Novidades Literárias #132 - O Grande Ivan ganhará adaptação; Animais Fantásticos em versão ilustrada e mais...

Olá apreciadores, como vão? Mais um novidades literárias no ar ;)
LIVRO O GRANDE IVAN GANHARÁ ADAPTAÇÃO COM ANGELINA JOLIE
A obra é um livro infanto juvenil publicado pela Editora Novo Conceito, pelo selo Irado, ganhará adaptação pela Disney e a atriz Angeline Jolie foi confirmada e dublará a Stella, a elefantinha. A obra foi baseada em fatos reais.
Meu nome é Ivan.
Eu sou um gorila.
Não é tão fácil quanto parece...
Ivan mora dentro de um shopping e nunca tinha pensado em voltar para a natureza até o dia em que a pequena Ruby, um filhote de elefante, foi comprada pelo dono do circo.
Baseado em fatos reais, O GRANDE IVAN é uma história deliciosa, cheia de humor, ao mesmo tempo doce e inteligente, sobre os direitos dos animais e sobre a força da amizade.
Não importa quantos anos você tem... Você deveria ler este livro hoje, agora mesmo. Aliás, o que você está esperando para começar?
~~~
ANIMAIS FANTÁSTICOS E ONDE HABITAM GANHA VERSÃO ILUSTRADA

A obra Animais Fantásticos ganhará a edição ilustrada e a Rocco já confirmou que publicará aqui no Brasil, o seu lançamento foi confirmado para o dia 7 de Novembro, que vai ser simultaneamente ao lançamento dos Estados Unidos e a Inglaterra. As ilustrações foram feitas em quatro cores pela artista Olivia Lomenech Gill, ganhadora do English Association Picture Book Award e indicada para a Kate Greenaway Medal.

~~~
GALERA RECORD PUBLICARÁ DE APRIL GENEVIEVE TUCHOLKE

O selo jovem do Grupo Editorial Record anunciou nas redes sociais que publicarão o livro Wink Pol Py Mindnight - Herói, vilão, mentiroso da autora April Genevieve Tucholke. O anúncio foi feito com a frase: “Um thriller com três narradores adolescentes nada confiáveis, muitas mentiras e um final surpreendente e chocante”.
Um thriller que traz narradores nada confiáveis que vão fazer você duvidar até da sua própria moral. Indicado pela YALSA e pela TeenVogue como um dos melhores livros de ficção jovem-adulta de 2016. Wink é a nova vizinha esquisita e misteriosa, com seus cachos ruivos rebeldes, suas sardas e suas roupas estranhas. Poppy é a rainha do ensino médio, com seu cabelo loiro perfeito, sua beleza estonteante e sua grande habilidade para a manipulação e crueldade. Midnight é o menino doce e inseguro que se vê entre as duas. Wink sabe contar muitas histórias de cor. Ela está ciente de que todas elas precisam de um herói para derrotar o vilão. Poppy não acredita em histórias. Ela acredita acima de tudo, em si mesma e acha que pode conquistar e derrotar qualquer coisa. Midnight até acredita em histórias, mas ele está certo de que nunca vai ser protagonista de nenhuma, mesmo que Wink pense o contrário. Ele não é bom em nada. Poppy é a rainha da escola. Wink é a menina excluída que parece viver em um mundo particular e fantasioso. Midnight é o garoto preso entre elas que se vê obrigado a lidar com as consequências de um trote sombrio. Mas o que realmente aconteceu? Alguém sabe a verdade. Alguém está mentindo. Mas quem?
~~~
RAPIDINHAS
ADORÁVEL CRETINO: O segundo livro da série com o mesmo nome já ganhou previsão de lançamento pela Editora Universo dos Livros, ele será  lançado em novembro. A obra se trata de um romance erótico e já havia ganhado vários leitores online, onde foi postado primeiro.

DIAS DE DESPEDIDA: Também com previsão de ser lançado em novembro, a Editora Seguinte anunciou e divulgou a capa do livro do autor Jeff Zentner.

UM TRONO NEGRO: A Globo Alt anunciou a capa nacional da sequência da trilogia Três Coroas Negras da autora Kendare Blake. O lançamento está previsto para esse mês, outubro.
~~~
E aí galera, gostaram das novidades? :)
Beijos
Leia Mais ›

RESENHA: Como se Casar Com Um Marquês - Julia Quinn

Agentes da Coroa #2
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Edição: 1
Ano: 2017
Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.
Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.
Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.
É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss.
Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.
Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.

