RESENHA: Grey - E.L. James

Grey #1
Autora: E. L. James
Editora: Intrínseca
Páginas: 528
Edição: 1
Ano: 2015
Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.
Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.
Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?

Estava morrendo de saudades do Grey e não sabia! Ah, que sensação maravilhosa!

Em Grey  temos a versão do CEO sobre a história dele com a Anastasia. Os dois se conheceram em uma entrevista feita pela Ana, em nome de sua amiga, para a faculdade, e de imediato o Christian sente algo por ela, uma atração e tesão. Depois disso, procura saber tudo a respeito da Ana e arma um plano para se aproximar... A cada encontro ele gosta cada vez mais dela, ele na verdade diz que a atração e o desejo por ela só aumenta, mas já é mais que isso e fica claro para nós leitores. Porém uma voz dentro dele diz que ela é perca de tempo, que uma relação entre os dois nunca dariam certo.

O Christian Grey, pra quem não conhece, tem gostos peculiares. Ele não acredita mais em amor entre um homem e uma mulher, uma relação pra ele só sendo como ele sendo o Dominante e a mulher sua submissa. Onde ele possa exercer todo seu poder. A famosa relação BDSM (bondage e disciplina, dominação e submissão, sadismo e masoquismo), para o Grey não existe romance, flores e chocolate. Nunca teve. Porque iria mudar agora? Ele só quer poder exercer sua dominação e ter Ana como sua submissa. 
Já li a trilogia Cinquenta Tons, mas apesar de falarem muito bem a respeito de Grey, não estava esperando muita coisa. E fui muito surpreendida! Não lembrava de detalhes da trama, só superficialmente mesmo, contudo ao decorrer da leitura fui relembrando. Mas o que mais me chamou a atenção mesmo foi acompanhar o Christian nessa jornada. O Grey de inicio só faz pensar naquilo, mas no decorrer do livro a gente vai acompanhando ele conseguir desenvolver um sentimento muito maior do que apenas carnal. Ele começa a perceber que gosta, por exemplo, de fazer a Ana sorrir. Coisa que ele nunca ligou pra nenhuma outra mulher. Nesse livro também conhecemos o lado sombrio do CEO, sabemos mais de perto o que acontece nos seus pesadelos e do seu passado... sobre sua mãe, que era uma prostituta viciada e sobre os abusos que ele sofria quando criança. 
“Quero ela. Toda ela. Seu corpo e sua alma. Quero que seja minha.”
Li várias resenhas sobre o livro, várias positivas e outras bastante negativas. Eu gosto da história que a E.L. James criou, mas mais que isso sinto uma empatia grande pela história do Grey. E não entendo muito bem porque odeiam tanto, entendo que podem não gostar, mas o que me deixa encucada é que parece que não conseguem (ou não querem) entender o peso que uma infância pesada e perturbada pode mexer com um ser humano. As pessoas reagem de forma diferente sobre tudo e o Grey só viu no sexo uma via de escape pra sair daquela 'realidade'. Talvez por eu ter visto coisas parecidas de perto, sabe?! 

Esse é o ponto que mais gosto no livro, a forma que a autora abordou e como o personagem vai amadurecendo e percebendo que não é só aquilo, que ele pode sim sentir afeição e deixar ser gostado por alguém. A história, na maior parte, é sobre a Ana e o Grey, então obviamente tenho que falar sobre ela: Em Cinquenta Tons ela irritava um pouco, apesar de ser bastante compreensível... era um mundo novo pra ela. Já em Grey, gostei mais dela... e ela me pareceu ser mais incrível, o Grey gostou mesmo dela né? No decorrer do livro eles trocaram bastante e-mails e foi muito bom conferir os pensamentos do Christian durante o recebimento destes.
“Com um último olhar prolongado para Anastasia Steele - a primeira mulher com quem dormi - eu saio para minha corrida.”
Apesar de ter tido uma infância complicada e perturbadora, ele fora adotado por Grace e seu marido e nesse livro podemos conseguir visualizar como ele é grato e ama a família que lhe acolheu, inclusive por seus irmãos adotivos. Foi incrível conhecer o lado família do Sr. Grey!

Enfim, já perceberam que gostei bastante da leitura e que esta foi bastante proveitosa. Citei superficialmente sobre o sexo, porque é um livro erótico, então é óbvio que tem muitas destas cenas (É a versão do Grey sobre Cinquenta tons de Cinza). Então não indico pra quem não gosta dessas cenas ou até mesmo palavrões. 

