05/04/2019

RESENHA: O Mágico de Oz - L. Frank Baum

O Mágico de Oz
Autor: L. Frank Baum
Editora: Zahar
Páginas: 226
Ano: 2013
"Quando estava na metade do caminho, ouviu-se um grito fortíssimo do vento e a casa sacudiu com tanta força que Dorothy perdeu o equilíbrio e caiu sentada no chão. E então uma coisa muito estranha aconteceu. A casa rodopiou duas ou três vezes e começou a levantar voo devagar, Dorothy teve a sensação de que subia no ar a bordo de um balão."
Um ciclone atinge a casa onde Dorothy vive com os tios e ela e seu cachorro Totó são levados pela ventania e param na Terra de Oz. Por lá, Dorothy faz novos amigos - o Espantalho, o Lenhador de Lata e o Leão Covarde -, encara perigos, vive histórias fantásticas e precisa enfrentar seus próprios medos. Depois de tantas aventuras, a menina descobre que seus Sapatos de Prata têm poderes mágicos e podem levá-la para qualquer parte. Mas não existe melhor lugar no mundo do que a própria casa.
Um clássico indiscutível para todas as idades.
Eu adquiri essa obra em 2015 e sinceramente não sei o porquê de ter demorado tanto pra ler!

Dorothy é uma garotinha que foi acolhida pela Tia Em e o Tio Henry e moram no Kansas, a casa onde vivem é bem simples, assim como a vida que os três mais o pequeno Totó - o cachorrinho - levam. Um dia um ciclone atinge a pequena casa e leva a Dorothy e o Totó para um terra incrível, colorida e diferente do Kansas que é tudo tão sem cor.

A menina e o seu cachorro param na Terra de Oz e acaba embarcando em uma grande aventura para tentar voltar para o Kansas, que apesar de ser cinzento, tem a Tia Em e o Tio Henry. Durante sua estadia faz grandes amizades com o Espantalho, o Lenhador de Lata e o Leão Covarde.
O Mágico de Oz foi publicado pela primeira vez em 1900 e se tornou um dos maiores clássicos infantis, apesar de querer muito lê-lo, tinha certo receio. Afinal, é um clássico, né?! Mas a leitura foi uma grata surpresa. A narrativa é fluída e nenhum pouco difícil de ser compreendida. É um livro infantil, mas que trás uma grande mensagem de determinação, amizade, autoconhecimento, amor e família.

Durante a viagem da Dorothy e do Totó para encontrar o grande Oz e pedir-lhe que levassem de volta para o Kansas, encontram o Espantalho que quer ter um cérebro, um Lenhador de Lata que quer ter um coração e um Leão covarde, que não quer mais ser covarde. Todos eles tem um papel super importante na obra e nos trás grandes mensagens e reflexões. Mostram-nos suas grandezas e fraquezas. Será que eles terão seus desejos atendidos? ou eles já tem?
“– Não entendo como você pode querer ir embora deste lindo lugar e voltar para a terra seca e cinzenta que você chama de Kansas.– Isso porque você não tem cérebro – respondeu a garota. – Por mais que as nossas casas sejam tristes e cinzentas, nós, as pessoas de carne e osso, preferimos viver nelas do que em qualquer outro lugar, mesmo o mais lindo do mundo. Não existe lugar igual à casa da gente.”

O livro é direto, não enrola ou é repetitivo como as vezes acontece em livros infantis, tudo vai acontecendo naturalmente. Tem personagens bem peculiares e o autor foi muito feliz na construção e descrição, sem tornar a leitura cansativa. Nessa edição de bolso de luxo da Zahar, além do texto, a obra conta com mais 50 ilustrações originais feitas por W. W. Denslow e possui alguns detalhes que enriquecem ainda mais o livro. Não encontrei erros.

O Mágico de Oz é uma obra atemporal, para todas as idades. É impossível você não se apegar aos personagens e amá-los. É um livro que te faz refletir, pensar e valorizar a amizade, o amor, a sua casa, família, sua essência e determinação. Vale muito a leitura, recomendo a todos!


15 comentários

  1. Sem sombra de dúvidas, O Mágico de Oz é atemporal e não há como não ficar lendo a resenha e deixar a mente viajar na história!
    Tanto os muitos filmes que já passaram, quanto os livrinhos infantis.
    Por isso, fiquei com os olhos brilhando nesta edição, pois além de ser um presente às crianças, também é uma obra de arte aos velhinhos(como eu) rs
    Adorei!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Sem dúvidas é um belo presente para todas as idades! Essa edição está incrível :)
      Beijos

      Excluir
  2. Oi, Kamilla
    Assisti muitas vezes o filme, várias animações. Mas ainda não li o livro.
    Gostei muito de saber que essa edição é cheia de ilustrações, é uma história que nos leva a refletir e pensar sobre a vida, atitudes, esperança, amor, amizade.
    Sem dúvida uma leitura encantadora e recomendada para todos.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      Bem isso que você falou, recomendo a todos :)
      Beijos

      Excluir
  3. Esse livro é muito bom; a única coisa que me incomodou foi que o sapato não é de rubi.
    Mas é um clássico indispensável.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ludy!
      De fato é um clássico indispensável :)
      Beijos

      Excluir
  4. É muito fofo esse livro. Apesar de gostar mais de outros clássicos infantis, como Peter Pan, Alice e Mary Poppins, acho O mágico de Oz muito bem escrito =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dora!
      Esse clássico me despertou a curiosidade em ler mais clássicos infantis! Vou procurar esses :)
      Beijos

      Excluir
  5. Quem nunca ouviu falar sobre O Mágico de Oz, né? Já conheço a história mesmo sem ter lido. Sinto muita vontade de ler. Com essa edição ilustrada da Zahar, fico mais empolgada ainda. Leituras assim só trazem alegria para nossas vidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nil!
      Só trazem alegria e até reflexões. Vale a pena!
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Kamilla,
    Tem muitas histórias que conheci na infância por causa de adaptações, mas nunca tive a oportunidade de ler as obras e O Mágico de Oz é uma delas. Confesso que não ter lido se dá, um pouco, por não ter me afeiçoado muito a história ou os personagens, mas talvez isso seja justamente porque não tive contato com a obra original. A história tem algo muito interessante que é essa viagem por uma terra desconhecida onde se encontra seres com desejos tão humanos. Dá para perceber que por trás disso o autor queria transmitir grandes reflexões. Acho essa edição da Zahar linda e se eu tiver a oportunidade de ler o livro quero que seja por essa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gi!
      Vou te confessar que eu pensava exatamente isso, falavam tanto e eu não tinha o mínimo de interesse. Até resolver ler e foi uma leitura incrível! A Edição está ótima mesmo :)
      Beijos

      Excluir
  7. Kamilla!
    É mesmo uma obra atemporal.
    O livro é um clássico, mas daqueles que encantam e nos conquistam.
    Já li o livro, mas não nessa edição da editora.
    É totalmente enriquecedor...
    O filme é ainda mais lúdico.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. É tão lindo livros assim que passam mensagens e nos dão uma aula e tanto, ainda mais quando é infantil. Deve ser muito gostoso acompanhar a jornada da Dorothy em busca do seu lar, com esses personagens inusitados, ainda bem que vai direto ao ponto sem ficar enrolando gosto assim, ainda mais por ser clássico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria!
      É um clássico incrível, super vale a pena.
      Beijos

      Excluir