Essa resenha não contém spoilers!

Elizabeth Hotchkiss é uma mulher que teve de amadurecer muito cedo, já que seus pais morreram e ela tomou pra si a responsabilidade de cuidar dos seus três irmãos mais novos (Susan, Jane e Lucas). Ela atualmente trabalha como dama de companhia da rabugenta e sincera Lady Danbury, uma mulher que não mede as palavras e como a mesma diz, nem tem idade mais pra isso. Porém ela não ganha o suficiente pra sustentar a casa e as necessidades de seus irmãos, resolve então se casar, o empecilho é: com quem? O  único pretende que já surgira é um velho intolerável e que olha para suas irmãs de um jeito estranho.
“– É muito nobre da sua parte se devotar aos seus irmãos, mas você também tem que viver.”
James Sidwell, o Marquês de Riverdale é sobrinho da Lady Danbury. Ele trabalhou anos como Agente da Coroa e após o chamado urgente de sua tia se vê em um novo caso, já que ela está sendo chantageada. James então fica na casa da sua tia pra descobrir quem é o chantagista, mas não como o Marquês de Riverdale, mas sim como James Siddons - o novo administrador de Lady Danbury.
Certo dia Lizzie vai à biblioteca e encontra o livro Como Se Casar Com um Marquês e depois de muito hesitar leva-o pra casa, não pensa em se casar com um marquês, mas ao menos as lições podem ajudá-la a arrumar um pretendente. Com a ajuda e sugestão da sua irmã, Susan, ela resolve praticar com o novo administrador da Lady Danbury, mas o que acontece é que ela acaba nutrindo sentimentos reais e sinceros por ele, mas sabe que não pode se entregar a esse sentimento, já que ele não teria condições de arcar com os custos dos irmãos.
“Era só um livro. Um objeto inanimado. O único poder que ele detinha era o que ela mesma escolhera lhe dar. Só poderia ser importante na vida dela se ela permitisse.”
Eu estava muito curiosa com o livro, principalmente pelo James ter sido um personagem que eu adorei conhecer em Como Agarrar Uma Herdeira. Elizabeth começa a seguir os decretos do livro que pegou na biblioteca da Lady Danbury, e começa a se apaixonar pelo James e viu que não estava indo tudo certo, resolveu parar e devolver o livro a biblioteca e quem acaba descobrindo o livro? Sim, James, o próprio e para a surpresa dela (e dele) resolve ajudá-la. Detalhe que ele também já nutre sentimentos por ela, mas não pode falar nada por que ainda não descobriu quem era o chantagista.
“– Acredito em você, porque vejo nos seus olhos o que sinto no meu coração.”
Nessa obra conhecemos profundamente sobre quem é o James e o seu passado, que não foi muito feliz, já que ele passou por poucas e boas. E foi incrível conhecer esse lado dele, já que ele sempre se mostrou muito "de boas" em relação as coisas, foi bom vê-lo de outra forma, gostei mais ainda. Como passou por momentos bem desconfortáveis quando criança, passou sua infância sendo criado por sua tia e por quem ele nutre um sentimento incondicional e jamais a deixaria na mão.