Sobre os detalhes: Os capítulos são datados, pra sabermos de qual dia e ano está acontecendo. A diagramação e espaçamento estão bem bacanas, assim como o tamanho da fonte. Não encontrei erros.

Comentário final: Já deu pra perceber que gostei bastante do livro, né? Espero que tenham gostado da resenha, quando gosto muito (ou o contrário) não consigo me expressar muito bem, faltam palavras. No mais, indico super a leitura!
Leia Mais ›

TOP 4: Dicas de organização - Estante de livros

Olá leitores, como estão? Hoje é dia de Top 4 e vim com tema: Dicas de organização - Estante de livros. Estava dando uma olhada na minha estante e lembrei de como já tentei organizá-la e como organizo hoje. Viso sempre na maior facilidade de visualizar e na hora de escolher os livros para leitura. E também pra ficar bonitinho de se ver, admito. 

Estava aqui pensando que poderia dar outras dicas, como: Limpar os livros, estantes bacanas de se guardar e outras coisas, caso vocês me sugiram. O que vocês acham? Se vocês gostaram, posso fazer! :)
~~~
4. ORGANIZAÇÃO POR COR
Já vi muita gente e acho que até já teve uma temporada que estava super em moda organizar os livros por cor. O que muitos chamam de Arrumação Arco-Íris. O resultado final fica maravilhoso, lindo de tirar foto ou só para ficar admirando. Porém, a probabilidade de séries e autores ficarem separados.
~~~
3. ORGANIZAÇÃO POR LIVROS NÃO LIDOS
Essa é a organização mais prática na hora de escolher a próxima leitura, mas isso não quer dizer a que fica com o resultado mais bonito. Já tentei fazer esse tipo de organização, mas me perdia algumas vezes na hora de procurar outros livros.
~~~
2. ORGANIZAÇÃO POR AUTOR
Acho essa organização prática também, já que você pode procurar um livro diretamente por seu autor. Já tentei organizar dessa forma, mas ainda sim me perdia na minha própria estante. Pode isso? rs No entanto acho que a maioria conhece os autores que lê e pode ser a forma mais ideal de se organizar. 
~~~
4. ORGANIZAÇÃO POR EDITORA
Essa é a forma que atualmente organizo os meus livros, e é a mais fácil pra mim na hora de visualizar e procurar os livros. Além de que acho bonito as logos das editoras todas juntinhas! Mas obviamente pra muitos não seria uma forma interessante, não é todos que conhecem os livros por editora.
~~~
E aí, gostaram das dicas de organização? Me contem o que acharam!
Beijos
Leia Mais ›

Novidades Literárias #106 - Química Perfeita; Shadowhunters; Outlander e mais...

Olá leitores, como estão? Hoje é dia de Novidades Literárias, ansiosos pelas novas? :)
QUÍMICA PERFEITA SERÁ RELANÇADO PELA GLOBO ALT
Em uma brincadeira que está girando acontecendo no Facebook (9 verdades e 1 mentira) a Editora Globo Alt anunciou que está com a prova do livro Química Perfeita em mãos. Posteriormente foi confirmado pela própria editora que irão publicar esse livro no Brasil. O livro já havia sido publicado no Brasil em 2011 pela Editora Underworld, que faliu e parou de publicar, deixando os fãs apreensivos e loucos para ler a obra.
Os garotos do instituto Fairfiel, do subúrbio de Chicago, sabem que South Side e North Side não se misturam. Assim, quando a líder de torcida Brittany Ellis e o marginal Alex Fuentes são obrigados a trabalhar juntos como parceiros de laboratório na aula de química, os resultados prometem ser explosivos. Mas nenhum deles estava pronto para a reação química mais surpreendente de todas: O amor.
~~~
TERCEIRA TEMPORADA CONFIRMADA DE SHADOWHUNTERS
A série que é uma adaptação do livro de Cassandra Clare teve sua terceira temporada confirmada, segundo o site SpoilerTV. Shadowhinters começará a ser produzida, provavelmente, em agosto e irá até maio de 2018.

~~~
