02/11/2018

RESENHA: A Duquesa Feia - Eloisa James

A Duquesa Feia (Conto de Fadas #3)
Autora: Eloisa James
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Edição: 1
Ano: 2018
Baseado na história O Patinho Feio, esse é o terceiro volume da série Contos de Fadas.
Como ela ousa achar que ele a ama, quando Londres inteira a chama de Duquesa Feia?
Theodora Saxby é a última mulher com quem se poderia esperar que o lindo James Ryburn, herdeiro do ducado de Ashbrook, se casasse. Mas depois de um pedido romântico feito na frente do próprio príncipe, até a realista Theo se convence de que o futuro duque está apaixonado.
Ainda assim, os tablóides dizem que a união não durará mais do que seis meses.
Em seu íntimo, Theo acredita que os dois ficarão juntos para sempre… até que ela descobre que o que James desejava não era seu amor, mas seu dote.
E a sociedade, que primeiro se chocou com seu casamento, se escandaliza com sua separação.
Agora James precisará enfrentar a batalha de sua vida para convencer Theo que ele amava a patinha feia antes que ela se transformasse em cisne. E Theo logo descobrirá que, para um homem com alma de pirata, vale tudo no amor – e na guerra.
Essa resenha NÃO possui spoilers.

Theodora Saxby é uma jovem considerada feia pra sociedade da época, já que sua beleza não segue os padrões... ela é alta, muito magra, os peitos são pequenos e o ombro um pouco mais largo. Ela mora na casa do James Rybon e foi praticamente criada com ele... sempre foram melhores amigos. Quase irmãos. Mas tudo muda quando o James a pede em casamento... só que o pedido não foi por amor e sim porque o pai dele perdeu o dinheiro da nossa mocinha em jogos e aposta, ordena então que o James se case com ela. Mesmo a contragosto ele o faz, se sentido culpado porque a Daisy - apelido carinhoso que dera a Theo - era a sua melhor amiga e uma mulher incrível. Mas será realmente que não existia um sentimento?
“Ele nunca havia experimentado um beijo como aquele, nunca pensara sentir tamanha onda de paixão na vida. No entanto, fizera aquilo apenas porque o pai fraudador havia mandado. Aquele beijo... aquele beijo aconteceu porque ele estava obedecendo ordens.”
A Duquesa Feia é dividido em duas partes: Antes e Depois. No Antes vamos conhecendo a relação da Theo sobre si mesma, como ela só quer ser ela mesma. Ela e James são amigos de infância e sempre dividiram segredos, mas nunca os dois se sentiram atraídos... até o pedido de casamento. Não tarda para tanto James quanto a Theo comecem a perceber que havia um sentimento adormecido, mas qual relacionamento construído na mentira daria certo? Quando Theodora descobre, as coisas mudam completamente.

A Theo descobre toda a verdade e fica além de chateada, decepcionada e se sentido traída. No momento de furor pede que James vá embora... e ele vai e some por sete anos. E eis que começa a segunda parte, o Depois.
A primeira parte de A Duquesa Feia é a coisa mais gostosa de acompanhar, você se sente cativada já nas primeiras páginas com a Theo e que apesar de alguns comentários em relação a sua beleza, ela não se deixa abater ou se diminuir, sabe que tem atributos bonitos e não vê a hora de poder explorá-lo. E isso foi uma das coisas que mais adorei na trama, após a ida do James ela ganhou o título de "Duquesa Feia" e isso a deixou muito pra baixo, mas ela acabou focando em outras coisas, mas evitou a todo o custo lidar com a alta sociedade.
“– Theodora, não criei você para ser uma pessoa fraca e covarde. Você não é a primeira mulher a sofrer um golpe no amor-próprio e não será a última. Isso não serve de desculpa nem torna aceitável chafurdar na autocomiseração. Evitando a alta sociedade você se transforma em tema contínuo de conversa e especulação.”
Já o James vemos um rapaz bonito, inteligente e que ainda tem muito o que aprender da vida... gostei muito dele na primeira parte do livro, porém depois que ele resolve ir embora, perdi o encanto. Ele resolveu pegar seu navio e ir navegar, depois de um tempo se torna um pirata e só resolve voltar pra casa quando leva uma facada e naquele momento ele se dá conta do que está perdendo ficando ali. Mas demorou SETE ANOS. Ou seja, enquanto o bonito estava "sozinho" navegando, a Theo estava em casa lidando sozinha com uma traição, decepção do marido e seu melhor amigo, além disso ainda teve que lidar com todos a chamando de feia, dizendo que ele fugiu porque não aguentava olhar pra ela.

As coisas ao decorrer dos anos não são fáceis pra Theo, o sogro acaba falecendo e como o único filho dele sumiu, coube a ela ajudá-lo nesses últimos momentos. Algum tempo ela acabara perdendo sua mãe e ficou praticamente só pra lidar com tudo. Então imaginem como fiquei com raiva do James, ele pensando só no próprio umbigo e a nossa mocinha só.