E o que falar da Elizabeth? que personagem incrível, ela tem seus medos e receios, mas tenta ser forte e levantar a cabeça pra dar o seu melhor para os irmãos, falando neles a relação dos quatro é incrível, se importam um com os outros. As perdas dos pais foram bem dolorosa para ela, principalmente a do pai (que só lendo pra saber).
“Era preciso ser um homem muito esperto pra saber quando manter a boca fechada.”
A relação entre Lizzie e James foi crescendo gradativamente, antes mesmo do amor surgir, eles ficaram amigos e foi uma coisa muito linda de se ver. Os dois são perfeitos um para o outro, claro que tem uns draminhas pra nos deixar aflitos, com aqueles orgulhos bobos - mesmo sabendo que vai dá certo ao final. Mas o livro não é só romance, a obra nos proporciona muitas cenas cômicas seja com o casal ou com a própria Lady Danbury que por si só é uma figura e que conquista o leitor com seu jeito carinhosamente rude.

Quem reapareceu nesse livro foi o casal Blake e Caroline do primeiro livro da dualogia (Como Agarrar Uma Herdeira) e que pessoas mais amores, foi bom revê-los e claro que eles têm uma participação até que importante na trama.
“– Acha mesmo? – perguntou Caroline, os olhos iluminados de prazer. – Que título você daria ao livro?
– Não sei... – falou Blake, esfregando o queixo. – Talvez algo sobre como agarrar uma herdeira.”
A leitura de Como Se Casar Com Um Marquês foi ótima, praticamente devorei o livro e ansiei para o casal ficar junto. A narrativa é envolvente e fluída, a Julia Quinn sabe como adentrar o leitor na época e na história em si, sem dúvidas já virou um dos meus queridinhos da autora. Sobre a diagramação eu gostei bastante, já que o tamanho da fonte e o espaçamento estão ótimos. Essa capa é linda e a modelo de fato me lembrou a protagonista.

Comentário final: Sem dúvidas os amantes de romance de época e da autora Julia Quinn irão adorar ler essa obra. Os personagens são cativantes e a narrativa é viciante. Super recomendo a leitura!
Leia Mais ›

Bienal do livro de Pernambuco 2017 - Eu fui!

Oi leitores, tudo bem com vocês? Olha eu aí colocando a cara no sol ;) Vim contar a vocês sobre o maior evento literário do Nordeste, a Bienal Internacional do Livro de Pernambuco. Queria ter ido todos os dias de bienal, mas como era longe não dava, acabei indo apenas em três dias!


O primeiro dia em que fui, foi no dia 07/10 - segundo dia de bienal. O propósito da ida foi participar de um encontro de blogueiros mediado por Marcos Tavares (Capa e Título) e Danni Barbosa (Garotas e Livros). Foi a terceira edição do encontro e eu fui em todas :p Mas só duas como blogueira mesmo.


O evento teve vários estandes legais, como a Universo dos Livros, Legião Nerd, Editora Leya (com o trono), a Companhia das Letras, Eu Leio Brasil e tantas outras.

Em comparação a última bienal, o evento estava bem menor, porém em questão de organização e de estandes mesmo foi bem mais satisfatório. Essa bienal teve um diferencial que foi a cobrança de ingressos, mas que como comentei com vocês, não achei um valor exorbitante.

Além dos estandes, houve vários bate-papos com autores e espaços temáticos de Harry Potter onde se podia tirar fotos com o Chapéu Seletor e na plataforma 9 3/4.

Aproveitei o evento e tirei várias fotos, no trono super diva (mas devo confessar que não li os livros e nem assisti a série rs). Claro que torci pra ir pra Grifinória, mas né... e fui lá na plataforma 9 3/4. rs 

PREÇOS
Falando em preços, alguns estandes estavam com todos os livros por R$10 e lá aproveitei pra comprar uns pra sorteio e pra mim também (afinal, eu mereço rs). Mas alguns outros não compensava tanto comprar, o valor estava bem salgado mesmo, mas acho que o importante do evento e estar ali. Já quero mais! rs Logo menos conto quais os livros que comprei pra mim e seus respectivos preços.