ARQUEIRO ANUNCIA LANÇAMENTO DE MAIS UM LIVRO DA SÉRIE OUTLANDER
A Editora Arqueiro, que agora publica os livros que antes era do selo Saída de Emergência, anunciou que publicará o quinto livro - parte II da série Outlander, titulado de A Cruz de Fogo. O lançamento da obra está previsto para o dia 08 de maio.

Uma história sobre lealdade.
Não há mais como escapar: a guerra está diante de Jamie, Claire e sua família. Quando as tensões entre o governo e os rebeldes se acirram, a milícia é convocada mais uma vez e o conflito chega ao clímax na Batalha de Alamance.
De volta ao vilarejo onde moram, os Frasers e os MacKenzies ainda terão que enfrentar diversas tribulações, que acabarão aproximando Jamie e seu genro, Roger. Os dois tramam um plano para acabar com Stephen Bonnet, o sórdido capitão que violentara Brianna, pondo em dúvida a paternidade de seu filho, Jemmy.
Em meio a várias revelações, o mais surpreendente é o retorno inesperado de um conhecido, que traz uma pista capaz de desvendar os mistérios que cercam os viajantes do tempo.
Grandiosa, envolvente e inesquecível, a segunda parte de A cruz de fogo é uma vibrante mistura de fatos históricos e dramas humanos.
~~~
GUTEMBERG DIVULGA CAPA E SINOPSE DE SUBMISSA, LIVRO DE MAYA BANKS
A editora divulgou a capa nacional do livro Submissa, nova obra da Maya Banks, que ficou conhecida no Brasil pela série Obsessão. O lançamento está previsto para maio. 
Eles não seguem as regras. Eles FAZEM as regras.
Uma nova série que vai mexer com você da cabeça aos pés. Poder, sedução, dinheiro, submissão, dominação, dor e prazer… Nesse jogo que está prestes a começar, o amor não entra nas regras. Será que você está preparada?
Evangeline nunca soube o que é viver no luxo, pois sempre teve que trabalhar duro para ajudar os pais e conseguir sobreviver em Nova York. Típica garota do interior, sente-se deslocada em meio à metrópole e percebe que ingenuidade e sinceridade, que sempre foram suas características mais marcantes, são vistas como defeitos pelos nova-iorquinos e, principalmente, por seu ex-namorado que a seduziu e a abandonou.
Ele se apossa do que quer, sem remorso e sem culpa.
Drake Donovan é um magnata do entretenimento e um dos milionários mais cobiçados do mundo. Ele e seus “irmãos” ergueram um império em Nova York, e o seu maior empreendimento é a badaladíssima Impulse, a casa noturna mais exclusiva da cidade. Acostumado a ter todos na palma da mão, Drake sente seu inabalável mundo balançar quando vê uma jovem com ar angelical e inocente perdida em sua boate. Quem era aquela garota? Ele não tem ideia, mas de uma coisa tem certeza: ela será dele!
Ela não sabe se é capaz de dar o que ele deseja.
Incentivada pelas amigas, ir sozinha à Impulse parece o plano perfeito para Evangeline se vingar do ex-namorado canalha. Mas o que está prestes a acontecer vai mudar sua vida para sempre. Uma proposta… Uma tentadora oportunidade de ter tudo aquilo que nem em sonhos ela imaginaria possível. O preço? Submissão total e completa.
PS: A sinopse é grandinha demais mesmo, me assustei quando vi no skoob. rs
~~~
RAPIDINHAS
 A MELODIA FEROZ: A Editora Seguinte divulgou a capa nacional do primeiro volume da série 'Monstros da Violência' da Victoria Schwab. O lançamento está previsto para o dia 24 de maio. 
THE SISTER: Editora Gente adquiriu os direitos de publicação do Thriller psicológico A Irmã. O livro sairá pelo selo Única e será publicado em setembro no Brasil. 
TIME HUMANOS: O selo Galera Record, do Grupo Editoral Record, divulgou a capa nacional do livro que é resultado de uma parceria entre os autores Justine Larbalestier e Sarah Rees Brennan. O lançamento ocorre neste mês.
~~~
Espero que tenham gostado das novas :)
Beijos
Leia Mais ›

