09/11/2018

Assistindo & Apreciando #21 - O Coração Corajoso de Irena Sendler

O Coração Corajoso de Irena Sendler
Estreia Mundial: 19 de Abril de 2009
Duração: 96 minutos
TRAMA
Baseado na verdadeira história de Irena Sendler, uma assistente social polaca que durante a Segunda Guerra Mundial ajudou a salvar cerca de 2500 crianças Judias, contrabandeando-as para fora do Gueto de Varsóvia. Depois ela acabou presa pelos Nazistas. Filme produzido para a televisão, que foi indicado a vários Prêmios Emmy.
~~~

Irena Sendler é uma jovem mulher que é assistente social, mas que sempre acha que seu trabalho pode ser melhorado. Ela vai aos guetos pra ajudar aos judeus, mas vê neles o desespero principalmente das mães, que não sabe o que vai acontecer com os filhos. Pensando nisso, e correndo um risco absurdo já que estava em plena segunda guerra mundial, resolve ajudá-los. Com auxílio de outras pessoas ela começa a tirar crianças dos guetos, anotando todos os dados de quem era as crianças e entregando a pais adotivos (que não são judeus, logo não estão sendo perseguidos). Esse filme é inspirado na história da Irena Sender e sim, ela se arriscou pra ajudar a quem precisava. 
Muitas crianças ficaram sozinhas, porque imaginem a crueldade da segunda guerra mundial... pois é, muitas delas perderam os seus pais e os seus parentes. E a Irena ajudou como pôde. Ela e a sua equipe (amigos) venceram qualquer receio ou medo dos soldados de Hitler. 
Em um momento a Irena foi pega pelos soldados, porque descobriram que ela havia ajudado. E foi muito doloroso ver a tortura que fizeram a ela. Aliás, quando a gente pensa na segunda guerra é muito bizarro e louco imaginar que esse tipo de coisa acontecia muito. É cruel. 

E é fantástico ver que em meio a milhares de pessoas seguidoras de um louco, há pessoas do bem que querem ajudar aos outros independente se isso os colocaria em risco, só porque é o certo a se fazer.
Sem dúvidas é um filme ótimo pra se visualizar empatia, que você pode fazer muito pelo próximo e que por mais que você acha que seu muito é pouco, pra quem recebe é tão grandioso. A Irena no filme mostrava que sempre achava o que fazia era pouco, mas nem por isso deixou de fazer. É encantador assistir a um filme assim, mesmo que seja um tanto quanto doloroso pela crueldade.

O filme é incrível, os personagens (que não sei se todos são reais) foram ótimos e conseguem construir um sentimento em quem assiste. 
ELENCO
A única que já conhecia o trabalho foi Anna Paquin por causa da série True Blood, que inclusive já ganhou um oscar. Já havia visto a Marcia Gay Harden atuando em Cinquenta tons (mãe adotiva do Grey). Os demais não conhecia, mas gostei da atuação de todos. 
CONCLUSÃO
Eu gostei bastante do filme, chorei algumas vezes, fiquei com aquele bolo na garganta em outras. Mas simplesmente é um filme incrível, que conta a história de um mulher maravilhosa que sabia o que era certo e não se acomodou com o que era errado. Lutou. O filme ainda mostra no final a verdadeira Irena.
Não encontrei o trailer legendado ou em português.
~~~
Eu parei por um tempão de fazer essa coluna, essa postagem estava guardada há meses, inclusive. Como minhas mãos resolveram doer mais, está bem desconfortável pra escrever resenhas, resolvi partilhar com vocês agora :) Me digam se gostam ou não desse tipo de postagem!
Espero que tenham gostado da indicação de filme.
Beijos


8 comentários

  1. Adoro indicação de filme e com esse tema sempre me interessa e dá vontade de ver. Não deixo de ficar abismada com o tamanho da crueldade desses tempos e em como sempre vão surgindo histórias que eu não fazia ideia e coisas novas que não sabia. E nossa, que mulher corajosa viu. Quando vejo histórias de homens ou famílias que se arriscaram assim já fico boba, mas uma mulher? Gente, é pra fazer qualquer um chorar de emoção. Por tudo que ela arrisca por essas crianças e o pior é isso, são crianças. Você vê até que ponto aquele povo chegou pra desgraçar a vida dos outros assim. Adoraria assistir.

    ResponderExcluir
  2. Como seguidora do blog, é a primeira vez que vejo essa coluna, já posso dizer que gostei bastante.
    Tenho uma queda por histórias que se passam nessa época; a maldade humana é de dilacerar o coração, mas é tão bom encontrar boas pessoas nesse meio.
    Já quero assistir esse filme, sinto que vou me emocionar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, Kamilla
    Adoro indicação de filmes, pode postar mais indicações.
    Leio e assisto muitos filmes que contam a respeito da segunda guerra mundial porque sempre trás pessoas que ajudavam sem poder, choro muito. Mas gosto deste cenário, vou procurar esse filme.
    Obrigada pela dica, beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olha, é sempre bom ter alguma indicação de filmes. Deve continuar com a coluna sim.
    Quanto ao filme, só pelas fotos já dá pra imaginar um filme bem triste. Todos esses relatos de guerra dão um aperto no coração principalmente por causa das crianças.
    Adorei a dica

    ResponderExcluir
  5. Oi Kamilla,
    Não tenho dúvidas de que é um filme marcante, e conheço bem a atuação da atriz escolhida para ser protagonista, então imagino que deve ter sido emocionante acompanhar a história..
    Dá um aperto no coração imaginar o que essas crianças passaram, Irena foi uma heroína, e merece seu lugar na história.
    Já conhecia o filme, mas ainda não assisti, lendo a coluna hoje me lembrei dele, e agora quero assistir em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, o longa possui todos os elementos de qualquer filme que aborde a Segunda Guerra, porém conquista pela atuação competente do personagens e, evidentemente, por elucidar uma figura que inspira o ideal de amor ao próximo. Geralmente evito esse tipo de filme porque sou muito emotivo, porém é claro que vale a pena conferi-lo. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Kamilla!
    Bom que tenha trazido essa coluna de volta, assim podemos saber dos bons filmes como esse que não conhecia.
    Gosto muito dos enredos ambientados na época da segunda guerra e ver que a personagem pode ajudar muitas crianças que ficaram órfãs, dá uma nova vião àquela época de tanta dor e ela mesmo passou pela tortura, que doloroso.
    Valeu a indicação.
    Desejo uma ótima semana!
    “A ambição é louvável quando acompanhada pelo desejo e pela capacidade de fazer felizes os outros.” (Paul Holbach)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA NOVEMBRO - 5 GANHADORES – BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  8. Gosto de indicações de filmes e séries também, gostaria que a coluna continuasse. Fiquei bem interessada em assistir não conhecia e gosto muito de filmes com Judeus, embora são muito tristes e revoltantes, mas é bom para ver a vida com outros olhos. Mexem muito com as nossas emoções esses filmes e que mulher de fibra e coragem.

    ResponderExcluir