Na bienal teve vários estandes com autores nacionais, mas eu queria muito ver as autoras do livro Princesas GPower, principalmente queria ter a obra pra mim. Fui na sexta, 13/10, só pra conhecê-las e pegar meu autografo. Revi a Janaina Rico e Mila Wander (que já havia conhecido na última bienal) e conheci Larissa Siarini e Thati Machado (que inclusive peguei autografo de um livro dela pra sorteio). As autoras foram uns amores, a Janaina me deixou super a vontade e olha que sou do tipo tímida (real oficial).
Ao total comprei 9 livros pra mim (e mais alguns pra sorteio). As obras compradas foram:
Pode Extra G. Adquiri essa obra principalmente porque a Thati (autora) estaria na bienal e aproveitei pra pegar autografo. R$10.
A Menina Que Não Sabia Ler. Já ouvi falarem muito sobre esse livro e estou bastante curiosa, já até tinha adquirido na Amazon em e-book, mas como estava por um valor acessível, arrisquei. R$10.
E o que vem depois? Minha gente, eu queria esse livro há anos! Eu nem lembro mais do que se trata, mas sabia que estava nos desejados. R$10.
Atraída por um Highlander e O Mais desejado dos Highlanders eu comprei achando que era de uma mesma série, mas percebi quando cheguei em casa que era o primeiro de uma série e segundo de outra. Só eu mesma, né?! rs Cada um por R$25.
Seduzida por Um Guerreiro Escocês e Seduzida por Um Highlander. Voltei na bienal outro dia e resolvi comprar os livros certo dessa vez, adquiri o primeiro da série e o segundo da outra. Cada um também saiu por R$25.
Sobre os preços da Universo: Algumas obras estavam com valores bem bacanas, os livros da Maya Banks estavam por esse valor, mas dei uma pesquisada e os livros na Amazon ficaram mais de 30 reais cada + 11 de frete, acaba saindo bem salgado. 
Princesas GPower. Comprei por causa das autoras que estavam lá e eu queria pegar autografo. O livro está lindo demais, o preço foi R$30 já que era lançamento.
Cabeças de Ferro. O Grupo Editorial Pensamento também estava na bienal e claro que eu fiquei namorando alguns livros, no primeiro dia esse livro tava por quase 30 reais, mas depois abaixou pra 17 e o namorado me deu de presente.
~~~
Então gente, de uma forma geral o evento foi incrível! Conheci muita gente bacana e aproveitei bastante, queria ter ido mais dias, mas a verba faltou. E ainda vai ter a Black Friday, senhor!!! rs
Beijos
Leia Mais ›

TOP 4 CAPAS: O Pequeno Príncipe

Oi leitores, tudo bem com vocês? Ainda no clima do dia das crianças, venho fazer o top 4 capas especial na versão BR. Como assim, Kamilla? Bom, a batalha de capas hoje vai ser de quatro capas brasileiras do livro O Pequeno Príncipe. O livro já ganhou inúmeras edições, por várias editoras no nosso país, resolvi então mostrar algumas pra vocês :)
O Pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia a dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino.
ZAHAR: A Editora Zahar publicou em 2015 essa edição bolso de luxo, em capa dura. Nesta edição possui 144 páginas. Achei essa capa tão linda, cheia de detalhes que remetem a obra.
PAULUS: Também em 2015 a editora Paulus publicou sua edição do livro, com 152 páginas e uma capa bem simples, gostei da fonte do título e do príncipe. Mas poderiam ter colocado mais elementos da obra.

GIZ EDITORIAL: A Giz publicou o Pequeno Príncipe também em 2015, com 160 páginas e em uma edição bem simples. Mas o destaque se dá ao fato de que a lua e as estrelas brilham no escuro. Eu gostei desse detalhe!
GERAÇÃO EDITORIAL: Em uma edição de luxo com direito a capa dura, a Geração publicou em 2015. A obra possui 160 páginas e está bem linda! Vendo por foto parece bem simples, mas os detalhes ao vivo deixa a obra mais apaixonante.

Qual foi a editora com a melhor capa? Eu gostei de todas!