Assistindo & Apreciando #11 - Escritores da Liberdade

Escritores da liberdade
Estreia mundial: 27 de agosto de 2007
Duração: 122 minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos.
TRAMA
Uma jovem e idealista professora chega à uma escola de um bairro pobre, que está corrompida pela agressividade e violência. Os alunos se mostram rebeldes e sem vontade de aprender, e há entre eles uma constante tensão racial. Assim, para fazer com que os alunos aprendam e também falem mais de suas complicadas vidas, a professora Gruwell (Hilary Swank) lança mão de métodos diferentes de ensino. Aos poucos, os alunos vão retomando a confiança em si mesmos, aceitando mais o conhecimento, e reconhecendo valores como a tolerância e o respeito ao próximo.
~~~
Estava no facebook olhando quando me deparo com uma imagem desse filme, não sabia do que se tratava, só que diziam que era muito bom... Procurei na netflix, me assustei um pouco quando vi que era mais de dois horas de filme. Mas comecei a assistir do mesmo jeito, quando me dei conta o filme havia acabado.
Erin Gruwell é uma recém formada que quer começar numa escola possa ter contato com pessoas, independente de sua etnia ou raça. Inicialmente ela idealiza e fantasia um tipo de escola diferente do que encontra, os alunos não querem estudar, principalmente porque não dão estruturas pra isso... Afinal, do que adianta tirar notas boas se estão constantemente com medo de morrer por causa da guerra entre as gangues da cidade? Mas será que se eles verem o estudo de uma forma diferente, com alguém quer realmente olhe e sinta por eles, as coisas mudam?
A maioria das coisas não são fáceis, principalmente para os adolescentes que viviam em pé de guerra por conta de etnia, aliás das gangues que surgiram justamente por causa disso. Latinos contra asiáticos contra negros contra tudo... É gangue contra gangue e os "brancos" contra todos eles, a polícia chegava prendia ou matava sem perguntar e é essa a única realidade que esses adolescentes viram e cresceram vendo. A professora Gruwell vai tentando aos poucos, mas eles não queriam, pra quê? A escola se negava a ajudar, os outros professores odiavam ter que dividir a escola com o tipo diferente dos deles, os brancos.

Mas ela lutou muito para conquistar os alunos, mesmo todos contra ela... até o seu marido que deveria apoiá-la foi uma das pessoas que virou as costas pra ela.
Aos poucos Erin vai mostrando outro mundo, outra realidade para os adolescentes e eles vão se encantando e percebendo que eles podem sim sair dessas vidas e vencê-la, além de serem o que quiserem. Gente, esse filme é encantador em nível máximo! Foi incrível conhecer a luta desses jovens, mas lindo ainda foi ver a evolução da turma e do envolvimento entre professora e alunos. Todos, incluindo a sra. Gruwell, que colocou a mão na massa e viu que as coisas podiam ser diferente e acreditou nos alunos antes deles mesmo.

Os alunos com o auxílio da professora visitaram museus, conheceram mais sobre a história, sobre preconceitos, foram a restaurantes. A Erin arrumou vários empregos pra poder comprar livros, levá-los a eventos, porque a escola não se importava com eles. Vocês devem estar se perguntando e esse título surgiu de onde? Pois bem... uma das primeiras atividades que a professora passou foi que eles escrevessem em um caderno diariamente e ela só leria se eles quisessem... e no final das contas esse diário é juntado e vira um livro. É spoiler? talvez, mas é uma história baseada em fatos reais... é uma adaptação inspirado no best-seller O Diário dos Escritores da Liberdade, que vocês já devem imaginar quem escreveu. Bacana né? Eu não fazia ideia que era uma adaptação. Fiquei mais encantada ainda.
Essa foto é dos verdadeiros Escritores da liberdade. A de rosa com o colar de pérolas é a verdadeira professora Erin Gruwell.
ELENCO
O filme tem um elenco fantástico. Erin é interpretada por Hilary Swank, mas há a Imelda Staunton (que fez a detestável Dolores em Harry Potter, nesse filme foi ridícula também, já adianto rs). Quem interpretou o marido da protagonista foi Patrick Dempsey (conhecido por interpretar Derek Shepherd em Grey's Anatomy). Há muitos que desconheço, mas que foram sensacionais.
CONCLUSÃO
O filme é incrível e vale muito a pena ser assistido. Foi maravilhoso ver o crescimento e amadurecimento dos personagens, desde os alunos até a própria professora. Todos cresceram como pessoal e foi incrível acompanhar.
~~~
Espero que tenham gostado! E espero a indicação de filme de vocês :)
Beijos
Leia Mais ›

RESENHA: Um beijo Inesquecível - Julia Quinn

Os Bridgertons #7
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Edição: 1
Ano: 2016
Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente.
Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.
Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.
Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples e de tão complicado quanto um beijo.
SEM SPOILERS

Fazia tempo que eu não devorava um livro como fiz com este, livros da Julia Quinn tem esse poder sobre mim!

