi, Kamilla,
    Faz anos que quero ler esse livro lindo, mais ainda não surgiu a oportunidade. Amo livros que são narrados com a perspectiva de uma criança, as histórias sempre me cativam, e esse é muito especial por tratar de autismo.
    Fiquei dividida entre as capas do Reino Unido e de Portugal, mas acabei escolhendo a de Portugal, achei mais harmoniosa a escolha das cores.
    A capa nacional é muito linda também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá, confesso que pra mim a capa nacional é simplesmente perfeita, mas a do Reino Unido também possui um certo charme, apesar de não passar a essência da história como a brasileira. Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi Kamilla,
    O tema do livro é mesmo muito importante, uma pena que ainda não tive oportunidade de ler, mas li resenhas incríveis dele. A capa nacional sempre me ganha, mas nesse caso também me encantei com a do Reino Unido, meu voto é dela, rsrs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Kamilla,
    Desde que conferi a resenha deste livro, minha vontade de lê-lo só aumentou e espero adquirir um exemplar logo. Em um geral todas as capas (nacional e internacionais) são interessantes, algumas menos e outras mais. As que mais me chamaram atenção foram as do Reino Unido e Portugal, sendo que a última, para mim, foi a grande vencedora, pois a uma delicadeza e suavidade na ilustração.

    ResponderExcluir

PAGINAÇÃO