~~~
Em primeiro lugar com 85% dos votos ganhou a edição de Portugal, em segundo com apenas 10% ficou a da Espanha. Gostaram do resultado?
~~~
Curtiram do top 4 capas versão br? Me contem qual outro livro que querem ver só as capas nacionais :)
Beijos
Leia Mais ›

RESENHA: O Som Do Amor - Jojo Moyes

O Som do Amor
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Edição: 1
Ano: 2016
Matt e Laura McCarthy são obcecados pela ideia de herdar a Casa Espanhola — uma construção malcuidada e quase em ruínas no condado de Norfolk, interior da Inglaterra, que tem um valor simbólico para os moradores locais. Para atingir esse objetivo, Laura, a mando do marido, faz todas as vontades do velho Sr. Pottisworth, o proprietário. Entretanto, como o homem nunca deixou nada por escrito, quem acaba por herdar a casa é uma parente distante, Isabel Delancey. Primeiro violino na Orquestra Sinfônica Municipal, em Londres, Isabel tinha uma vida tranquila com seus dois filhos e o marido, mas tudo virou de cabeça para baixo quando ele morreu em um acidente de carro e deixou uma grande dívida. Sua única oportunidade de recomeço é fincar moradia na Casa Espanhola — algo que o casal McCarthy vai tentar impedir a qualquer custo.
Oi leitores, tudo bem com vocês?

Já fazia um bom tempo que eu queria conhecer mais sobre a escrita da Jojo, que devo dizer que já amava, pois só tinha lido os livros da trilogia Como Eu Era Antes de Você (aliás, como vocês estão com a ideia de um terceiro livro, porque eu ainda estou tipo "Hello Jojo, o que você vai aprontar?) e já me apaixonei pela forma como ela escreve, porém dois livros é pouco pra definir um autor. Então estive buscando um livro dela pra ler em e-book e escolhi um totalmente aleatório, sem saber a história nem ler resenhas antes, só pelo título é por ser relativamente menor e parecer uma leitura tranquila. Devo dizer que foi uma surpresa e tanto ver o quanto a escrita dessa mulher pode ser maravilhosa em dois livros completamente diferentes!
Há um ano atrás, Isabel Delancey era primeira violinista na Orquestra Sinfônica Municipal de Londres e vivia uma vida dividida entra sua família e sua paixão, contando com a ajuda do marido e de Mary, a babá, para conseguir ajustar tudo à sua rotina de ensaios, apresentações e viagens. Porém em um terrível acidente de carro o seu marido morre e ela descobre que ele não só deixou ela sem praticamente dinheiro algum, como deixou uma série de dívidas, e para pagá-las ela precisará vender a sua casa atual e encontrar um lugar menor para morar ou vender o seu violino, a última lembrança que ela ainda tem da sua vida antiga.
Laurent a amava. Ele a amava se ela dormia em cima do café da manhã porque tinha passado a noite em claro tentando aperfeiçoar os compassos finais de alguma sonata. Ele a amava mesmo quando, mais uma vez, a refeição que ela preparara ficava esturricada e sem gosto. Ele a amava quando passeavam de braços dados em Primrose Hill e ela tentava cantar para ele suas peças musicais favoritas, substituindo o baixo e a tuba por movimentos desenfreados dos braços. Ele a amava quando ela o acordava às três da manhã, desesperada para fazer amor, para sentir o gosto dele. Comprou para ela o Guarneri, deixando-o no travesseiro do hotel onde haviam se amado loucamente num fim de semana, e rindo quando o choque que ela levou ao ver aquilo a deixou sem ar. Ele a amava. 
Laura McCartney se casou com Matt contra a vontade da sua família, pois a fama da família de Matt era péssima devido à um ocorrido no passado, na época em que o pai de Matt trabalhava pra família Pottisworth e foi acusado erroneamente de um roubo. Desde então Matt guardava um rancor da família por ter retirado tudo dele e, baseado nesse rancor, fez com que Laura fosse dia e noite cuidar do velho Pottisworth para garantir que quando o velho morresse, a Casa Espanhola pudesse ser finalmente sua e ele pudesse provar pra família de Laura que ele era digno de estar com a filha deles.

Nicholas é um corretor imobiliário completamente fracassado, há um tempo atrás era casado com Diana, porém quando a crise imobiliária se deu e ele perdeu todo o status que tinha, Diana foi a primeira a deixá-lo. Porém, um dia, ao ir visitar um velho amigo, um dos poucos que não o julgava pois lhe conhecia desde antes dele virar um corretor de sucesso, Nicholas se perde e acaba por encontrar a Casa Espanhola e vê ali uma oportunidade incrível para voltar com tudo ao mercado imobiliário.

Com a morte do Sr. Pottisworth, Laura e Matt descobriram que o velho não deixou nada em testamento, portanto a casa iria para os parentes mais próximos, no caso Isabel Delancey e seus filhos. Na necessidade de ter algum lugar para morar, Isabel decide se mudar para a Casa Espanhola, uma casa caindo aos pedaços e que há muito tempo deixara de passar por reformas e cuidados. Matt vê em Isabel uma mulher carente, perdida e, acima de tudo, sem saber nada sobre obras e decide "ajudá-la" com as obras da casa, o que Isabel não percebe é o quanto Matt está superfaturando tudo e criando uma casa para que ele e Laura possam morar depois.