Um beijo Inesquecível é sobre a irmã mais nova da família Briderton, Hyacinth, que é uma jovem que fala o que pensa, inteligente e sabe disso... O problema é que na época mulher não podia "afrontar" demais, ou parecer mais inteligente que um homem. E é por isso que a Hyacinth ainda não conseguiu nenhum pretendente que prestasse. A nossa protagonista é muito amiga da senhora Danbury, que tem o mesmo jeito da Hy, ela tem um neto: Gareth St. Clair, um libertino, que adora desfrutar dos prazeres da vida... ele tem seus problemas, principalmente com o seu pai.
“— Sua criança tola – disse Lady Danbury, secando os olhos enquanto Hyacinth se encaminhava para a porta. – No meu coração, sou sua avó já anos. Só estava esperando que se tornasse oficial.”
Em um dia, numa terça-feira, quando a Hyacinth estava na casa da Lady D o Gareth aparece com um diário de sua vó paterna, só que este diário está em italiano. Hyacinth aprendeu o básico de italiano e disse que pode ajudar, a principio o Gareth fica receoso, mas se sua vó confia nela, ele também confia. Hy adora um desafio, assim como o diário vai ser e o Gareth já é. A partir daí os dois começam a se aproximar mais, e a amizade vai se transformando em um sentimento muito maior: amor.

Eu tinha muita curiosidade por esse livro, por alguns motivos: É um livro da série Os Bridgertons, e todos me conquistaram de um jeito e segundo pela protagonista ser a Hyacinth, que sempre foi uma das minhas personagens favoritas por falar o que pensa. E ele não me decepcionou, foi muito bacana conhecer mais intimamente a protagonista e ver a relação dela com a mãe, Violet.

Nos outros livros quando a Hy aparecia, imaginava uma adolescente sabe? E foi ótimo visualizá-la como mulher determinada e destemida. O sentimento entre ela e o Gareth é crível, porém os dois por seus motivos tentam ocultá-lo. Nossa protagonista indiretamente e inconscientemente acaba querendo afastar algumas pessoas por desafiá-la em relação as suas opiniões e o Gareth não é o tipo de pessoa que fica calado, nem ela, então...
“E então, de repente, Hyacinth viu que certas coisas apenas se sabem, e não há como explicá-las.”
Um ponto bastante singular desse livro é que ele tem muito suspense, nessa corrida pra descobrir os segredos por trás do diário da avó paterna do St. Clair, se descobre algumas coisas e os dois juntos - um pouco contra a vontade do Gareth, porque quando a Hy coloca uma coisa na cabeça é impossível tirá-la - eles vivem um tipo de aventura juntos que culminam em fugas na calada da noite. Como dá pra perceber a nossa protagonista não liga muito pra convenções, respeita, mas não é do tipo de mulher que vá deixar de fazer algo porque dizem que não é certo e quando ela se entrega é pra valer, e por isso esse livro se torna um pouco mais ousado no que diz respeito as "regras" do século XIX. E eu adorei! 
“E, pelo resto da noite, não conseguiu esquecer o perfume dela.
Ou, talvez, o som suave da sua risada.
Ou, talvez, nenhuma das duas coisas. Talvez ela, apenas.”
Algo que acho incrível nos livros dessa série é que são todos irmãos, mas cada um tem sua personalidade, singularidade e as histórias são incríveis e feitas minuciosamente pra eles. Amo ler as histórias com personagens conhecidos, mas ao mesmo tempo que não tenho muita intimidade porque não conheço a história deles a fundo e vou descobrindo graças a belíssima escrita da Julia Quinn.

Sobre os detalhes: Segue os mesmos das edições dos outros livros da série. Espaçamento e diagramação estão ótimos. O tamanho da fonte é confortável para leitura. Não encontrei erros. 

Comentário final: Foi um livro maravilhoso, gostei muito de acompanhar a jornada desses dois. Só o final que eu queria que fosse outro, não tem nada a ver com o casal ou a história propriamente dita, mas já é no que diz respeito a algo relacionado ao diário da avó do Gareth. Eu sei que não consegui fazer uma resenha decente, externando tudo que senti, sempre é complicado... pra vocês terem ideia demorei mais de duas semanas pra terminá-la. Mas super indico e espero que curtam bastante a leitura se o fizerem!
Leia Mais ›

PAGINAÇÃO