Quando ele volta, o sentimento que ambos - principalmente ela - achavam que já não era tão intenso, volta mais forte. Saudade das conversas, das trocas de olhares, dos beijos e encontros. E começa o trabalho do James em recuperar esse amor, que magoou e machucou... no início fiquei um pouco chateada com ele, porque veio com o papo de 'machão' e que não estava predisposto a se humilhar pelo perdão. Mas as coisas foram acontecendo aos poucos, o James foi trabalhando aos poucos, diferente do que ele imaginava, não era humilhação... era só parte da reconquista. De fazê-la feliz, bem, completa, bonita... amada.
“– O casamento estava acabado. Mas voltei.– Um casamento não é um objeto que você possa atirar longe e resgatar quando deseja.”
A Duquesa Feia é um livro bom, bacana de ser lido. Mas, infelizmente, a autora foi para um lado que não me conquistou. O James poderia ter ficado, lutado pelo amor, mas tomou a decisão mais fácil e me desagradou, além disso as cenas dele no navio foi bem cansativo - nem tinha muita vontade de ler essas partes... No final, ele ganhou uns pontinhos comigo, apesar de achar que a Theo foi reconquistada rápido demais. 

No mais, é uma trama bonita. É a releitura de Patinho Feio em forma de romance de época, sempre acho válido conferir essas releituras - ainda mais nesse gênero, indico que leiam e tirem suas próprias conclusões.

CONTO DE FADAS


11 comentários

  1. Achei legal essa coisa dividida, do antes e depois. As magoas que ficaram, a garota tendo de lidar com esse titulo horrível e focando em outras coisas pra evitar essas pessoas maldosas é interessante, inspira simpatia logo de cara. O homem parece ter deixado a desejar, principalmente por ter sumido assim. Mas na volta pode ter feito algumas boas coisas pra se redimir, aí só lendo pra entender tudo. Mas parece bom. É outro livro dessa série que fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  2. Acho as capas dessa série belíssimas!
    De todos os livros lançados, esse parece o mais interessante por ser releitura do Patinho feio; mas confesso que não consigo sentir vontade de ler.
    Acho que a autora deixa a desejar por diversas vezes e fica faltando algo a mais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. A história parece ser belíssima. Pena que o James deu essa deslizada mas acho que ao final ele se redime, não?
    Essa série tem capas lindas. Quero muito começar a ler logo.

    ResponderExcluir
  4. Olá, como gosto bastante de releituras, tenho interesse em começar a série há bastante tempo. Nesta obra o que chama atenção é a crítica que a autora faz acerca dos padrões de beleza da sociedade, que se hoje ainda são vigentes nem precisa pensar muito para saber como era no século XIX, né? Apesar de contar com alguns pontos lentos, ainda tenho vontade de ler a obra. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Quero ler a série, essa personagem passou por poucas e boas, mas é forte, gostei que ela não se deixou intimidar. Ele decepciona por deixá-la, mas parece que tudo vai se ajeitando deve ser gostoso acompanhar essa mudança. É uma historia que deixa a questão até quando as pessoas vão sofrer com esse padrão de beleza da sociedade.

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Ainda não li nenhum desses livros, mas quero muito ler porque são releituras de contos de fadas. E sou apaixonada em contos de fadas.
    Mesmo que James ama Theo ele foi bem sacana em casar com ela e depois se arrepender do que fez.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Kamilla,
    Eu gostei da história, mas também fiquei chateada com a forma que o casamento deles começou, e pior terminou, achei o James nesse ponto bem maldoso. Mas, tirando isso, acredito que o sentimento por eles bem verdadeiros...
    O que gostei também, foi o fato dele voltar como pirata, adoro um mocinho que segue esse estilo, rs.
    Quero ler todos os livros da série.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Essa série é incrível e apaixonante, tem capas lindas. Amo cada resenha. Essa releitura do Patinho feio é muito legal. Quero terminar de ler a série toda.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Milla :) Eu tô adorando acompanhar essa série! O meu preferido é o segundo, até agora; além do primeiro ser também maravilhoso! Achei que esse caiu um pouco a qualidade, talvez porque, como você, a história também não me agradou tanto assim. Queria mais deles juntos, mais amor, mais paixão. Também fiquei chateada com a quantidade de tempo que James demorou no mar, e o dia do seu retorno foi bem chato com Theo, poderia ser de uma forma diferente.
    Enfim, foi uma leitura boa e eu indico a série para aqueles que gostam do gênero, estou aguardando ansiosa para A Torre do Amor, que ainda não tive oportunidade de ler. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Kamilla!
    Gosto de releituras e nunca li nenhuma do Patinho feio.
    Bom ver que a autora continua fiel a construção das personagens que se tornam envolvente.
    Tão bom quando não esperamos muito de uma leitura e ela é melhor, mesmo que tenha sentido falta dos personagens anteriores.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  11. Olá! Estou adorando essas releituras, imagino que Theo seja uma personagem bastante forte, para enfrentar tudo pelo que ela irá passar, pela sua resenha, James não conseguiu conquistar minha simpatia, vou precisar ler o livro para descobrir se mudo ou não de opinião.

    ResponderExcluir