Tinha chegado ao fim do bosque e caminhou ao longo de sua extensão, o lago à esquerda, tentando se lembrar de onde vira uma brecha. Encontrou-a e atravessou para o outro lado, onde o terreno era ainda menos regular do que em volta da casa. Virou-se para trás por um instante: sua expansão vermelho-escura e as janelas incoerentes contemplavam-na sem entusiasmo nem aconchego. Ainda não era sua. Ainda não era um lar. 
Essa história me deixou sem fôlego e completamente angustiada. Principalmente por mostrar o quanto o ser humano pode ser uma espécie desprezível, mostrando até que ponto alguém é capaz de enganar o outro que está fragilizado para conseguir as suas próprias conquistas e atender às suas próprias necessidades. Jojo traz uma história de obsessão, traição e auto-conhecimento, através de personagens principais muito bem construídos e personagens secundários que vão crescendo com o decorrer do livro e que tornam toda a história extremamente cativante. 

Isabel é uma personagem que, no começo do livro, eu queria pegar ela e sacudi-la e dizer "Filha, acorda pra vida! Você tem dois filhos que precisam que você cuide deles!" pois Kitty e Thierry sofriam tanto com a falta de tato da mãe para com eles que Kitty precisou se tornar a "mãe" da família e eu achei incrível a evolução dela como pessoa durante o livro, passando de uma pessoa que só se importava com o seu violino e a sua música para uma mulher que sabe coisas além disso, como manter uma casa ou cuidar da educação dos seus filhos. Não me levem a mal, eu amei a quebra de estereótipos e o fato de ela ser mais do que a comum dona de casa, porém às vezes se torna necessário que a pessoa assuma o papel de ser responsável por algo além dela mesma e é exatamente esse o caso. 

Outro personagem que me deixou extremamente surpresa foi Byron. Quando ouvi falar o nome dele pela primeira vez achei que ele seria somente mais um personagem de fundo, com destaque semelhante à outros personagens da vizinhança, porém ele cresce muito como personagem durante o livro, trazendo mais dos seus pensamentos, do porque das suas atitudes e dos seus medos, além de ele se tornar peça chave na vida de Thierry. 

Matt se torna um personagem insuportável conforme o livro se desenvolve. Ele é nojento e eu de fato não sei dizer quem é pior no casamento, ele ou Laura. O filho dos dois, Anthony, é o único personagem que salva naquela casa e me impressiona que ele tenha sido criado por aqueles dois. 
Ele diz que a casa vai acabar sendo nossa, pensou ela. Preciso ter isso na cabeça. Aquela mulher não foi feita para morar lá. E no amor, na guerra e nos bens, vale tudo.
Mais uma vez, como em quase todos os livros da Jojo, a capa é incrível e traz em si o significado principal da narrativa, que é a ligação de Isabel com a música e o quanto a música salvou ela no momento em que ela mais precisava, expressando seus sentimentos através do violino. Como a leitura foi feita em e-book eu não sei dizer muito sobre a diagramação dos livro, porém achei a divisão de capítulos perfeita, completamente condizente com os fatos narrados. 

Enfim, o livro traz uma narrativa envolvente e fluida. Já alerto para os fãs de romances leves e fofinhos que, apesar do título, não lhes levarão às lágrimas como outros títulos o farão. Porém, é um livro cheio de reflexões pertinentes e que recomendo muito a leitura. Um xêro e até semana que vem!
Leia Mais ›

Novidades Literárias #131 - Cinquenta tons mais escuros na versão do Grey no Brasil; Lançamentos da Darkside; e mais...

E as novidades estão no ar :)

E.L. JAMES DIVULGA  DATA DE LANÇAMENTO DE DARKER, SEQUÊNCIA DE GREY
A autora da trilogia Cinquenta Tons de Cinza, que publicou Grey - a versão da história pelos olhos do Christian Grey confirmou que publicará a sequência ainda esse ano. Cinquenta tons mais escuros pela versão do CEO se chamará Darker (Mais escuro, em tradução livre), a obra será publicada no Estados Unidos e no Reino Unido em Novembro deste ano.

A Editora Intrínseca, responsável pela publicação dos livros da autora aqui, confirmou que publicará Darker, mas o lançamento da obra está previsto para o primeiro semestre de 2018.
~~~
DARKSIDE PUBLICARÁ A HORA DO PESADELO
Com certeza você já ouviu falar do Freddy Krueger, protagonista aterrorizante dos filmes A Hora do Pesadelo e que agora estará também em um livro que será publicado no Brasil pela Darkside.
Para quem sempre sonhou em visitar as origens do imortal Freddy Krueger, é hora de acordar gritando. É com mórbido prazer que a DarkSide® Books apresenta A HORA DO PESADELO: NEVER SLEEP AGAIN, o mais novo título da Coleção Dissecando.
A HORA DO PESADELO: NEVER SLEEP AGAIN tem tudo para se transformar no livro de cabeceira dos fãs mais exigentes. O livro conta a história de como o diretor resgatou uma antiga obsessão de sua infância para criar um dos personagens mais icônicos do cinema moderno.
~~~
DARKSIDE PUBLICARÁ CRÔNICAS DE MORRIGHAN
A Editora Darkside está com tudo no mês do terror, além do livro do Freddy, eles irão publicar também o livro Crônicas de Morrighan que é um prequel da série Crônicas de Amor e Ódio. 

Esse livro só tem 120 páginas, no exterior foi lançado só em e-book, mas a caveira irá publicar o livro físico e em capa dura, além de uma apresentação exclusiva da autora para os fãs brasileiros. Legal, né?! ;)

~~~
PÔSTER DA ADAPTAÇÃO DE SIMON VS A AGENDA HOMO SAPIENS
O livro Simon vs a Agenda homo sapiens da autora Becky Albertalli ganhará adaptação cinematográfica e o título será Love, Simon. O filme deverá chegar nas telonas em outubro de 2018 e ganhou o seu primeiro pôster.

A adaptação terá como protagonista o ator Nick Robinson, outros atores já foram divulgados, são: Katherine Langford, Logan Miller e Jennifer Garner.
Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte.
Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar.
Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu.
Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.
~~~
RAPIDINHAS
COMO PARAR O TEMPO: A Editora HarperCollins divulgou um dos seus lançamentos de outubro, cujo autor é Matt Haig (que já teve livros publicados pela Galera Record e Jangada). A obra já se encontra em pré-venda.

O COLECIONADOR DE MEMÓRIAS: Os fãs da Cecelia Ahern devem estar super felizes com a notícia, a Editora Novo Conceito anunciou que lançará o livro da autora ainda este mês (outubro).

RUÍNA: A Editora Galera Record revelou a capa oficial do seu lançamento de outubro, da autora Amy Tintera, que é o primeiro livro de uma série e teve até um feedback positivo da autora Kiera Cass (a seleção).
~~~ 
Espero que tenham curtido as novidades! :)
Beijos
Leia Mais ›

PAGINAÇÃO